Potter Go


Você está pronto para essa aventura?
 
InícioPortalFAQGaleriaBuscarMembrosCalendárioGruposRegistrar-seConectar-se
Sejam muito bem vindos ao PotterGo!
:: Topsites Zonkos -[Zks]::
Não deixe de registrar sua trama, só assim você participará da trama principal do RPG! Para mais informações clique aqui!
Em breve disponibilizaremos um sistema de Missões e Quests novinho! Fique atento as novidades do fórum.
Novatos, para melhor entender nosso sistema, não deixe de visitar nosso Guia para Novatos
Convidado, não esqueça de fazer o Teste de Varinhas
Convidado, não deixe de ver nossos cargos disponíveis
Convidado, não esqueça de fazer o Teste do Patrono
ATENÇÃO PLAYERS! Sistema de Apartamentos fechado para reforma.
Fique atento, em breve a Administração disponibilizará um Condomínio Bruxo.
Confira as novidades no grupo das Criaturas Mágicas.
Venha participar da Festa de Halloween no Castelo Harkin Scarbrougth!
CORPO DOCENTE, verifiquem seus corujais com URGÊNCIA!

Compartilhe | 
 

 Salão de Festas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
Theodore Kielland Metzger
Corpo Docente
Corpo Docente
avatar

Mensagens : 23

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Carvalho-Inglês, 27cm, flexível, tentáculo de Tronquilho

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Dom 19 Mar 2017 - 20:09


O seu sotaque era italiano e com isso eu não impotava muito antes que eu pudesse me apresentar ela logo fala o seu nome inteiro, o meu sorriso era visível para mesma e sendo assim que ouvi sua pergunta logo bebia um pouco de Martine e em seguida a olhava. -Meu nome é Theodore Kielland Metzger, porém as pessoas me chamam de Theo. - Dizia tentando ser o mais educado o possível, porém, algo me tirava a atenção e era a sua beleza e com um sorriso em meu rosto ficava evidente o quanto era ela linda.

Algo em mim me fez mudar a direção de meu rosto sentia que ela estava um tanto quanto preocupa e que talvez teria algo de errado que eu ainda não havia percebido e logo a olhava. -Tem algo de errado? - Perguntava seriamente enquanto virava meu olhar para a multidão tetando ver se havia algo que preocupava a todos, muitos deles estavam desesperados e eu estava normal como se nada estivesse acontecendo o que ao meu ver não estava acontecendo nada.

Esperava as suas palavras ainda olhando para a multidão, parecia que eu ia explodir por dentro de tantos sentimentos juntos, porém, eu permanecia integro tentando não desabar na festa e sendo assim começava a engolir seco tetando me manter ainda de pé com todas essas emoções me atingindo e esperava que minha irmã não estivesse como eu neste momento, passava o olho para tentar encontrar meus irmãos e irmãs, o que era impossível naquele momento.

______________________



And you will never understand
What I believe
So won't you say goodnight
So I can say goodbye


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pietro O'Leary Klinsmann
Gryffindor
Gryffindor
avatar

Mensagens : 26

Ficha Bruxa
Casa: Grifinória
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Cornus, 23cm, flexível, núcleo de lasca do casco de Centauro

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Seg 20 Mar 2017 - 0:11


Party Time

let's go to the prom b1tch3s
Não pode conter um largo sorriso ao ver a garota se soltando na sua frente, ela parecia realmente gostar de festas e danças. Teve sua taça roubada por ela que deu um gole generoso, seu riso foi camuflado pelo som que estava bem alto mas a garota podia notar seu interesse e felicidade.  — Não se preocupa, pode ficar com o resto. Tem muitas ainda... — Dava um sorriso gentil e logo pôde notar mais as características da menina a sua frente, as jogadas de luz ajudavam muito naquele momento e, apesar de todo o barulho, parecia que o local estava completamente vazio e ele apenas observava a menina radiante dançando na sua frente. Suas bochechas coraram ao notar o olhar malicioso e penetrante da Metzger, arqueou uma de suas sobrancelhas e deu um sorriso de canto, afirmando com a cabeça que ela lhe chamava a atenção. Foi puxado para perto dela e deixou que a menina conduzisse, deu um sorriso com o pedido dela e naquele momento, talvez, era o que ele realmente queria fazer.  — Claro, vamos lá. — Seu corpo ficava realmente próximo do dela e ele sorria quase todo o tempo, dançava num ritmo parecido com o dela mas com os movimentos um pouco contidos já que aquilo não era o seu forte.  — Eu acho que podemos deixar o plano pra depois... — Dizia com o olhar penetrante e fixo nos dela, naquele momento o seu plano nem permanecia mais na sua cabeça, se divertir com a garota era a prioridade. Estava gostando daquele momento e seu corpo e rosto estavam cada vez mais próximos dos dela, estava tendo um ótimo momento. Mas nem sempre coisas boas duram por tanto tempo, Viu o comentário da garota e notou que ela preferia pôr em prática a ideia do que continuar naquele momento legal, deixando o menino um pouco desapontado.  — Ah, sim... Vamos, então. — Disse um tanto sem vontade, mas tentando parecer com que realmente estivesse afim de fazer aquilo naquele momento. Antes que começassem o que ela havia pedido ambos pararam de se divertir e, juntos, observavam o grande momento em que as tão importante pessoas iriam discursar em sua frente. Estavam em um local ótimo, mesmo que aquilo não interessasse tanto Pietro resolveu que deveria prestar atenção em respeito a todos ali, talvez pudesse até ouvir algo animador. Estava distraído ouvindo as palavras vindas do palco quando sentiu Meleena apertar seu braço forte, fazendo com que o menino franzisse a testa e virasse sem entender para ela. Percebeu que sua face estava estranha, ela parecia estar abalada ou tendo alguma coisa.  — O que houve? Você tá bem? — Dizia um tanto preocupado, virando para ela e olhando em seus olhos. Notou que ela começava a procurar por alguém por estar virando para todos os lados, talvez ela procurasse sua mãe ou irmão, ainda não sabia ao certo.  — Você... precisa... —Falava junto a ela sem entender o que acontecia mas tudo ficava mais complicado em sua cabeça, rapidamente a garota saía de perto dele e começava a andar um tanto rápido como se procurasse algo.  — Mel, espera! — Tentou chamar a atenção dela mas não foi suficiente, logo teve que correr um pouco para acompanhar a menina e ver o que estava acontecendo.  — Pode me explicar o que está acontecendo? — Falava para Mel enquanto andava ao seu lado mas ela não parecia lhe dar ouvidos, ou ele tinha feito algo ruim ou ela estava realmente em choque. Apenas continuou ao lado dela até ver que ela procurava por seu irmão, continuaram andando por um bom tempo até achar o garoto que estava perto de algumas meninas mas logo deu atenção a sua irmã. Sem muita conversa apenas seguiu os dois, começaram a procurar por Lydia pelos arredores do palco e antes que a mulher entrasse em ação no palco a avistaram, impedindo que algo ruim pudesse acontecer. Apenas ficava ao lado dos dois enquanto eles conversavam com a moça, começava a ficar preocupado mesmo sem entender direito, só queria dar apoio a eles naquele momento.


Trajes igual a imagem do pp atual. Pedidos para interação por mp caso alguém se interesse.

______________________



Pietro Romanov
"I was told when i get older all my fears would shrink. But now i'm insecure and care what people think"

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Anastasia Jäger Strauss

avatar

Idade : 25
Mensagens : 28
Localização : Noruega / Hogwarts

Ficha Bruxa
Casa:
Ano Escolar:
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Seg 20 Mar 2017 - 22:10

Em meio à dança com Ryan, Anastásia notou uma movimentação diferente pelo salão. Algumas pessoas andavam pelo canto do salão com suas varinhas em punho, quem ela deduziu serem aurores da segurança, mas não pareciam estar fazendo uma ronda de rotina. Ia falar algo para Ryan, mas logo as luzes se acenderam, a música parou e a Ministra da Magia subiu ao palco. Aplaudiu junto com todos e até gostou do discurso, mas não conseguia tirar os olhos daquelas pessoas que rodeavam o salão. Foi quando Ryan pareceu se incomodar também. – Não, eu não posso te deixar aqui! E as meninas? – Agarrei o braço dele com os olhos arregalados.

As pessoas já pareciam desconfiar de algo, pois alguns passavam apressados de um lado para o outro e, repentinamente, o discurso da Ministra parou. Anastásia conseguiu ver ao lado do palco quando ela sumiu com um auror. Sim, algo estava acontecendo. – Por favor, salve as meninas, Ryan! As meninas! – Lágrimas já vinham em seus olhos quando ele se afastou apressado. Olhou ao redor, mas não conseguia ver nenhuma delas. O lugar estava muito cheio, a música estava muito alta, era uma missão impossível. – Alison! Lana! – Anastásia gritava pela multidão, mas sua voz não conseguia sobrepujar a música. – Por favor, fiquem bem... – Sussurrou e, derrotada, aparatou para casa.

______________________


Anastasia Eleni Jäger Strauss

When I'm away / I will remember how you kissed me / Under the lamppost back on 6th street / Hearing you whisper through the phone / Wait for me to come home
I ❤️ Lollita
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Audrey Pietrov Metzger
Feiticeiras de Avalon
Feiticeiras de Avalon
avatar

Mensagens : 18

Ficha Bruxa
Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Seg 20 Mar 2017 - 22:19


Who's gonna run this town tonight?
Time to run, Mel, run
Sentia o desconforto do parceiro quando o puxou para dançar e o tom de sua voz indicava que aquela situação era um tanto quanto invasiva, mas era somente assim que poderiam visualizar os aurores de um jeito melhor. – Não estou fazendo isso porque aprecio dançar, Thierry, mas daqui podemos ver tudo e todos, além de poder planejar algo melhor. – riu, enquanto era jogada para trás em um movimento de dança.

Acompanhou o olhar do homem e viu que ele observava uma Auror de uma maneira não tanto discreta, o que a fez sorrir enquanto dava um último rodopio antes de se desvencilhar de seus braços. – Você é esquisito... Ah, droga! – disse, recuando um passo e dando uma cotovelada no braço de Thierry. O rosto da loira adquiriu um ar sério e seus olhos apertaram-se enquanto observava com raiva uma pessoa que avistara. – Se prepare, é questão de tempo que saibam que estamos aqui. – disse, antes de afastar-se

Eu não sabia que essa pentelha estava aqui, pensou enquanto procurava por Heather. Sabia que Meleena havia a visto, era uma questão de tempo até ela conseguir falar com Lydia, então tinham que agir rápido. Avistou, então, Heather sentada em uma mesa, sozinha. Aproximou-se dela e tocou em seu ombro, com um sorriso malicioso e ansiosos nos lábios. – Está pronta? – perguntou, puxando a varinha de dentro de sua bolsa e largando-a na mesa da ruiva. Aguardou que ela se aprontasse e murmurou: - Primeiro, vamos nos pentelhos; Thierry cuidará do resto. – Eu espero. Pensou e seguiu em busca de Meleena, evitando ser vista por Lydia.
?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Merallin Lyngvi Bouvier
Adultos
Adultos
avatar

Mensagens : 23

Ficha Bruxa
Casa: Wampus
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Espinheiro-Branco, 27cm, farfalhante, pena de Fênix.

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Ter 21 Mar 2017 - 20:19


Por um momento Mera pensara que ele simplesmente me ignoraria, se bem que a probabilidade de isso realmente acontecer eram mínimas e quase inexistentes.  Theodore parecia seguro de si, certamente seu pedido ao barman era o que mais deixava isso evidente, o teor alcoólico de um Martini dificilmente deixaria um homem do porte de Theodore embriagado. È ‘un prazer conescerti, Theo. – Afirmou, sorrindo com o seu sorriso, que por sinal era o sorriso mais hipnotizante que ela já havia visto nesses trinta e quatro anos de vida.

Mera desviou o olhar para o centro do palco onde a mais nova Ministra fazia seu discurso motivacional, ela parecia bem confortável mesmo sendo o centro das atenções do momento. Deixou o cálice de lado e bateu palmas juntamente da multidão. Sem dúvida aquele era um começo de uma nova era, Saphira mesmo jovem aparentava ser competente o suficiente para assumir um cargo tão exigente, mas pelo visto a festa acabaria muito mais cedo do que todos pensaram. Seus olhos turmalina saltaram de face em face à procura de seus parceiros de trabalho, esperando algum gesto que indicasse o que de fato estava acontecendo. Sì, ten’algo errado. – Ela afirmou, sacando sua varinha de espinheiro-branco que estava escondida em sua luva de cetim e um gesto sutil e imperceptível conjurou: Exclamous Aurores Observou a esfera azulada formar-se na ponta de sua varinha e desaparecer. O feitiço alertaria o quartel general dos Aurores e traria reforços ao local. Mera percebeu o desconforto de Theodore que a olhava com curiosidade. Io sono una Auror, agora mantenha la calma. – Pediu, soando quase como uma ordem. Aquilo seria o suficiente para deixa-lo confortável novamente.

Estava prestes a deixar Theodore quando percebeu uma aproximação, trajando terno e gravata e escondido na multidão, ele aproximara-se com a varinha em mãos, apontando para as costas de sua companhia. Mera lançou um olhar significativo para o comensal diante de si, pedindo para que ele não o machucasse. Non! Dissera em bom som, arqueando as sobrancelhas e segurando a varinha com firmeza, o artefato estava pegando fogo, assim como Mera, a varinha sentia que um duelo estava próximo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Thierry G. Scavuzzi

avatar

Idade : 34
Mensagens : 46
Localização : No Inferno, bebendo com o diabo.

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Videira, 33cm, semi-flexível, corda de coração de Dragão.

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Ter 21 Mar 2017 - 21:05


Thierry G. Scavuzzi
...


Thierry, como sempre muito alheio a toda situação, observou uma criança, aparentemente parente de Audrey olhar em sua direção. Logo viu a mesma procurar por Heather, rapidamente a encontrando. Ao perceber que já era a hora para tal, começou a fazer a sua parte. Como se fosse ensaiado, e de fato foi, aproximou-se de Meralinn com a varinha em mãos, e colocou-a nas costas de sua companhia.

Não havia gostado de ver os dois conversando, admitiu a si mesmo. Mesmo tendo consciência do pedido de Mera para não o machucar, não poderia deixa-lo sair impune.

— Stunning ! — Conjurou o feitiço, vendo o corpo do acompanhante ficar atordoado, meio sem saber como agir, pois o feitiço conjurado afectava directamente os sentidos da vitima. Logo, vendo que provavelmente estaria livre do empata, se virou para Mera e parou por um segundo, olhando em seus olhos. Com seus olhos nos dela, tentava transmitir alguma coisa, como um simples pedido de desculpa pelo que estavam prestes a fazer.

"Incarcerous" — Apontou a varinha para a auror a sua frente, esperando que o feitiço seja defendido, para assim poder atacar verdadeiramente.


______________________

Thierry Gunther Scavuzzi
Lorde das trevas - 34 anos - Chris Hemsworth

@
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Theodore Kielland Metzger
Corpo Docente
Corpo Docente
avatar

Mensagens : 23

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Carvalho-Inglês, 27cm, flexível, tentáculo de Tronquilho

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Ter 21 Mar 2017 - 22:54


Nossa conversava estava indo tão bem até que a mesma falava sobre o que estava acontecendo e sendo assim antes que eu pudesse dizer algo ela pega a sua varinha e logo percebi que a coisa era séria mesma, porém, antes que eu fizesse algo senti uma varinha em minhas costas e logo percebi que tinha realmente algo de errado e quando fui puxar a minha varinha a pessoa foi mais rápida do que eu e foi quando comecei a perder os sentidos, minha mente queria que meu corpo reagisse, mas nada funcionava e foi quando vi meus olhos fecharem e segundos depois tudo ficou escuro.

XXX

Eu parecia que estava em estado de inércia quando eu comecei a acordar sem sentir muito as partes de meu corpo até que por alguns segundos meus braços estavam voltando ao normal junto as minhas mãos, ainda parecia meio sonolento vendo um pouco da paisagem a minha frente um pouco embaçada logo podendo sentir minhas pernas e meus pés me colocando de pé ainda meio tonto, minha visão logo melhorava e quando pude ver o lugar novamente e tudo estava um furdúncio e foi quando me lembrei de Andrômeda.

-Ai meu deus And, cadê você? - Me perguntava pegando a varinha na mão começando a me deslocar em meio as pessoas da festa com minha varinha na mão para tentar me proteger de algum outro futuro ataque que eu poderia sofre e sendo assim continuei andando, caso achasse um de meus sobrinhos iria tentar ajudá-lo e sendo assim por hora apenas tentava achar Andrômeda que talvez estivesse bêbada ou perdida no meio da festa.

______________________



And you will never understand
What I believe
So won't you say goodnight
So I can say goodbye


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Andrômeda M. Scavuzzi
Corpo Docente
Corpo Docente
avatar

Idade : 25
Mensagens : 22
Localização : Indefinido.

Ficha Bruxa
Casa: Corvinal
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Ébano, 27cm, inflexível, pena de Hipogrifo.

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Ter 21 Mar 2017 - 23:27


Party!
Ok, ok. Eu tenho mesmo que ir?
A
ndrômeda localizava-se no bar. Praticamente deitada em cima da bancada de tão bêbada. Já havia perdido a conta de quantas horas se passaram desde que havia chegado. Só sabia que, após finalizar mais uma vez um de seus livros de Astronomia, começou a beber muito e a conversar com todos que se aproximavam, no mínimo 5 passos, dela.

Sua fala estava enrolada, as bochechas coradas, e constantemente falava coisas sem sentido, achando que estava falando coisas super híper mega corretas. Como, por exemplo, dizer que um gato não consegue ir a lua sozinho em forma de "O chato não con...se...gue PULAAAAAR até a lua assim ó... e bum! Morreu.".

[...]

Observou um rapaz extremamente irresistível aproximar-se de si e então sorriu, andando em sua direção calmamente, como se o lugar não estivesse sendo atacado por nenhum comensal, tudo estivesse as mil maravilhas e como se ambos estivessem bebendo nas Bahamas. Correu até o homem como nos filmes trouxas de românce e então o abraçou fortemente contra seu peito, dando um beijo no cinema nele.

Depois, com um sorriso no rosto, com as mãos no pescoço dele, e com os corpos colados, se afastou e começou a imitar uma macaca das sombras. Soltou uma grande gargalhada do mal e então pulou nos braços dele, como se fosse mata-lo de amassos e beijos, mas antes disso acabou desmaiando por tamanha quantidade de álcool no seu sangue.


*Rússos são fortes na bebida, mas não em exagero.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lydia Kielland Metzger
Diretora de Hogwarts
Diretora de Hogwarts
avatar

Idade : 39
Mensagens : 459
Localização : Sala da Diretora/Hogwarts

Ficha Bruxa
Casa: Corvinal
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Espinheiro-Negro, 26 cm, rígida, pena de Pássaro-Trovão

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Sab 25 Mar 2017 - 3:31




− Espero que esse ‘ual’ tenha sido um elogio. – Comentei com um sorriso no rosto disfarçando todo meu nervosismo com o elogio. Eu não era mestre em esconder meus sentimentos, mas digamos que com o passar do tempo aprendi a fazer isso com muita maestria, até porque na maioria das vezes as emoções que estavam dentro de mim dificilmente eram as minhas. – Eu espero que permaneça assim então. – Afirmei, arqueando a sobrancelha ao ouvir Felicity falar sobre seu sexto sentido. – Sexto sentido, Licy? Será mesmo. Olha... A intuição de um Metzger nunca falha. – Confirmei ainda um pouco desconfiada. Realmente nossa intuição nunca falhava, todos nós parecíamos ter uma campainha que sempre nos alertava de qualquer perigo iminente, era quase uma clarividência. – D-dançar? – Gaguejei, agora sim meu nervosismo estava evidente. Não via problema algum em dançar com Iron, afinal, ele era meu irmão, o problema mais considerável era apenas um: eu não sabia dançar.

Suspirei aliviada quando Saphira interrompeu Iron dizendo que era hora do discurso. Aliviada por dois motivos: o primeiro porque eu não teria que dançar e o segundo porque não teria que falar em público. É claro que um dia teria que perder todo esse ‘medo’, mas não precisava ser tão cedo; além do mais, sem dúvida alguma Saphira era melhor oradora do que Felicity e eu. – Vai lá, boa sorte com o discurso! – Desejei. Ela subiu ao palco, chamou a atenção do público. Bati palmas com um sorriso enorme no rosto ao ouvi-la parabenizar Iron e a equipe do Profeta Diário, eu tenho que admitir, eles fizeram um trabalho sensacional. Mesmo que meus olhos estivessem focados no palco, minha cabeça estava em Felicity. Era impossível não sentir todo o seu negativismo. Segurei seu antebraço com força, aquilo já estava começando a me afetar e as consequências não seriam nada agradáveis. Soltei o braço de Felicity no mesmo segundo que ela foi iluminada, batendo palmas e sorrindo como se nada estivesse acontecendo e assim como minha irmã, acenei sorrindo para o público e assenti positivamente quando fui aclarada.

Quando a atenção retornara para Saphira, senti um desespero sem restrinjas inundando todo meu corpo. Algo estava acontecendo, era aquilo o que aquele sentimento me indicava, ao mesmo tempo a tensão também se fez presente, ambos as emoções eram muito fortes. – Eu não sei o que está acontecendo, Licy, mas tem algo muito errado. – Contei a ela. – Minhas habilidades estão me fazendo sentir emoções que não são minhas, mas tem muita gente aqui, não consigo distinguir de quem elas pertencem. – Objetei. – Eu preciso que você... – Interrompi-me. Cerrei meus punhos e fechei os olhos enquanto respirava fundo, tentando ao menos diminuir a força daquelas emoções e buscando uma maneira de descobrir de onde elas vinham.  Seus olhos se abriram e seu corpo pulou com o tranco causado pelo impacto das emoções agora mais claras do que nunca, eram as emoções de seus filhos. Ergui a cabeça no mesmo instante que eles se aproximaram. – O que está acontecendo? – Questionei rapidamente ao perceber a expressão assustada de Meleena e a séria de Seth. – Você tem certeza que viu sua tia? – Indaguei mantendo os olhos fixos nos de Meleena com uma expressão facial um tanto duvidosa. Observei Seth se aproximar, repousar sua mão em meu ombro e afirmar com todas as letras que era verdade. Franzi o cenho. Felicity estava certa. Como eu disse, o sexto sentido de um Metzger nunca falha. Peguei a mão de Seth e Meleena e a segurei com firmeza. – Me escutem com atenção. Quero que vocês contem ao seu tio Theodore o que aconteceu e fiquem perto dele. Se alguma coisa der errado, quero que usem todos os feitiços que aprenderam em Hogwarts. – Olhei ao redor procurando Iron, todos ali estavam alvoroçados demais, não havia como encontra-lo. − Eu e Felicity vamos atrás do Iron. Eu não sei o que a Audrey quer aqui, coisa boa não deve ser. – Completei olhando para Felicity. – Nosso ponto de encontro será o bar. – Disse. – Vão, nos encontramos em breve. – Afirmei dando um beijo na testa dos dois e indicando por qual lugar eles deviam seguir, acompanhando-os com o olhar até perdê-los de vista. Saquei a varinha e a mantive empunhada caso encontrasse Audrey ou qualquer um de seus amiguinhos, nosso último encontro não havia sido muito agradável e algo me dizia que esse também não seria.

- Falas
- Falas de terceiros
"Pensamentos/Feitiços Não-Verbais"
- Feitiços

by Nay
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pottergo.forumeiros.com
Felicity Kielland Metzger

avatar

Idade : 27
Mensagens : 24
Localização : Hospital St. Mungus

Ficha Bruxa
Casa: Grifinória
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Amieiro, 27cm, Rígida, Pena de Pássaro-Trovão

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Seg 27 Mar 2017 - 20:37




Felicity Lewis


Lydia confirma que prefere que a festa permaneça como está. Mas ela não deixava passar nenhuma frase minha em branco e, eu, dissera aquilo não só porque o sentia mas porque me escapara. Por vezes, tinha a mania de não pensar antes de falar.
- Pode ser que a minha não tenha saído tanto aos Metzger. Pode ser que a minha genética não tenha tirado muito desse lado. - Murmuro na brincadeira para tentar alijeirar o ambiente pesado que se tornara.

Ao sentir a mão da minha irmã a apertar-me soubera que tinha feito asneira... da grossa. *Felicity Elizabeth, como pudeste deixar que o teu pressentimento e negativismo pudessem influenciar a tua irmã desta forma?* Acabo por me repreender a mim mesma mentalmente enquanto tento apaziguar-lhe o mau-estar e pondo a minha mão sobre a dela e assentia com a cabeça.
- Está tudo bem! - Digo sussurrando, para a confortar, colocando a minha sobre a dela num olhar confiante. Amava a minha irmã mais velha profundamente. Fora ela que nos educara como filhos e nos transmitira valores para seguirmos os nossos caminhos como adulto responsáveis.

- Acho que isso dá para preceber, mana. - Replico olhando para todos os cantos enquanto ouvia o que a Lydia me dizia com atenção. Ela parecia tentar lutar com as emoções que não eram delas, tentar apazigua-las para poder pensar numa estratégia. Foi então que vimos a Meleena e o Seth a correr na nossa direcção. - Tia Audrey? - Pergunto erguendo uma sobrancelha para a minha irmã. - Eu tenho uma irmã que os meus sobrinhos conhecem e eu não? - Pergunto chocada, olhando dela para os meus sobrinhos enquanto ela lhes dá instruções precisas de como agir. - Onde é que o Iron se meteu? - Pergunto tentando encontrá-lo pela multidão. É, então que a minha irmã declaro que vamos tentar encontrá-lo.

- Ok! Isto é demasiado estranho, mana... Podes ao menos fazer-me um resumo alargado de quem é a Audrey. - Pergunto num murmúrio enquanto andávamos cautelosamente. - E qual é exactamente o nosso plano? - Pergunto tentando manter-me racional e coerente. - E ondes raios se meteu o Iron? - Pergunto de dentes cerrados tentando manter os meus sentimentos dentro de mim mesma para que a Lydia não os conseguisse canalizar para ela. Mas não tivemos muito tempo para racionalizar, pois, um Devorador da Morte surge no nosso caminho.
- Lydia? - Pergunto alarmada, tirando a minha varinha embora soubesse que ele tiria tido tempo de me atacar. Ela coloca-se à minha frente de forma protectora e manda-me procurar os gémeos e o nosso irmão. Assinto com afirmativamente com a cabeça e saio dali a correr.

Pondero lançar o meu Patronus de modo a alertar o Hospital. Era inevitavel que iriam haver baixas, era inevitável que iriam haver feridos mas temia estar a chamá-los depressa de mais. Mas tinha de o fazer! Antes que fosse tarde demais. Respiro fundo, faço os gestos do feitiço e murmuro:
- Execpto Patronus. - Da minha varinha saí um gato manx em direcção ao Hospital de St. Mungus de modo a chamar cada medibruxo e enfermeiro que tivesse a trabalhar no Hospital se dirigir ao Profeta Diário.

Decido avançar até ao bar para ver se os meus sobrinhos já lá tinha chegado e encontrado o Theodore. Rezava baixinho para todos estarem bem. Alcanço o bar num ápice e bebo uma garrafa de água quase de um trago. Ajeito os óculos tentando encontrar alguma cara conhecida no meio daquela multidão ensurdecedora e caótica.

______________________

Felicity Elizabeth Lewis
Just be yourself
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Merallin Lyngvi Bouvier
Adultos
Adultos
avatar

Mensagens : 23

Ficha Bruxa
Casa: Wampus
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Espinheiro-Branco, 27cm, farfalhante, pena de Fênix.

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Qua 29 Mar 2017 - 1:41

Mera nem teve tempo de reagir, a possibilidade do homem não atender seu pedido nem passou por sua cabeça. Correu ao amparo de Theodore, segurando-o para que não batesse com cabeça no chão, deslizou-o pelo seu corpo e desceu ao chão com cautela. Ele estava desacordado e a culpa era minha, unicamente minha. – Argh! – Grunhiu Mera levantando o olhar para Thierry e fuzilando o homem com os olhos. Se seu olhar matasse, ele já estaria morto.

Ela percebeu sua hesitação, no final das contas ele não estava satisfeito com a situação. Ele se importava, ou pelo menos fingia se importar o suficiente para fazê-la hesitar também. Mais um erro. Em questão de segundos as cordas envolveram seu corpo, prendendo seus braços ao dorso. Mera olhou para Thierry um tanto quanto crédula, aquilo não era uma brincadeira. “I tuoi sentimenti non contano ora”. – Afirmou para si mentalmente.  Tentou se soltar numa tentativa claramente falha, era impossível movimentar sua varinha, mas isso não era um problema. Mera não precisava da varinha naquele momento, na verdade nunca precisara da varinha. Deixou a magia percorresse seu corpo até concentrar-se em suas mãos, dizendo em bom som: − Finite Incantatem. As cordas que a prendiam sumiram no mesmo instante  e agora com o braço direito livre apontou a varinha para o peito de Thierry − Fodio. – Conjurou sem demora mirando em seu peito.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pirraça



Idade : 37
Mensagens : 3
Localização : Castelo de Hogwarts

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: Nenhum
Varinha: -

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Qua 29 Mar 2017 - 5:08

Who will by my next target?


Niels caminhava pelas ruas de um beco frio ao entardecer. Mão sabia ao certo o verdadeiro motivo de ele estar ali, mas simplesmente, a passos largos, caminhava por entre latas de lixo e vez ou outra esbarrava em um bêbado ou drogado que estava largado por ali. Era incrível o quanto Niels conseguia ficar irado observando aquilo. Na mente dele, se perguntava frequentemente o que levava alguém a se tornar um viciado. A vida muitas vezes pode ser difícil, mas a verdade é que, mesmo se perguntando o que levava as pessoas a serem assim, Niels não estava nem ai. Tanto faz se uma pessoa vive ou morre, humanos são pragas. Quanto menos deles existirem melhor.

Enquanto caminhava, sentiu a tão familiar ardência em seu braço esquerdo. De imediato, Niels entendeu que estavam chamando todos os comensais, e logo sorrio diabolicamente, pensando no quanto poderia divertir-se neste ataque. Olhou ao redor, percebendo estar sozinho, e então em um piscar de olhos, aparatou para o local da festa.

Don't forget to kill somebody.

Não se importou muito com o que vestia. Um de seus hábitos era sempre estar vestido socialmente, mesmo que não por completo. O Dzhartskov usava uma camisa azul-marinho social, coberto por um sobretudo preto. Logo abaixo de sua cintura, tinha uma calça jeans preta, e para completar um sapato social preto localizava-se em seus pés.

Ao aparecer na porta do salão de festas, Niels olhou para dentro antes de entrar, checando a área. Logo identificou o atual Lord das trevas dançando com uma outra comensal, que deduziu ser Audrey pelos cabelos. Não conseguia ver muito bem as coisas de tão longe. Perto da outra extremidade do Salão, observou Heather sentada, bebendo, como sempre. De repente percebeu uma súbita movimentação. Uma garota olhou diretamente para a comensal que julguei ser Audrey, e logo começou a correr em direção a outras duas mulheres com uma expressão assustada. Haviamos sido descobertos.

Let's rock this party!

No momento em que os ataques se iniciaram, eu logo fui catar uma pessoinha... Claro né, onde já se viu não participar de uma festa em que você já está presente... Seria um enorme desperdício. Aproximou-se das duas mulheres para onde havia visto a jovem correr, observando o alarme de ambas.

— Tenho que admitir que não visitava uma festa animada como essa a anos. — Comentou, usando um tom sarcástico após ver a mulher loira correr. Virou-se para a morena, e então sorrio cinicamente, pegando a sua varinha. — Que os jogos comecem!


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Thierry G. Scavuzzi

avatar

Idade : 34
Mensagens : 46
Localização : No Inferno, bebendo com o diabo.

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Videira, 33cm, semi-flexível, corda de coração de Dragão.

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Qua 29 Mar 2017 - 5:26


Thierry G. Scavuzzi
...


— Deflexio. — Falou, no momento em que ouviu as palavras de Mera, conseguindo defender o feitiço. Observou o olhar furioso de Meralinn e então deu um sorriso cínico, interpretando o seu papel como Lord. Mas, por dentro, sua vontade era de cavar um buraquinho na lua, se esconder lá e não sair até a TPM de sua amada passar.


Deixando esses pensamentos prontamente de lado, voltou-se para ela e com a mente 100% focada no duelo conjurou outro feitiço, enquanto sorria de uma forma meio demoníaca:


— Estupefaça.


______________________

Thierry Gunther Scavuzzi
Lorde das trevas - 34 anos - Chris Hemsworth

@
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Meleena Kielland Metzger
Adultos
Adultos
avatar

Idade : 19
Mensagens : 20
Localização : Castelo dos Metzger

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Azevinho, 21cm, flexível, veneno de Seringa

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Qua 29 Mar 2017 - 19:50



Party Day
<3

   Toda a alegria da festa se transformou em um misto de desespero e medo. Eram pessoas correndo para todos os lados, outros aparatavam e alguns apenas ficavam parados olhando ao redor. Talvez estivessem em choque. A verdade é que Meleena começou tudo isso com seu desespero de contar o mais rápido à sua mãe e sem conseguir disfarçar seu desespero. Agora tudo estava feito, não havia saída para aquela loucura. A consciência pesava um pouco? Pesava, mas foi o melhor que pode fazer, se contentava assim.
   Agarrada ao braço de sua mãe, Mel assentiu com medo. – Sim, mãe, é a Audrey. – Afirmou, vendo os olhos de sua mãe se inundar de sentimentos ruins. Sem hesitar, a mulher agarra a mão de cada um e começa a falar o que devem fazer, num tom acelerado e ofegante. Tudo parecia ecoar na cabeça da jovem que estava totalmente atordoada pelo medo, mas ainda sim assentia a todo momento para mostrar que estava entendendo cada palavra. Ao acabar de falar, Meleena agarrou a mão de seu irmão e o encarou, com medo, mas transmitindo apenas em um olhar fraterno que não o deixaria naquele momento. Em seguida, percebeu que Pietro havia a seguido até ali, talvez na intenção de protege-la ou apenas de saber o que estava acontecendo. – Pietro, Audrey é uma comensal, que por acaso é minha tia, e ela está com acompanhantes. Resumindo: algo muito ruim vai acontecer. – Disse o mais rápido possível para que o garoto entendesse o que estava acontecendo e perceber a gravidade da situação. – Bom, a partir de agora você decide o que vai fazer. – Voltou a dizer para o grifino, que poderia segui-la e arriscar sua vida ou poderia simplesmente ir atrás de seu pai. Esboçou um pequeno e leve sorriso quase que desanimador e se pôs a correr junto ao irmão à procura de seu tio Theodore. Antes que algo lhe acontecesse, Mel pegou sua varinha que estava escondida entre o vestido e a segurou firme.
   A procura ao seu tio estava indo de mal a pior, estava impossível acha-lo em meio a tanta gente correndo e feitiços sendo lançados. – Seth, não vamos acha-lo! – Gritou a menina, olhando para todos os lados para ver se encontrava algum rosto familiar. E encontrou. Mas não era do tipo agradável. “Audrey...”, pensou ao encarar a mulher loira que também a encarava. – Seth, corre! – Apertou firme a mão do gêmeo e, com um puxão, correu o mais rápido possível na tentativa de sair do campo de visão da comensal e não ser uma de suas vítimas.

copyright 2013 - All Rights Reserved for DiLua

______________________

Your most beautiful nightmare.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Merallin Lyngvi Bouvier
Adultos
Adultos
avatar

Mensagens : 23

Ficha Bruxa
Casa: Wampus
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Espinheiro-Branco, 27cm, farfalhante, pena de Fênix.

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Sex 31 Mar 2017 - 15:05

Ao menos Thierry parecia estar preparado para o que estava acontecendo. Ao ver seu feitiço ser consumido pela barreira de seu oponente e com o feito o sorriso do homem diante de si, Mera revirou os olhos. – Aberratio Ictus - Adjurou, fazendo seu feitiço se voltar contra ele. Sem nem pensar duas vezes elevou a varinha. – Pensei que você podia fazer melhor que isto. - Provocou apontando a varinha para ele novamente. – Claustrophobio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Seth Kielland Metzger
Auror Tramista
Auror Tramista
avatar

Idade : 19
Mensagens : 26
Localização : Tsc Tsc

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Macieira, 26cm, farfalhante, pena de Fiuum

MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   Sab 1 Abr 2017 - 23:25

A família Kielland Metzger certamente não poderia ser considerada comum. Oras, porque não ? Se dentro da própria família haviam problemas como em muitas famílias mundo a fora. Se pararmos para pensar, estranho seria se fossem um grupo totalmente feliz e sorridente, como aqueles que sempre aparecem nas propagandas de margarinas na televisão trouxa. De uma coisa Seth estava certo, eles jamais seriam assim. As divergências não eram poucas, os conflitos dentre os membros também eram bastante presentes, independentemente de qual geração fosse, estavam fadados aos conflitos ? Talvez fosse mesmo algo bom não serem uma família tão grande como os Odegaard, por exemplo. A ultima briga fora há algum tempo, mas mesmo assim, tanto Meleena, quanto Seth, sabiam que as coisas não foram nada felizes neste acontecimento. O garoto lembrava-se da sua mãe após o duelo com Audrey, Lydia era uma mulher forte, mentalmente falando. Aturar tudo o que ela passou na infância, ter de lidar com algo como a empatia latejando em sua cabeça, Seth não poderia agir diferente de ter uma imensa admiração por sua mãe. Independentemente do que fosse acontecer no desenrolar daquela noite, o rapaz confiaria na sua mãe, não pelo amor entre ambos, o laço sanguíneo, mas sim por saber ela saberia como lidar, ou ao menos acreditar que ela sabia disto. O problema nessa confiança, que até mesmo Seth enxergava, era o fato do ponto fraco de uma pessoa ser os seus filhos e quem sabe Lydia não conseguisse ser a mesma mulher tendo suas crianças ameaçadas, este era o seu medo, o ponto forte de ser um nerd sempre exercitando seu cérebro era que as vezes a estratégia inimiga poderia ser antecipada, caso se raciocinasse um pouco.

Notava que Meleena também já estava ciente do que aconteceria logo e bem, suas palavras para o garoto que os acompanhou foram extremamente claras. Um olhar sério então se formou no semblante do irmão gêmeo, que se aproximou mais do rapaz antes que pudesse seguir em busca de Theo juntamente da sua irmã. - Mais vale um covarde saudável, do que um herói ferido. Não precisa se meter em problemas que não são seus. - Diz observando o menino, era a primeira vez que parava para notar o seu rosto com tanta correria. Suspirando, não perdeu tempo, tentando procurar uma maneira racional de procurar seu tio além de somente sair correndo por aí. Entretanto, a impulsividade de Meleena lhe atrapalhava um pouco nesse momento, deveriam manter a calma, pensar sempre fora o melhor método para sair de situações como estas. - O método mais simples de achar alguém é nos separando, mas infelizmente estaríamos totalmente desprotegidos. Quer dizer, mais do que já estamos. - Pensou brevemente, antes que então tivesse um susto com as próximas palavras da sua irmã, totalmente apavorada. Era mais um momento para correr, fugir como dois cachorrinhos e por um instante permitiu sair um pouco da vista de Audrey, mesmo imaginando que não sairia da vista de seus comparsas. - Não adianta correr, Mel. - Parou, fazendo com que a sua irmã também parasse. - Imagine um tabuleiro de xadrez, o rei está no palco. - Sinalizava com a mão para a peça na qual se imaginava ser a mais importante do local. - Do lado oposto, se encontra o exercito inimigo. - Tentava explicar da forma mais simples possível. - Por sorte, temos as torres impedindo o avanço parcial deles, mas isto não é garantido e pode ser somente temporário. - Direcionou seu olhar para os auror que enfrentavam um comensal de porte físico forte e loiro. Outro suspiro fora dado, onde o jovem se esforçava para por sua cabeça no lugar e não cometer equívocos graves. - Se for observadora, notará que estamos entre nosso rei e o exercito inimigo, com o agravante de que tecnicamente somos inferiores à eles. Isto nos deixa na posição de meros peões. - Deixava claro a posição deles para a irmã, ou ao menos a que ele imaginava que fossem. - O que acontece quando os peões avançam sem parar na direção dos oponentes ? - Indagou de forma retorica, ela sabia a resposta e ele também, portanto não precisava ser dito. - Sim, na direção deles! Fugir de Audrey não quer dizer que sabemos onde seus colegas estão. - Finalmente terminou a sua explicação, restava então deixar claro o ponto de vista dele sobre o que deveriam fazer. - Eu não irei, nem muito menos permitirei que você corra na direção de comensais da morte. - Parou de falar, retirando sua varinha do bolso, indicando que o que deveriam fazer era proteger o rei, mas sem bater de frente com as pessoas que eram peças mais fortes que eles. Como fazer isto ? A inteligência era provavelmente uma arma que deveriam usar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Salão de Festas   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Salão de Festas
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3
 Tópicos similares
-
» Salão de Festas
» [Evento] Salão de Festas de Hogwarts
» COQUETEL DE INAUGURAÇÃO DO HAPPY HOUR
» Vampiros , lua, bréjo, festas e outras coisas mais.. ( cronica livre )
» Salão Real

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Potter Go :: 1ºAndar-
Ir para: