Potter Go


Você está pronto para essa aventura?
 
InícioPortalFAQGaleriaBuscarMembrosCalendárioGruposRegistrar-seConectar-se
Sejam muito bem vindos ao PotterGo!
:: Topsites Zonkos -[Zks]::
Não deixe de registrar sua trama, só assim você participará da trama principal do RPG! Para mais informações clique aqui!
O sistema de missões já está aberto! Confira já.
Novatos, para melhor entender nosso sistema, não deixe de visitar nosso Guia para Novatos
Convidado, não esqueça de fazer o Teste de Varinhas
Convidado, não deixe de ver nossos cargos disponíveis
Convidado, não esqueça de fazer o Teste do Patrono
Confira as novidades no grupo das Criaturas Mágicas.
ALUNOS, começou o recesso. Não haverão mais aulas nos próximos tempos.
Confira todas as notícias do Profeta Diário aqui.

Compartilhe | 
 

 Quarto de Brinquedos

Ir em baixo 
AutorMensagem
Ryan Staminkhov Odegaard
Ministro da Magia
Ministro da Magia
avatar

Mensagens : 257

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Sorveira, 25cm, semi-flexível, pêlo de Unicórnio.

MensagemAssunto: Quarto de Brinquedos   Ter 29 Ago 2017 - 17:06


Quarto de Brinquedos


 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yasmin Soph Ward Odegaard
Crianças
Crianças
avatar

Mensagens : 26

Ficha Bruxa
Casa:
Ano Escolar:
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Quarto de Brinquedos   Seg 4 Set 2017 - 15:25

Só queria brincar...
A pequenina havia acordado bem cedo como o de costume. Com o auxílio da mãe ela vestiu um vestidinho lilás e tomou seu café, depois em passos calmos e de mãos dadas com a mais velha seguiu para a sala de brinquedo. - Min fica ati sem fazer barulhu. - Falou para a morena quando a mesma a informou que ia pegar um livro no quarto e voltaria para ficar com ela. Yasmin adorava quando a mãe estava de férias e podia passar mais tempo consigo. - Podia blinca com qualquer um? - Perguntou para a mãe e olhou a sala, seus olhinhos brilhavam por causa dos vários brinquedos que tinham distribuídos para o entretenimento das crianças. - Tá bom! - Respondeu e então viu a mais velha sair da sala. Min caminhou por um tempo até escolher um brinquedo de encaixar, sentou-se no chão o colocando no colo e passou a brincar sem fazer barulho, nem parecia que tinha uma criança no lugar. A pequena ergueu o rosto ao escutar a voz do primo e o olhou sem entender muito, afinal, a mãe havia falado que ela podia brincar com qualquer coisa dali. - Mamãe falou que Min podia blinca.. - tentou explicar, mas o menino parecia brava e ela não entendia o porquê disso, pois não era uma criança de arrumar brinca, era tímida e medrosa a maior parte do tempo. Assustada acabou por abraçar o brinquedo e antes que ela pudesse falar algo, ele lhe mordeu o braço, fazendo com que ela largasse o brinquedo de imediato e começasse a chorar baixo por causa da dor. Viu o garoto se afastar com o brinquedo e colocou a mãozinha sobre a marca que tinha no bracinho. As lágrimas escorriam pelo rostinho enquanto ela via ele começar a brincar com o brinquedo que estava se divertindo antes. A menor se levantou, não queria mais ficar lá, então seguiu em direção a porta enquanto olhava o braço e  acabou por esbarrar nas pernas de alguém.


Postagem com 03 anos |

______________________


ㅤㅤYasmin Sophia Odegaard
Filha de Eliza | 3 anos | Irmã de Diana | Se viu o chapéu do Bily? | Família Odegaard
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pierre Ward Odegaard
Crianças
Crianças
avatar

Idade : 6
Mensagens : 23

Ficha Bruxa
Casa:
Ano Escolar:
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Quarto de Brinquedos   Seg 4 Set 2017 - 15:26

Meu brinquedo!
P
ierre estava agitado naquela manhã, sua mãe estava na cozinha e ele tinha acabado de tomar o café, eram na base das 10 horas. O menino resolveu ir para a sala de brinquedos, era o melhor lugar. Claro que em seu quarto tinha seus brinquedos, mas aquela sala tinha brinquedos para todas as crianças e tinha um em especial que ele amava, mas tinha que repartir com os primos porque não era dele. Ao chegar na sala ele não gostou nada do que viu, pois sua prima Yasmin estava justamente com o brinquedo que ele queria e é claro que ele iria pegar, se não, não seria o Pierre. - Esse brinquedo ai é meu. - Falou se aproximando da pequena que estava brincando com o objeto e se abaixou ao seu lado. - Me dá. - Pediu e fez cara feia ao escutar que a mãe dela tinha dito que a mesma podia brincar com qualquer coisa ali. - Mas é meu! - Exclamou e puxou o objeto com brutalidade das mãos da menina, porém ela abraçou o brinquedo. - Soltaaaaa! - Falou bravo e então mordeu o braço da menina, sem nem pensar nas consequências que teria por fazer isso. A menina não revidou, apenas largou o brinquedo e começou a chorar, mas para a sorte dele não foi um choro alto ou escandaloso, porém dava para ser escutado do corredor pela porta fica sempre aberta. Ele pegou o brinquedo sem nem se importar com o choro ou com a marca dos seus dentes que tinha deixado no braço da prima e seguiu para o outro lado da sala.

______________________


hold on to what you believe
Pierre Ward Odegaard

Filho de Desiré & Ryan || Irmão de Alana & Savannah || 5 Anos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Desiré Ward Odegaard
Líder da Ordem de Merlim
Líder da Ordem de Merlim
avatar

Idade : 34
Mensagens : 88
Localização : Sede da Ordem de Merlin

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Carvalho, 21 Centímetros, Pouco Flexível, Escama De Sereano

MensagemAssunto: Re: Quarto de Brinquedos   Seg 4 Set 2017 - 16:04



Repousou o copo de suco de maracujá no balcão de mármore da cozinha e fitou o céu pela janela, o dia estava bonito, o sol quente raiava do lado de fora e teve a brilhante ideia de convidar seu filho caçula para um passeio. Talvez Pierre gostasse de ir tomar um sorvete, quem sabe não fossem até a piscina. Virou-se para o pequeno elfo que estava ali. — Você pode lavar isso para mim? - Apontou para o copo de vidro. — Obrigada. - Sua voz era suave, não gostava de maltratar os elfos, na verdade até ia com a cara deles. Puxou suas madeixas castanhas para cima e prendeu os fios em um rabo de cavalo, enquanto saia da cozinha. Andava pelos corredores atrás do filho usando a própria mão para se abanar, não que estivesse com calor. O calor não a incomodava. Amava a sensação que ele lhe passava, talvez tivesse algo a ver com seu elemento, o fogo.

Desceu as escadas em direção ao Quarto de Brinquedos, por algum motivo sua intuição lhe dizia que encontraria o filho ali e ao ouvir um pequeno grito, teve certeza. Apressou seus passos quando o som de choro invadiu seus ouvidos sensíveis, graças a sua habilidade tinha sentidos mais apurados. Ao abrir a porta do local encontrou seu filho e Yasmin, sua sobrinha. A pequena chorava e quando fitou marcar avermelhadas em seu braço lançou um olhar bravo ao filho. — Pierre! - Rumou nervosa até ambos. Abaixou-se para ficar na altura de sua sobrinha e passou a mão devagar sobre o braço dela. — Pronto, viu? Já está melhorando. - Não precisava perguntar como aquilo havia ido parar no braço da menina, sabia que o culpado estava bem ao seu lado. Levantou e virou-se para o filho, seu rosto sustentava uma expressão séria, não queria que Pierre ficasse rebelde igual sua filha mais velha, Savannah, ainda tinha esperanças no mais novo. — Venha. - Pegou-o pela orelha e o arrastou até o corredor. — O que eu disse sobre morder as pessoas? - Cruzou os braços e o fitou. — Você não pode fazer isso, é a segunda vez só essa semana, Pierre. - Encostou o ombro na parede atrás de si e olhou no fundo dos olhos do filho. — Você está de castigo, não vai descer para a sala de brinquedos até aprender a se comportar no meio de outras crianças.



______________________

DESIRÉ PHANI CONSTANTINE WARD ODEGAARD
ORDER OF MERLIM; A WOLF; WARD; ODEGAARD; SAVANNAH&PIERRE;; HADES COSPLAY


thanks sininho:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Yasmin Soph Ward Odegaard
Crianças
Crianças
avatar

Mensagens : 26

Ficha Bruxa
Casa:
Ano Escolar:
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Quarto de Brinquedos   Seg 4 Set 2017 - 17:07

Só queria brincar...
Yasmin estava justamente com o brinquedo que ele queria e é claro que. Yasmin como sempre não se defendeu, não era do costume da menina se defender quando alguém lhe machucava. Se assustou ao escutar o nome do primo ser chamado e soluçou. Seus olhos úmidos se voltaram para a tia que agora passava a mão em seu braço. Fez sinal positivo para a mais velha ao escutar que o braço já estava melhorando e passou as costas das mãos no rosto, limpando as lágrimas. Encolheu os ombros ao escutar o primo reclamar e o ver ser arrastado para fora. - Ti… Tia.. - Exclamou ainda com a voz de choro, não queria que ele ficasse de castigo ou apanhasse. Levantou e foi em meio aos tropeços atrás deles que estavam no corredor. - Foi sem queler, tia.. - Tentou ajudar o primo mas não deu muito certo, pois ele a culpou quando a morena disse que ele estava de castigo. - Desculpa.. Yasmin não vai pega mais aquele binquedo.. - Disse abaixando a cabeça e então ergueu na mesma hora ao escutar a mais velha falar algo. Ela não sabia mais o que fazer e então viu Pierre ser mandado para o quarto. A mãe havia explicado que não devia se meter na conversa de outras pessoas, mas ela não gostava de ver ninguém triste, até mesmo alguém que pudesse ter lhe machucado. Viu a tia seguiu o primo e então seu nome foi chamado por sua mãe, o que a fez sair correndo do local e ir até a mesma.


Postagem com 03 anos |

______________________


ㅤㅤYasmin Sophia Odegaard
Filha de Eliza | 3 anos | Irmã de Diana | Se viu o chapéu do Bily? | Família Odegaard
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pierre Ward Odegaard
Crianças
Crianças
avatar

Idade : 6
Mensagens : 23

Ficha Bruxa
Casa:
Ano Escolar:
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Quarto de Brinquedos   Seg 4 Set 2017 - 17:09

Meu brinquedo!
E
le não sabia como a mãe tinha aquele dom de aparecer sempre que saia da linha, parecia que a mais velha tinha um radar grudado nele ara quando ele aprontasse, ela aparecesse de imediato. Ao ver a mais velha adentrar a sala e escutar seu nome, acabou por largar o brinquedo e ficar olhando da prima para a morena. Ele sempre acabava mordendo quando queria algo e alguém se negava a dar, mas nunca tinha feito isso com Savannha, não por enquanto. -Ai, mamãe, eu vou, solta, solta! - Exclamou quando sua orelha foi puxada e assim que a morena soltou, esfregou o local com a mão por causa da dor. - Não é para morder.. Mas fiquei bravo, eu pedi e ela não quis em dar o brinquedo! - Respondeu a pergunta e então encarou a prima que apareceu. - Não!!! Não mamãe, eu não vou mais morder! - Tentou argumentar e então encarou Yasmin que falava sem ser chamada para a conversa. - Culpa sua, eu odeio você! - Falou com raiva para a menina, repetindo as mesmas palavras que escutava de Alana quase todo dia. Encolheu os ombros com a ordem que recebeu e seguiu para as escadas, indo direto para o quarto.

______________________


hold on to what you believe
Pierre Ward Odegaard

Filho de Desiré & Ryan || Irmão de Alana & Savannah || 5 Anos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Desiré Ward Odegaard
Líder da Ordem de Merlim
Líder da Ordem de Merlim
avatar

Idade : 34
Mensagens : 88
Localização : Sede da Ordem de Merlin

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Carvalho, 21 Centímetros, Pouco Flexível, Escama De Sereano

MensagemAssunto: Re: Quarto de Brinquedos   Seg 4 Set 2017 - 17:24



Massageou as próprias têmporas, não tinha mais tanta paciência para lidar com crianças como antes. Sabia que Pierre não era um menino mau, a maior parte de sua influência era Savannah e sua enteada, Alana, não queria que o filho crescesse como aquelas duas. — Yas, meu anjo, escute. - Novamente abaixou-se até estar na altura da menina. — Você não pode defender seu primo quando ele morder você, isso é errado e ele tem que aprender que ele não pode fazer isso. - Levantou-se e encarou o filho. — Eu já disse que não é assim que as coisas funcionam, existem dezenas de brinquedos lá dentro você podia ter escolhido qualquer outro. - Deu alguns passos em direção ao filho e colocou a mão em seu ombro, sabia que o menor não ia gostar de ficar de castigo, mas tinha que ser dura com ele enquanto ele ainda a ouvia. — Não adianta discutir comigo, você errou, você ficou de castigo, agora já pro seu quarto. - Apontou para as escadas. Antes que pudesse dizer algo para Yasmin escutou a mãe da menina a chamar e suspirou, o que ela pensaria caso visse o braço da filha machucado? Voltou-se para as escadas e subiu para os próprios aposentos, o dia mal havia começado e já estava exausta.



______________________

DESIRÉ PHANI CONSTANTINE WARD ODEGAARD
ORDER OF MERLIM; A WOLF; WARD; ODEGAARD; SAVANNAH&PIERRE;; HADES COSPLAY


thanks sininho:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Safira Bianc. Odegaard
Secretária de Hogwarts
Secretária de Hogwarts
avatar

Idade : 24
Mensagens : 50

Ficha Bruxa
Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Castanheira, 20cm, flexível, pelo de Unicórnio.

MensagemAssunto: Re: Quarto de Brinquedos   Seg 4 Dez 2017 - 4:10




King
of
Silence


Safira estava acordada fazia algum tempo, devido a isso ela já tinha conseguido fazer várias coisas pendentes. Pelo menos enquanto Alex, Jack, e Luth não acordassem. Falando neles, seu leão(luth) tinha acordado e com fome, mas antes quis curtir um pouquinho sua esposa dando carinho e atenção. Saf, logicamente não pensou em negar, pois todo tempo assim com ele é preciso para a mesma. Porém são pais a algum tempo, então também que dar atenção e carinho as suas preciosidades. - Te amo querido, é delicioso ficar assim com você. Mais, estou preocupada com o Jack. Sinto que ele está nos evitando, por algum motivo e normalmente não é assim!! -Sua expressão desanimada dava notoriedade, sobre aquele sentimento de preocupação. - Runf, eu vou lá no quarto dele mais tarde. Espero ter resultado.. Aliás, podemos levar nossa florzinha pra brincar naquele quartinho é tão tranquilo e aconchegante, não acha? Vou indo na frente pega-la, nos encontre lá embaixo viu meu garanhão selvagem que amo demais. - Falava sorrindo enquanto dava um beijo apaixonado de até logo.

Após levantar da cama, ia ao quarto da pequenina Alex, que para sua surpresa já estava acordava, e sem seu pijama totalmente arrumadinha deitada assistindo tv. Inevitavelmente Safira coruja do jeito que era com seus filhos, vendo tal cena babava horrores.

- Bom dia flor do dia, como dormiu? Vim aqui te buscar, para irmos nós três isso inclui o papai, naquele quarto cheio de brinquedos. Vem no colo da mãe, minha fofura extrema. - A pegava no colo, ajeitando-a para que ficasse bem confortável, em seguida desligava a tv, e então estavam prontas para se dirigir ao local desejado.

Em poucos minutos caminhando, chegavam no quartinho. Safira fazia beijo de esquimó em seu raio ensolarado, e logo colocava cuidadosamente a mesma no chão. - Papai não deve demorar, pode escolher o que deseja brincar. Sorria cravando os olhos na mesma.


E a vida planejou minha vida com você, hoje eu te amo, quero contigo amanhecer
thanks rapture

______________________




Um dia encontrei seu olhar,
E foi quando eu descobri como eu te amo.


Última edição por Safira Bianc. Odegaard em Seg 4 Dez 2017 - 22:00, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alex Bianchinni Odegaard
Crianças
Crianças
avatar

Idade : 7
Mensagens : 9

MensagemAssunto: Re: Quarto de Brinquedos   Seg 4 Dez 2017 - 5:20

Se divertindo com eles
Já com seus seis aninhos a pequena fazia várias coisas sozinhas, ou seja, sem a ajuda de sua mãe ou o elfo quando a mais velha estava trabalhando. Alexandra havia acordado mais cedo e acabou tomando café da manhã na mesa que tinha em seu quarto mesmo, o elfo havia levado para ela, uma coisa que sempre fazia quando os pais não reunião ela e o irmão para fazerem a refeição na sala de jantar. Após acabar de comer se deitou na cama, era hora de assistir seu desenho favorito, Meninas Super Poderosas. - Vai  Docinho, vai, derrotar ele! - Falava enquanto seus olhinhos estavam grudados no eletrônico trouxa que tinha toda sua atenção. Seu queixo estava apoiado na palma de sua mão enquanto balançava as pernas no ritmo da música do desenho de quando as meninas derrotavam as pessoas más.

O olhar da menina foi desviado do eletrônico quando escutou a voz da mulher que lhe trouxe ao mundo.  - Bom dia mamãe. - Respondeu o cumprimento e se levantou, ficando de pé sobre sua cama. - Quarto de brinquedo? O que só pode ir com a mamãe por causa do primo? - Perguntou a olhando nos olhos enquanto era ajeitada no colo da mais velha, seu primo filho do Ryan e Desiré era arteiro, as vezes ele judiava de Alex, mas tinha horas que ele a incentivava a fazer algumas travessuras, mas nenhuma grave que pudesse deixar seus pais loucos, no máximo era comer doces antes da alimentação. Passou os braços em volta do pescoço de sua mãe enquanto a mesma desligava televisão e seguia ao térreo da mansão, onde a sala com vários brinquedos ficava localizada. O beijinho de esquimó só fazia a menor retribuir  e rir do gesto que recebia, amava fazer beijinho de esquimó com sua mãe e o pai, além de sua madrinha é claro. - O papai tá dormindo? - Perguntou e então recebeu a notícia que ele não deveria demorar. - O mano vem também? - Perguntou do mais velho que lhe tratava com uma princesa, Jack nunca tinha lhe tratado mal, ela amava ficar no colo dele por causa das brincadeiras que ele fazia consigo. Olhou em volta pensando em que brinquedo pegaria, eram muitos e isso a fazia ter dúvida do que brincar. Resolveu pegar uma caixa de quebra-cabeça, amava esse tipo de entretenimento. - A gente pode ir na piscina depois? - Perguntou com os olhinhos brilhando só de pensar na água tocando seu corpo, afinal, o dia estava lindo. - Papai tá demorando.. - Reclamou do mais velho não ter chegado ainda, não era uma criança paciente, além de ser teimosa quando queria algo era difícil alguém fazê-la desistir.


Idade da postagem: Seis anos || Interagindo com Safira & Luth
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luth Staminkhov Odegaard
Auror Tramista
Auror Tramista
avatar

Idade : 26
Mensagens : 41
Localização : No mundo.

Ficha Bruxa
Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Olmo, 37cm, maleável, corda de coração de Dragão

MensagemAssunto: Re: Quarto de Brinquedos   Seg 4 Dez 2017 - 16:10

Família é tudo.
Cansado da noite anterior, e pouco familiarizado com meu estado atual, que seria quase podre. Fui aos poucos sendo acordado por minha esposa, com beijos e carinhos maravilhosos que qualquer homem poderia pedir em uma manhã depois de um dia tão cansativo, como ontem. — Bom dia amor! — Esbocei um sorriso cativante, conforme fui me aproximando de seu rosto para lhe desferir um selinho. Com a cabeça ainda no travesseiro, levei minha mão canhota até seu rosto e passei lentamente por ele, seguindo um rumo até a cabeça, massageando seu pescoço.  — Como estão as crianças? — Murmurei em um tom baixo, querendo saber como elas estavam, apenas por certeza como um bom pai tinha que fazer. Com tédio de ficar deitado naquela cama, levantei-me ficando na beira dela passando a mão no rosto para amenizar a cara amassada. — Jack? — Exclamei, relembrando dos momentos que ele se afastou e outras situações.

— Ele é apenas um adolescente, amor. — Aconcheguei mais perto dela, dando um beijo em seu ombro.  — Entendo que ele tinha se afastado um pouco, mas nessa idade a vida parece estar um turbilhões e nossas atitudes tem muito peso. Talvez, ele esteja passando por um momento que não queria dividir, não podemos forçar ele a ficar conosco. — Indaguei passando a mão em suas costas, procurando confortar o coração de mãe. — Mas, posso falar com ele. Levar ele há um lugar que se senta bem e dialogar. — Me prontifiquei a ficar responsável por ele. Jack nunca deu problemas, era um ótimo menino e sempre será se continuar sendo o Jack que todos nós conhecemos. Cortando um pouco do assunto do menino, concordei com minha esposa em levar nosso amorzinho para brincar um pouco na Sala de Brinquedos do castelo. — Claro, amor. Irei demorar um pouco, meu estado está critico, porém eu estarei lá quando menos imaginar. — Um sorriso se formou em meus lábios, fitando ela ir na frente, enquanto fui procurar me apressar logo.

Rodando a maçaneta do chuveiro, adentrei-me nele, fechando meus olhos deixando a água cair sobre minha cabeça e se espalhando pelo meu corpo. — Nada melhor que um banho quente. — Murmurei erguendo a cabeça para cima deixando os pingos de água se escorrem, a sensação era ótima, parecia que meu corpo estava sendo massageado pelos pingos, sentia até uma moleza nas pernas. As lembranças de minha mãe estavam tão reais com os olhos fechados que não queria abri-los tão cedo. — Você ficará feliz em conhecer nossos filhos mãe... — Sussurrou um pouco triste, afinal sabíamos que não era possível nada dos sonhos serem um dia realidade. O tempo parece não andar quando não queremos, mas eu tinha que tomar responsabilidades de pai e sair daquele chuveiro urgentemente ou uma pessoa de uma estatura pequena ficará furiosa comigo, e com toda razão. Tocando em minha toalha puxei para mim e comecei a me secar de modo lesto, poucos minutos e eu estava pronto para vestir uma roupa casual ou um terno, sempre com a mesma dúvida.

— Estou em casa, mas amo usar ternos... — Levei minha mão a cabeça, ponderando um pouco mais sobre o que usar. Era difícil para mim decidir essas coisas, antes elas pareciam menos importantes, mas agora são tão primordiais quanto um jantar em família, irônico dizer, mas era verdade. — Só hoje e nada mais. — Proferi a mim mesmo pegando um terno preto, que particularmente eu achava usar ele em casa. Sem delongas fui me trocando e em poucos minutos já estava revigorado, graças ao banho precioso. Desci as escadas indo até a sala de brinquedos para ver meus dois amores.

E lá estavam minhas duas princesas, elas se entendiam muito bem, por sinal. Mães são fundamentais para seus filhos, e como são, ainda mais para mim. — Olá meus amores! — Queria pegar elas de surpresa com um sorriso do rosto. — Demorei não, né? — Sorri tanto abafar um pouco o tempo atrasado com elas. Caminhei perto da minha pequena e me agachei ficando de joelhos para ela, fitando seus olhos. — Fiquei com saudades de você também, viu. — Sussurrei no ouvido dela, lhe dando um abraço bem forte, porém sem sufocar meu amorzinho. Por fim dei um beijo em sua testa. — Claro, podemos sim. — Afirmei o pedido de Alex. — Está virando uma mocinha mesmo, sabe nadar agora? — Sorri para ela, olhando para Safira com uma cara de impressionado. Rapidamente voltei meu olhar para ela. — E aí, quer brincar do que? — Perguntei.




.


______________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Safira Bianc. Odegaard
Secretária de Hogwarts
Secretária de Hogwarts
avatar

Idade : 24
Mensagens : 50

Ficha Bruxa
Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Castanheira, 20cm, flexível, pelo de Unicórnio.

MensagemAssunto: Re: Quarto de Brinquedos   Seg 4 Dez 2017 - 20:57




My family
is
My treasure.


Safira era questionada pela filha, sobre do por que não poder ir sozinha no quarto de brinquedos. Por mais que quisesse explicar profundamente sobre o assunto, a pequenina entendia bastante mesmo sem as explicações da mãe, por isso só havia necessidade de responde-la tranquilamente. - Essa é minha filha, sempre esperta e inteligente. Ele não é mal, e você sabe né? Porém, para evitar confusões prefiro que vá com um adulto junto, ou os seus primos mais velhos, ou seu irmão. - Respondia fitando seus olhos enquanto a acomodava em meu colo. - Papai já está acordado, quanto ao mano.. Acredito que ainda esteja dormindo. Mas não se preocupe, ainda hoje você mata sua saudade dele. - Piscava para ela, dando outro beijinho de esquimó.

Ver sua linda filha, fruto do amor de Luther consigo. Tão grande, e já com seis anos fazia a jovem mãe pensar o quanto é feliz com seu casamento. Alex sempre tinha reações adoráveis, quando recebia carinho. Era impossível resistir as risadas e expressões fofas, Safira se derretia de amores pela pequena.

Antes que pudesse responde-la, foram surpreendidas pela chegada de Luth, que as agraciava com um belo sorriso. - Olha só quem chegou, o pai mais lindo desse mundo. - Sorria indo até o mesmo para beija-lo. - Papai coruja esse. Soltava uma pequena risada, enquanto aproveitava a situação para observar ambos. Apesar, das tentativas em não se desmanchar com tanto carinho entre eles, era inevitável. Vê-los em tamanha sincronia e amor fazia seu coração gritar alegremente. - Pois é amor, nosso raio de sol está aprendendo muitas coisas novas. Se não tomarmos cuidado, vai virar uma sereia da disney. - Brincava com os dois, já respondendo a expressão do marido com uma bem animada. Ficará com o quebra cabeça, ou irá escolher outro joguinho? - Perguntava, chegando mais perto e se agachando ao lado do esposo.

Everything I wanna is my voice, look at me, I'm an avox
thanks rapture

______________________




Um dia encontrei seu olhar,
E foi quando eu descobri como eu te amo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alex Bianchinni Odegaard
Crianças
Crianças
avatar

Idade : 7
Mensagens : 9

MensagemAssunto: Re: Quarto de Brinquedos   Qua 6 Dez 2017 - 17:25

Se divertindo com eles
- Ele não é mal, ele só é chato.. - Falou sem pensar na palavra que tinha dito, porém era criança e como não convivia com outras a não ser seus primos, ela não mentia, sempre falava a verdade e o que pensava. - A gente pode acordar ele? Fazer montinho e pula, pula, e pula em cima dele! - Disse segurando a caixa com firmeza enquanto dava alguns pulinhos. Estava toda animada com a ideia de acordar o irmão que nem percebeu que o pai já estava no recinto. - Papai!!!!!!! - Falou largando a caixa no chão e abraçou ele com força assim que o mesmo se abaixou. - Demorou muitão! - Disse tentando fazer a cara de brava que a mãe fazia para si quando estava fazendo travessuras. - Alex sentiu muito, muito, muitoooo mais! - Respondeu pelo sussurro que recebeu em voz alta, afinal, não sabia que ele queria manter segredo.  - Sim, sim eu sei nadar, mas é com as coisas nos braços, aquela que não deixa afundar!!! - Falou sem se lembrar do nome exato do objeto que era colocado em seus bracinhos quando era dia de se divertir na piscina. - Brincar com esse aqui. - Respondeu a pergunta do pai e apontou a caixa do jogo que tinha escolhido. - Sim, quebra-cabeça, mamãe! - Sorriu para a mais velha que se agachava perto de si e então se sentou no chão de pernas cruzadas. - O papai, esse tem 80 peças, é o que fala aqui, ó. - Falou apontando o número grande na tampa da caixa. - É de gatinhos!! Um monte de gatinhos! Iguais os meus de verdade. - Comentou se lembrando dos de verdade que tinha e não eram só dois, já que era muito pequena para ter um dragão, ela tinha alguns animais domésticos. - Ele tem olho azul.. - Destampou a caixa e depois virou de ponta cabeça, fazendo com que todas as pecinhas caíssem sem na frente dos três.


Idade da postagem: Seis anos || Interagindo com Safira & Luth
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Luth Staminkhov Odegaard
Auror Tramista
Auror Tramista
avatar

Idade : 26
Mensagens : 41
Localização : No mundo.

Ficha Bruxa
Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Olmo, 37cm, maleável, corda de coração de Dragão

MensagemAssunto: Re: Quarto de Brinquedos   Qui 7 Dez 2017 - 0:05

Família é tudo.
Sentir o abraço apertado da minha pequena era tão bom, me sentia vivo e com disposição para enfrentar esse mundo de peitos abertos. Se minha mãe estivesse aqui ainda iria me falar se só os pais sentem esse abraço e essa vontade que vem do interior, mas como não havia me sentido assim, poderia dizer que sim; é apenas para pais que amam muitos seus filhos. Safira também sentia a mesma sensação que eu, havia me falado alguns dias atrás quando salvou essa pequena menina de se afogar, estava sem as boias, um absurdo.  Onde já se viu um bebezinho desse querer nadar a noite e ainda por cima de noite, só pode deus mesmo. Mas, Alex era uma ótima filha, e quase nunca causava problemas, o que me deixava super aliviado.

— São as boias, filha. — Falei, ensinando o nome para ela não esquecer mais. Assim quando quisesse ir na piscina poderia pedir para seus tios ou primas para colocarem em si e ir nadar sem problemas, mas sempre indo averiguar dentre alguns minutos. — Fico feliz em saber que meu bebezinho sabe nadar agora. — Toquei meu nariz no dela e balancei, era bem infantil ver um homem fazendo isto, mas só haviam eles, ou melhor, minha família estava ali e não sentia tanta vergonha assim. Fitei o brinquedo que ela estava querendo brincar, era um quebra cabeças e que por sinal, pensei comigo mesmo se não era muito difícil para sua idade. — Sim filha. Poderia qualquer dia montar eles, íamos ver uma família de gatinhos. — Peguei algumas peças e comecei a montar um pouco, sem terminar. Queria estimular seu interesse e isso era um ótimo método para crianças.

— E outro olhos verdes, iguais o seu e o da sua mamãe. —
Sorri para ela pegando levemente no nariz dela e balançando com calma. Deixei ela brincando um pouco para ir conversar com minha esposa; Safira. — Como está o Jack, viu hoje ele pela mansão? — Murmurei baixo para que Alex não escutasse.





.


______________________

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Safira Bianc. Odegaard
Secretária de Hogwarts
Secretária de Hogwarts
avatar

Idade : 24
Mensagens : 50

Ficha Bruxa
Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Castanheira, 20cm, flexível, pelo de Unicórnio.

MensagemAssunto: Re: Quarto de Brinquedos   Qui 7 Dez 2017 - 14:59




My family
is
My treasure.


- O filha, coitado. Pierre pode ser levado, e aprontar bastante coisa, mas no fundo tenho certeza que ele é um bom garoto. - Falava preocupada, pois sabia que ele ainda era uma criança com conflitos interiores.

Mesmo tendo noção do quanto Alex, falava sério sobre acordar seu irmão foi espontânea a risada com o que tinha escutado. - Ai meu anjo, é tentadora sua vontade haha. Porém, o mano parece estar cansado. Então, tenho uma proposta para você raio de sol. Façamos assim, um outro dia eu acordo mais cedo, e te busco para acordamos papai, juntamente do Jack. O que acha? - Dizia beijando levemente sua bochecha.

Antes que Safira pudesse, dar uns apertos pra matar a saudade da pequena. Ela corria na direção do pai com os braços abertos, dando aquele abraço gostoso que só eles sabiam como era a sensação. Que por sinal, Luth parecia senti-la, afinal Saf reconhecia aquele sorriso feliz. -E não sentiu da mamãe? - Brincava fitando seus olhos. - Sim filha, as boias. Ainda bem que aprendeu a lição, de só nadar com elas né? Não esqueci daquela noite, senhorita Alex. - Apesar da mãe lembra-la do ocorrido, não estava brigando. Só queria enfatizar a importância daquele objeto ao nadar.

Deixando aquela lembrança assustadora para trás. A jovem mamãe, focava os olhos na pequenina e no marido, pois estava testemunhando uma linda cena entre pai e filha. Por mais que fossem uma família a algum tempo, para Safira continuava sempre sendo novidade, pois sempre aprendia algo novo com os filhos, e seu esposo. Tornando tudo sempre especial.

E ver aquela interação carinhosa entre eles, fazia sentir-se a mulher mais sortuda do mundo por ter Luth, Jack, junto da Alex. Não poderia reclamar de absolutamente nada, apenas agradecer. Ainda agachada perto dos dois, escutava atentamente tudo dito por ambos, porém vendo sua filha tão empolgada com o quebra cabeça, resolvia atiçar sua curiosidade. - Filhota, papai não sabe disso, porém mamãe já montou um quebra cabeça que tinha três mil peças, não era de gatinhos.. Mais tinha ursos, lobos, peixes, e águias. Todos na beira de uma linda cachoeira azul, envolta da floresta, e tinha foto deles escondidos ao redor do cenário. -


Pegava uma peça também seguido os passos de Luther, e botava na mesa mostrando pra filha, que começar pela borda era mais pratico. - Oh? O que é isso? - Peguntava para a filha, apontando para seus olhos.- É uma gata também, uma gata chamada Alex, do lindo olhar esverdeado. - Brincava botando o dedo indicar no nariz dela. Alguns minutos se passaram, até que Luth seu marido, levantava se afastando brevemente da pequenina. Naturalmente, Safira levantou-se junto, e foi até ele escutando suas palavras. - Como eu disse amor, anteriormente a Isa. Jack estava dormindo, quado lhe acordei. Mas quando fui busca-la, também verifiquei e continuava a dormir profundamente. Suas palavras lá no quarto fazem sentindo, porém conversa com ele mesmo assim? Fico preocupada.. - Murmurava botando a cabeça em seu ombro. - Jack é maravilhoso porém.. Meu coração de mãe diz, que envolve garota. E nós sabemos, o problema pode não ser exatamente a garota, e sim o que tem ao redor dela.. Parentes proibindo algo, essas coisas.. Se eu tiver certa, quero conhecer minha nora. - Ponderou. Aproveitando da proximidade, mordia-lhe os lábios levemente, dando um beijo apaixonado enquanto o abraçava.

Você é um lindo sonho que eu vivo ao te olhar.
Que acorda o meu coração, porque pra mim a vida é te amar.
thanks rapture

______________________




Um dia encontrei seu olhar,
E foi quando eu descobri como eu te amo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Quarto de Brinquedos   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Quarto de Brinquedos
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Potter Go :: Mundo Trouxa :: Europa :: Noruega :: Castelo Odegaard :: Térreo-
Ir para: