Potter Go


Você está pronto para essa aventura?
 
InícioPortalFAQGaleriaBuscarMembrosCalendárioGruposRegistrar-seConectar-se
Sejam muito bem vindos ao PotterGo!
:: Topsites Zonkos -[Zks]::
Não deixe de registrar sua trama, só assim você participará da trama principal do RPG! Para mais informações clique aqui!
Em breve disponibilizaremos um sistema de Missões e Quests novinho! Fique atento as novidades do fórum.
Novatos, para melhor entender nosso sistema, não deixe de visitar nosso Guia para Novatos
Convidado, não esqueça de fazer o Teste de Varinhas
Convidado, não deixe de ver nossos cargos disponíveis
ATENÇÃO PLAYERS! Cargos liberados, as atualizações ainda estão sendo feitas.
Convidado, não esqueça de fazer o Teste do Patrono
Confira a Lista Oficial de Níveis de Habilidade e esteja por dentro das novidades do fórum!

Compartilhe | 
 

 Jardins

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Diana Macvoy Odegaard
Gryffindor
Gryffindor
avatar

Mensagens : 38

Ficha Bruxa
Casa: Grifinória
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Teixo, 23cm, inflexível, Pelo de Unicórnio do Norte

MensagemAssunto: Re: Jardins   Seg 11 Set 2017 - 20:06


Diana a Raposa.
Relacionamento
E
u olharia para alana a chamar a yasmin eu sorria e dizia -ok vai la mas cuidado.
Eu ficaria ali sozinha a olhar para todos, eu era timida devido porque eu nao era boa a interagir, eu era meio timida em alguns apectos, embora eu as vezes fale muito, e faça algumas coisas o bobas seria tudo para tentar nao ser timida para esconder minha timidez.
O meu tio aproximava-se e me incentivava a ir falar com as pessoas eu olhava para ele e dizia -Eu nao tenho ninguem para dançar nenhum par ao que parece todo mundo tem um par.
Ele em seguida dizia que ja voltava, eu me levantaria devagarinho apos ele sair e ia ate a mesa das bebidas pegar algo para beber, tirava um copo e enchina com sumo uma cola, e ficaria a beber aos poucos enquanto procurava pela minha irma e pela titia visto que o tio tava procurando ela.

Vestido:
 



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ulrik Markelöff Böröcz
Slytherin
Slytherin
avatar

Mensagens : 10
Localização : Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts.

Ficha Bruxa
Casa:
Ano Escolar:
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Jardins   Seg 11 Set 2017 - 21:47

risks committed
i'm not lazy i'm on energy saving mode
Me impressionei quando a morena acertava minha casa em Hogwarts, e mais ainda, quando descobria que ela estudava lá. — Sim, eu sou da Sonserina. — respondi, um pouco impressionado. O fato de ela estar em Hogwarts só aumentava ainda mais o meu interesse por ela, sabendo que se tudo ocorresse bem, como o "planejado", que na verdade, seria apenas ficar com ela, poderia haver mais coisas interessantes em Hogwarts, eu estava realmente encantado. A única coisa indiferente, foi dela ter sido da Corvinal, mas este não era um detalhe muito preocupante.

Tentava esconder meu nervosismo, quando convidei Camille para dançar, e para minha sorte, ela respondeu positivamente. Então, puxei a sua mão, onde nos encaminhamos para a pista de dança. — Sim, eu sei — havia um pouco de mentira. Minhas intenções eram outras, que era tentar deixar o clima um pouco mais animado, e acredito que a melhor forma seria com uma dança. — Mas e você? Sabe dançar? — Perguntei, curioso. Paramos quando entramos na pista de dança, eu ainda segurava sua mão. Fiquei de frente para ela, um pouco sem ideia do que fazer. Ainda estava tímido, apesar de ter um certo desejo em puxá-la pela cintura, fazendo com que nossos corpos ficassem próximos, mas acho que não seria possível fazer isto naquele momento, parecia um pouco forçado. Uma nova música havia começado a tocar, tinha uma melodia animadora, e todos começavam a fazer uma coreografia parecida. — Tem alguma ideia do que fazer? — gostaria que ela tivesse alguma sugestão de coreografia, ou mesmo do que poderíamos fazer ali. Naquela situação, eu toparia tudo que ela quisesse, apesar de "talvez" não estar deixando isto na cara.

______________________

— ulrik kostin markelöff borocz,
A brown piano settled on one side; In the corner of my childhood house, A brown piano settled on one side; I remember that moment, Way taller than my height, The brown piano that guided me; I looked up to you, I yearned for you When I touched you with my small finger; I feel so nice, I feel so nice;
first love.


Última edição por Ulrik Kostin Böröcz em Ter 12 Set 2017 - 14:49, editado 4 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Erick Saint
Ravenclaw
Ravenclaw
avatar

Mensagens : 38

Ficha Bruxa
Casa:
Ano Escolar:
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Jardins   Seg 11 Set 2017 - 23:00

Erick Saint
 

A festa até estava animada para as demais pessoas, mas pra mim que era quase que um estranho no local estava começando a ficar um porre. Comi e bebi um pouco enqunto ficava observando os membros da família local interagindo entre si, assim como em minha família os adultos pareciam falar apenas de coisas chatas, já os jovens pareciam estar felizes por reencontrarem seus parentes, vi quando Eleanor chegou e esperei que ela fosse até mim.
credits for Bea


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Erick Saint
Ravenclaw
Ravenclaw
avatar

Mensagens : 38

Ficha Bruxa
Casa:
Ano Escolar:
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Jardins   Seg 11 Set 2017 - 23:00

Erick Saint
 

A festa até estava animada para as demais pessoas, mas pra mim que era quase que um estranho no local estava começando a ficar um porre. Comi e bebi um pouco enqunto ficava observando os membros da família local interagindo entre si, assim como em minha família os adultos pareciam falar apenas de coisas chatas, já os jovens pareciam estar felizes por reencontrarem seus parentes, vi quando Eleanor chegou e esperei que ela fosse até mim.
credits for Bea


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eleanor Metzger Odegaard
Slytherin
Slytherin
avatar

Mensagens : 44
Localização : França

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Salgueiro, 18cm, pouco flexível, pelo de Unicórnio banhado em Água-Cristalina.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Seg 11 Set 2017 - 23:26


Festa

Minha missão agora era animar a minha irmã Sam, uma vez que ela parecia um pouquinho desanimada ou perdida por ali. Fiz com que ela se levantasse da sua cadeira e a arrastei para o centro da pista de dança, onde muitos primos e primas estavam dançando. Enquanto caminhava até a pista, pude enxergar de longe Erick, o corvino metido. Revirei os olhos e voltei a minha atenção para minha irmã, fazendo-a começar a dançar. Dei uma olhada na mesa de drinks enquanto curtia o som e uma rápida olhada no salão. Papai não estava avista e Kili estava distraído sendo o DJ da festa, então o momento certo de batizar os drinks estava próximo; eu só precisava pensar em como faze-lo exatamente.q


Como Eleanor está na festa:
 
 

MRS. HARRISON ? TPO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Erick Saint
Ravenclaw
Ravenclaw
avatar

Mensagens : 38

Ficha Bruxa
Casa:
Ano Escolar:
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Jardins   Seg 11 Set 2017 - 23:35

Erick Saint
 

Quando finalmente tomei coragem de ir até Eleanor fiquei me perguntando quem seria a garota ao lado dela, talvez fosse mais uma amiga sonserina maluca que corria atras de unicórnios. Assim que me aproximei disse meio sem graça:
- Olá Eleanor.
Sorri e olhei para a sonserina, ela estava linda como sempre, mas era diferente vê-la sem as vestes verdes de sua cas

credits for Bea


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eleanor Metzger Odegaard
Slytherin
Slytherin
avatar

Mensagens : 44
Localização : França

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Salgueiro, 18cm, pouco flexível, pelo de Unicórnio banhado em Água-Cristalina.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Seg 11 Set 2017 - 23:55


Festa

Perdida em meus pensamentos, ainda dançando ao lado de Sam quando escuto a voz do corvino bem próxima de mim e eu o encarei. Que raios ele estava fazendo na festa da minha prima afinal? - Erick. Disse e o analisei criteriosamente, analisando como estava bem vestido. Quase um outro corvino sem as vestes de Hogwarts e da casa azul. - Deixei eu os apresentar. Erick está é minha irmã Samantha, Sam este é o Erick. Vocês dois devem ter se visto na escola, ou não. Dei de ombros e sorri levemente. - Então você é amigo da minha prima? Perguntei ao Erick enquanto voltava a dançar perto dele e de minha irmã.


Como Eleanor está na festa:
 
 

MRS. HARRISON ? TPO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Erick Saint
Ravenclaw
Ravenclaw
avatar

Mensagens : 38

Ficha Bruxa
Casa:
Ano Escolar:
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Jardins   Ter 12 Set 2017 - 0:01

Erick Saint
 

Logo fui apresentado para a garota, ela era irmã de Eleanor, o que explicava o fato delas serem parecidas e de eu ter a sensação de já ter visto ela antes:
- Prazer, Erick Saint.
Sorri e cumprimentei a garota, ogo voltei minha atenção a Eleanor, ela estava linda como sempre e havia me feito uma pergunta:
- Sim, já conversamos algumas vezes no castelo, fiquei feliz de ser convidado, não sabia que era sua prima.
credits for Bea


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eleanor Metzger Odegaard
Slytherin
Slytherin
avatar

Mensagens : 44
Localização : França

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Salgueiro, 18cm, pouco flexível, pelo de Unicórnio banhado em Água-Cristalina.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Ter 12 Set 2017 - 0:14


Festa

Ouvi Erick me responder sobre ter encontrado e conversado algumas vezes na escola com Aine, o que eu já imaginava que era de lá mesmo que se conheciam. - Sim, a aniversariante é minha prima por parte de pai. Falei ao olha-lo outra vez. - Não somos tão próximas mas ainda assim somos primas. Completei a minha frase. Me senti mais animada quando a música seguinte começou a tocar e com a pista de dança se enchendo de bruxos e bruxas por ali. - Alguém tem alguma ideia de como batizar os drinks? Perguntei para os dois corvinos. - Não sei se os drinks tem álcool e não seria mais legal se tivesse? Falei como se não fosse nada demais enquanto os dois me encaravam. Deixei que ambos pensassem em alguma boa ideia e continuei dançando.

Como Eleanor está na festa:
 
 

MRS. HARRISON ? TPO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gary Odegaard Cavendish
Ordem de Merlim
Ordem de Merlim
avatar

Mensagens : 29
Localização : Hogwarts

Ficha Bruxa
Casa: Grifinória
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Figueira, 25 cm, maleável, pena de Grifo

MensagemAssunto: Re: Jardins   Ter 12 Set 2017 - 0:20



15 anos





Enquanto levava mais um gole da bebida adocicada a boca, escutei uma voz familiar ao meu lado pedindo agua com gas. Não sabia se na expressão da Sra. Odegaard, era de felicidade ou de preocupação ao me ver,mas provavel que fosse a segunda opção dada a forma que me olhava. Não poderia culpa-la por isso o meu passado fora marcado com atitudes irresponsaveis. Minha sorte é que sempre fui muito taletoso em magia, o que ajudava a compensar o resto - Pois é voltei a alguns dias... - abri um sorriso de lado - Me ofereceram um emprego de professor em Hogwarts - ela me olhou de lado, desconfiada era dificil errolar aquela loba - Na verdade pedi pelo emprego e a diretora Lydia acho por bem me dá uma oportunidade... Afinal estava na hora de voltar.

Ela me perguntou pq estava sozinho - acabei de chegar ainda nao tive tempo de falar com ninguém e nao conheço ninguem aqui afinal fazem cinco anos que deixei esse lugar, sem dizer pra onde ia. - completei. O ataque ao funeral do meu pai que resultará na morte de varios membros da família Cavendish, tinha sido um trauma, mas me arrependia de ter saído dali da forma como saiu - olha pra isso so tem adolescente remelento aqui, estou me sentindo um estranho. - brinquei, mas logo surgiu-me algo, deixei meu copo na mesa e estendi a mão para minha prima - Que tal você dançar comigo?? - abri um sorriso, claro que não via Desi como uma das minhas investidas romanticas, mas ela tinha razão aquilo era uma festa, ela aceitou meu convite, fomos pra pista e começamos.

E então Desi como andam as coisas por aqui? O que eu perdi nesses anos? Como ta meu primo paranoico? - a medida que dançavamos ela me atualizava.




______________________




Última edição por Gary Odegaard Cavendish em Ter 12 Set 2017 - 0:27, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário conectado
Erick Saint
Ravenclaw
Ravenclaw
avatar

Mensagens : 38

Ficha Bruxa
Casa:
Ano Escolar:
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Jardins   Ter 12 Set 2017 - 0:27

Erick Saint
 

Olhei surpreso para a sonserina quando ela falou sobre batizar as bebidas, eu particularmente não bebia, mas não seria uma má ideia vê-la mais animada, como todos estavam conversando ou ocupados de alguma forma estiquei minha mão para o local que havia vistos garrafas de licor e disse:
- Accio garrafa de licor.
Rapidamente uma garrafa veio em alta direção até minha mão, então sorri e a entreguei para a sonserina:
- Divirta-se, pode colocar a culpa em mim se alguém te pegar.
Olhei para a irmã dela e sorri esperando não levar um esporro dela.
credits for Bea


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Annelise Kinsky
Slytherin
Slytherin
avatar

Mensagens : 9

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar:
Varinha: Castanheira, 25 Centímetros , Inflexível, Lasca de Dente De Unicórnio.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Ter 12 Set 2017 - 1:00

Michief
managed
Annelise terminava de arrumar o cabelo quando percebeu pelo espelho a sua frente o rastro rubro e negro sobre os alvos lençóis de sua cama. "É um tanto demais para você, humana". Claro que Coraline comentaria algo do tipo, não esperava nada melhor vindo dessa. A garota, acostumada ao "veneno", apenas revirou os olhos e continuou seus afazeres, procurando pela fina gargantilha prateada que pertencera a sua mãe por entre as gavetas da penteadeira. "Jovem demais para a roupa e indo a uma festa onde não conhece ninguém", disse a cobra, que detestava ser ignorada.

Sabendo disso, e pretendendo vencer ao menos aquela discussão apesar de enxergar a veracidade dos sibilos da pet, a Kinsky prendeu a gargantilha no pescoço e calçou os sapatos de salto, logo após pegando a toalha rosada que usara a poucas horas para secar o cabelo. "Eu só acho que..." A serpente não teve oportunidade de continuar seu pensamento, pois teve o pano ainda úmido jogado sobre si pela loira. — Não enche, Coraline. — foi tudo o que disse antes de checar o relógio sobre a lareira uma última vez e pegar a bolsa prateada sobre a cômoda para por fim procurar sua irmã, a carona para a comemoração.

[...]

Antes de adentrar a propriedade já era possível escutar a música vinda de lá, e mesmo que aquela lhe apetecesse, foi necessário bastante coragem de si para despedir-se de Anastasia e auto-controle para continuar andando por entre os desconhecidos até o centro da festa. Estava realmente cheio, o que tornava a já difícil tarefa de encontrar um rosto conhecido ainda mais difícil — mas pelo menos a mesa de doces estava bem à vista. Não resistiu a tentação e roubou um caramelo antes de depositar seu presente no devido lugar.

O presente, aliás, era um box de livros trouxas encapado com papel brilhante de estrelinhas e um laço prateado. Quem escolhera fora sua prima Florence, que disse que as histórias do detetive britânico trouxa eram fantásticas mesmo sem envolver magia, e que além de muito famosos, estavam entre as suas favoritas. No fim das contas, Aine era uma corvina, então resolveu confiar no palpite da mais velha.

A Kinsky pegou ainda uma trufa e uma bebida desconhecida, sem álcool, porém muito bonitinha, antes de avistar sua grifina em vestido de festa e arrumação impecáveis. Tal visão fê-la estremecer por um momento, relembrando a gêmea da Lancaster, contudo fez questão de apagar a imagem da cabeça imediatamente. Não era hora para aquilo, não era ela. Abraçou Lily carinhosamente antes de oferecer um pedaço do doce à amiga. — Graças a Merlim eu te encontrei. Não conheço ninguém aqui e tava começando a me sentir estranha. — disse, depois tomando um gole de sua taça e constatando que o sabor quase fazia jus a aparência. — Bem, tecnicamente conheço o Gary (lembra dele?) e a aniversariante provavelmente tem parentesco com ele, mas faz muito tempo que não ouço falar no moço. Nem deve ter vindo, então não conta.
anne
vestindo isso


______________________

T
his is
Slytherin!
Being good isn't good enough, I'll be the best
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alana Kuznetsov Odegaard
Monitora-Chefe
Monitora-Chefe
avatar

Mensagens : 145
Localização : Em alguma cozinha

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 5º ano
Varinha: Choupo-Branco, 28cm, inflexível, Lasca do Chifre de Arpéu.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Ter 12 Set 2017 - 6:17



Festa da Aine



A expressão que mais se destacava em meu rosto era literalmente a preguiça, não a preguiça de ter que vestir roupa de galã ou ter que passar maquiagem, era realmente a preguiça de ter que ir na festa. Mesmo que a festa estivesse localizada nos jardins de minha casa, ele ficava muito longe do meu quarto, parecia que eu andava milhões de quarteirões e nunca chegava. Peço ao meu elfo que separe um vestido de gala branco em meu closet enquanto eu tomo banho e assim ele o faz. Assim que termino de fazer todas as minhas higienes, começo a realmente a me arrumar, primeiro faço uma maquiagem, depois coloco as jóias e por último o vestido e o salto alto. Eu amava estar bem vestida mas era trabalhoso demais, as vezes tudo o que eu realmente queria era estalar os dedos e aparecer pronta, mas infelizmente a magia não nos proporcionava esse feito.

Meu perfume exalava pelo meu quarto e assim pela casa também a medida que eu andava pela mesma, a casa estava movimentada demais e nem parecia que a festa estava nos jardins, era pessoas querendo conhecer a mansão ou funcionários correndo feitos loucos da festa para a cozinha. -Não deixe ninguém entrar no meu quarto Billy, você sabe como eu odeio que entrem no meu quarto sem a minha permissão. - peço ao meu elfo quando saio da casa e vou para os jardins. A festa estava realmente bela, já havia pessoas aos montes ali e tudo que eu realmente queria era algum rosto conhecido, era isso apenas enquanto a pista de dança não estava liberada, ou eu não seria eu se não dançasse ao menos um pouquinho. Vejo minha prima Diana juntamente com a criança que eu mais amava Yasmin, e sorrio vendo a cara que as duas faziam quando estamos sozinhas uma com a outra.

Caminho até as duas chegando por trás da garota menor e cutuco sua barriga levemente e fazendo olhar para trás em um pulo juntamente de uma pequena gargalhada. Sua felicidade era notada de longe ao me ver, sorrio largo a olhando. -Yasmin! Caramba, uau, a senhorita está linda talvez seja a mais linda da festa inteirinha! Ofuscou geral.- elogio a mesma e sorrio leve olhando para Diana. -Oi prima, como vai? Vou roubar ela só um minutinho viu?- aviso a irmã mais velha e pego a Yasmin no colo sorrindo. -Vou te levar para conhecer algumas amigas minha, você quer?- pergunto a olhando nos olhos. Assim que ganho a permissão da pequena vou até a mesa de doces que eu sabia que era o que a Yas queria, de fato eu havia contado uma mentira branca sobre apresentar as minhas amigas para ela, afinal, eu iria colocar as necessidades dela antes da minha enquanto não dava a tão esperada meia noite.

Yasmin estava parecendo mais popular que a própria aniversariante, eu não podia dar três passos completos que alguém me parava para poder vê-la de perto ou para falar “Que lindinha” “Ai que fofura de menina”, isso já estava chato. A mesa de doces estava lotada de crianças e eu não era muito fã delas, apenas de uma ou outra. Desisto de ir até a mesa no meio do caminha já que estava lotada e paro no meio da pista de dança com ela ainda em meu colo. -Que tal irmos dançar um pouco?- falo a colocando no chão e logo estendendo minha mão para a mesma. -Me concede o prazer dessa dança, mocinha?- começo a dançar com a menor e logo vejo meu pai se aproximar e sorrio. -Oi pai, o senhor está gato demais. E Obrigada eu nem caprichei muito.- de fato eu não era a pessoa mais humilde do mundo mas também não era a que tinha o ego inflado demais.

-Bom, estamos bem sim - falo sorrindo ainda dançando com a menor e assim que a música acaba vejo um “amigo” meu de Hogwarts dançando com uma garota, eu me lembrava dele da vez que nos encontramos na igreja de Godric's e depois que meu pai fosse embora talvez eu iria nele. -Hey Yas, já conheceu algum animago? Quer conhecer agora?- a pergunto e saio da pista depois que meu pai já havia achado quem quer que fosse, vou até o Hunter e o vejo dançar com uma garota que e já havia visto na comunal sonserina. -Olá doguinho, digo, Hunter que vira um cachorro de raça.- o provoco pouco e olho para a garota que ele estava acompanhando. -Olá, Sou Alana e essa é a Yasmin, e você é?- me apresento de uma forma a parecer um pouco menos estranho. -Como vai a vida? Ainda anda tentando morder a canela dos outros na sua forma animaga?- pergunto com um tom de humor e rio baixo o encarando. O garoto não era o animago mais gentil para se brincar e levando em consideração que ele já estava começando a ficar alterado, eu poderia me meter numa confusão com ele ali mesmo.



“Às vezes, tudo o que você precisa fazer é cruzar uma porta”
-----------------------------------------------------------------------------
@Lilah

______________________

◥ Alana Marie Kuznetsov Odegaard ◣
Monitora chefe - Avaradora - Sonserina - Sextanista
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Desiré Ward Odegaard
Ordem de Merlim
Ordem de Merlim
avatar

Mensagens : 40
Localização : Dublin

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Carvalho, 21 Centímetros, Pouco Flexível, Escama De Sereano

MensagemAssunto: Re: Jardins   Ter 12 Set 2017 - 13:52



Ouvia atentamente tudo o que o outro dizia. Não via Gary a alguns bons anos, na verdade o vira poucas vezes antes de o mesmo ter viajado, estava realmente surpresa por vê-lo ali. — Você vai lecionar em Hogwarts? Que ótimo, Gary! - Virou o corpo na direção do mais alto. — Você vai dar aula pra todos os alunos daqui então, que dó de você. Aliás, se minha filha aprontar algo, me diga, ok? - Seu tom era sério. Sua irmã também era professora em Hogwarts, porém um olho a mais em Savannah não era demais. Notou as feições alegres do outro de repente se tornarem escuras, então ao ouvi-lo pedir para dançar não pensou duas vezes em aceitar.   — Claro, vamos. - Deixou a garrafa de água com gás em cima do balcão e agarrou o braço do outro, puxando-o até a pista.


A música não era tão lenta e nem tão agitada, as batidas eram boas o suficiente para poder arriscar uns passos de dança. Pensou que Ryan ficaria feliz em ver o primo. — Seus primos já te viram por aqui? Você deveria ir falar com eles. - Sorriu para o outro e rolou os olhos pelo salão, deveria ir atrás dele quando terminasse de dançar, sabia que o mesmo provavelmente estaria a sua procura. — Não muita coisa. Bem, assim que você foi embora eu descobri que estava grávida. - Apontou para Pierre, que corria perto de algumas mesas com outras crianças. — Aquele ali é meu filho. - Seguiu até achar Savannah e Alana e então apontou para elas também. — Aquelas são Savannah, minha filha mais velha, e a outra é a Alana, filha do ryan, você lembra dela né? - Deu de ombros. — A família só aumentou mesmo, você tem muitos parentes novos, provavelmente sua sala de aula vai ser só parentes. - Por mais que estivesse brincando, no fundo tinha uma pitada de verdade. Às vezes se surpreendia com a quantidade de Odegaards existentes, aquela era uma família que levava a sério reprodução. — E você? O que fez nesse tempo todo? - Indagou. Escutou absolutamente tudo o que o outro dizia, prestava atenção e acenava com a cabeça quando concordava com algo.


Assim que as batidas da segunda música em que dançavam chegou ao fim, segurou a mão de Gary e o arrastou em meio a multidão. — Venha, vamos procurar sua família. - Sua voz um pouco alta devida ao som demonstrava sua ansiedade. Rodou pelo salão algumas vezes e assim que seus olhos fitaram os do marido sorriu para ele, aproximou-se e quando já estava perto o suficiente soltou o braço do outro para agarrar o de seu marido. — Olha quem está aqui. - Deu um passo para o lado, para que ambos os homens pudessem se ver. — Hoje é definitivamente uma noite de grandes surpresas, não é mesmo. - Apontou para uma mesa vazia e disse. — Eu vou ir sentar ali, meus pés já estão doendo. Maldita gravidez. - Sussurrou a última parte apenas para que os dois ouvissem, não queria que os outros soubessem antes da hora, estava planejando o momento certo para contar. Por mais que estivesse nas primeiras semanas, já sentia o corpo mudar levemente, seus pés ficavam inchados com mais facilidade e se cansava mais rápido também. — Fiquem conversando, vocês tem muito o que falar, imagino. Vou estar te esperando. - Disse a ultima parte para o marido. Selou os lábios dele e rumou para a mesa. Nunca sentiu-se tão feliz ao poder sentar, inclinou-se retirando o sapato de salto alto e massageou os tornozelos e o peito de seus pés.




______________________

DESIRÉ PHANI CONSTANTINE WARD ODEGAARD
ORDER OF MERLIM; A WOLF; WARD; ODEGAARD; SAVANNAH&PIERRE
CLEVER AS THE DEVIL AND TWICE AS PRETTY
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário conectado
Luther Burh Odegaard
Chefe de Departamento
Chefe de Departamento
avatar

Mensagens : 15
Localização : No mundão.

Ficha Bruxa
Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Olmo, 37cm, maleável, corda de coração de Dragão

MensagemAssunto: Re: Jardins   Ter 12 Set 2017 - 16:24


Ei amor.



Quando fala o amor, a voz de todos os deuses deixa o céu embriagado de harmonia..

Com uma mulher dessa era difícil não encostar uma mão se quer nela, no espirito amoroso, é óbvio. - Desculpa, amor. – Sorriu fitando seu corpo, mordendo os lábios. – Deixo para mais tarde...- Sussurrou em seu ouvido, passando a mão em sua coxa.  ‘’ Porquê raios essas gaiolas pesam tanto?’’ Não tinha nem meia hora que estava segurando, e elas estavam deixando seu braço morto.

Inerte naquela cadeira confortável observou os alunos, e as garotas também, entretanto todos são novos para seus olhos, no máximo poderia reconhecer os nomes, pois alguns eram Odegaard. Sem cessar os olhares procurou Ryan e Sillaz, seus dois irmãos que sabia que estavam presentes, só ainda não estavam visíveis aos olhos do irmãozinho.

- Viajei agora amor, desculpa. – Balançou a cabeça para ver se voltava ao normal, afinal esqueceu de responder ela. – Eu tinha uns problemas, com essa linda que me veste e me cobre. – Gesticulou com as mãos mostrando o traje. – Nunca que deixaria uma mulher esperando, ainda mais se ela for o amor da minha vida. – Finalizou demonstrando o quanto ela era importante para ele, e apontando para os presentes.

- Aceita dançar comigo? – Ergueu a mão canhota, esperando que a dela tocasse a mesma. Só pelo os olhos dela de apaixonada tinha certeza que não iria recusar nem se estivesse chovendo pedras. ‘’ Treinarei para o dia do casamento’’ Ponderou dando uma gargalhada dentro de si. Arrastou a cadeira dela para que levantasse e ambos irem na pista.

- Tomarei cuidado para não pisar em seu pé. – Levou sua mão destra no meio de suas costas, enquanto a outra ficou meio esticada ambos juntas, puxou levemente ela próximo de si, encostou seu rosto no dela, na posição lateral na qual ficariam. – Não precisa ter vergonha, está comigo. – Sussurrou em seu ouvido, dando os primeiros passos com ela.





modèle créé par weird pour Lotus Graphics!



______________________




Luther Burh Odegaard
Hold me, kiss me. Be mine for life. ✝️
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Samantha S. Odegaard
Ravenclaw
Ravenclaw
avatar

Mensagens : 49
Localização : Hogwarts/Noruega/Mansão Odegaard

Ficha Bruxa
Casa: Corvinal
Ano Escolar: 6º ano
Varinha: Bordo, 22cm, maleável, Pústula de Claberto

MensagemAssunto: Re: Jardins   Ter 12 Set 2017 - 17:08

Festa da Aine
Francamente eu estava sem ânimo para estar na festa de Aine e eu só tinha ido para não deixar meus tios chateados , além disso, eu não conhecia quase ninguém que estava na festa. Mas Elea estava tão animada quando me chamou para irmos nos divertir que eu não consegui dizer não para minha irmã, e a qualquer momento, algum garoto iria me chamar para dançar, não era ?. —É pra já, mana ! E quem sabe, algum garoto de repente pode me chamar para dançar ?. Eu disse á minha irmã, piscando marota para ela, enquanto íamos até a pista de dança. É isso ai, eu estava na festa da minha prima, e estava ali para me divertir, não iria deixar tio Ryan e tia Desi chateados por causa disso. Eu ainda estava procurando ficar animada na festa, quando um colega corvino se aproximara de mim e de Elea , cumprimentando a nós duas, especialmente a minha irmã.’’Beleza, sinto que vou ficar de vela hoje...’’.-Sim mana, já nos vimos algumas vezes na escola. Oi, Eric !-Eu disse ao garoto, sorrindo simpática, enquanto meu colega corvino me cumprimentava. Estava na cara que Erick gostava da minha irmã e eu queria fazer minha ação do dia, querendo deixar os dois sozinhos um pouco. Foi aí que Elea teve a ideia louca de querer batizar as bebidas da festa e levei um susto quando minha irmã deu a ideia. Cara, e se papai estiver por perto ?!-Péssima ideia, mana. Papai é auror e você sabe que se ele nos pegar bebendo algo com álcool estamos perdidas. E eu nem gosto de bebida assim.-Eu disse á Elea, tentando fazer minha irmã abandonar aquele plano louco. O que eu não esperava mesmo era ver o tal Erick concordando com Elea, trazendo a pequena garrafinha com um feitiço convocatório.-Vão vocês sem mim, eu quero ficar sóbria a festa inteira.-Eu disse, dando de ombros, pegando uma taça com um coquetel de frutas sem álcool, que eu havia visto em uma mesa próxima. Cara, quando é que um garoto iria me chamar para dançar ?
Lea e Erick— Jardim de casa — Hora

______________________


Samantha { Sam } Staminkhov Odegaard
Sam | Família Odegaard | Filha do Matth | Mana da Elea *-* | Corvinal | 6º ano|   © cg
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hunter Von Rift Metzger
Slytherin
Slytherin
avatar

Mensagens : 35
Localização : Hogwarts

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 5º ano
Varinha: Corniso, 28cm, flexível, pluma de Fênix Recém-Nascida.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Ter 12 Set 2017 - 17:14


Ártemis já se encontrava alterada demais e eu resolvi que era hora de parar de beber, por mais que eu quisesse ficar tão bêbada quanto ela estava, eu precisava agir com a responsabilidade de um irmão mais velho, mesmo que minha visão estivesse meio turva já, sentia que Temi estava pior que eu. - Opa, cuidado Temi, seu vestido.. — Eu disse ajudando-a a ficar em pé sem pisar em seu próprio vestido, já que era a segunda vez que isso acontecia. Dei um último gole na bebida que estava em minha mão e quando algum garçom qualquer passou eu deixei o copo vazio em cima de sua bandeija, voltando a acompanhar minha irmã. Eu olhava ao redor tentando identificar algum rosto conhecido mas não conseguia achar ninguém que me interessasse. Quando minha visão focou numa garota com um belo vestido preto, que praticamente me olhava já a bebida no meu sangue me obrigou a sorrir para ela,
dando uma piscadela.

Desviei o olhar quando a música parou e a voz de Ártemis me roubou toda a atenção, fazendo-me lembrar que estava com minha irmã, e o que ela disse me fez cair na gargalhada e apertar as bochechas dela automaticamente. - Minha irmãzinha tá carente é? Tadinha! — Fiz piada com o biquinho que se formou nos seus lábios e fiz bico também, colocando minha mão em volta de sua cintura ao ver que ela estava um pouco fora do normal. Dei um passo para trás tentando me equilibrar com o peso da garota, que queria outra bebida, mas dei um tapa na mão dela. - Você não vai beber mais hoje, eu hein, não sabe nem beber cara. — Disse brigando com a irmã. Quando foi se dirigir para fora da pista, ouviu uma voz conhecida, que o fez virar imediamente, para encontrar a garota de Godric's agora em trajes de gala, e o sorriso debochado no rosto. - Ora ora se não é a menina que gosta de beber água em igrejas. — Encarou-a na mesma intensidade, vendo ela se apresentar à minha irmã e apresentar a criança que estava junto dela.

- Prazer criança, você pelo menos parece mais educada que essa criatura aqui. — Eu disse fazendo um certo esforço para me abaixar e falar com a menina do lado, para depois me levantar e ficar de frente com Alana ainda sob o olhar dela. Confesso que queria tentar manter o olhar fixo no dela mas estava difícil, com toda a bebida eu ficava tonto cada vez que tentava fazer isso e então tinha que ficar olhando para diferentes direções e pessoas. Ouvi a garota me provocar mais uma vez e então olhei para Ártemis que via a cena toda reprimindo uma risada, aquilo por algum motivo me fez rir baixo e eu olhei para o chão e em seguida fixei o olhar em Alana, molhando meus lábios. - A vida vai indo bem, e aliás, você está vendo algum cachorro por aqui pra me tratar como tal? Pois bem. — Disse para ela, gesticulando com as mãos apontando meu corpo para lhe dirigir a palavra. Logo voltei a atenção mais uma vez para minha irmã, não sabia o que a garota com vestido branco a minha frente queria, provavelmente me provocar, mas eu tinha que cuidar de Ártemis também, que só nos observava. - Não faça amizade nunca com essa garota! — Eu sussurrei no ouvido da minha irmã e logo me virei para Alana, permitindo observá-la mais, já que agora sua atenção não era voltada a mim. Pelo alto teor de álcool no meu sangue eu poderia até estar achando a garota bonita, mas algo mais uma vez me chamou atenção, a menina de vestido preto passou em minha visão por breves segundos e eu não conseguia ao menos me concentrar com o número grande de pessoas e a movimentação da festa.

______________________

    Hunter Von der Rift Metzger
    "Not shy of a spark. A knife twists at the thought, that I should fall short of the mark"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Safira S. Bianchinni
Adultos
Adultos
avatar

Mensagens : 37

Ficha Bruxa
Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Castanheira, 20cm, flexível, pelo de Unicórnio.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Ter 12 Set 2017 - 17:59


Safira Bian. Metzger
...
Finalmente, estava sentada ao lado do meu lufano. Sentia uma vontade tão grande, de ficar mais perto dele. Então, dava pulinhos leves mais pra perto, ficando bem grudada nele. Dava um pequeno, beijo em seu pescoço, e recostava minha cabeça no seu ombro, enquanto entrelaçava minha mão direita, sobre suas mãos. - Não tem problema meu amor, mais tarde você mostra. Desculpa essa carência, súbita me senti assim foi tão forte, que não contive. É tão, mágico estar contigo, obrigada por existir. Dizia soltando, um breve suspiro aliviado. Era, aliviante poder fazer declarações como aquela, sentia estar mais próxima do mesmo aos poucos. Enquanto isso seu, lindão estava vasculhando a festa, talvez procurando seus familiares.


Notando sua preocupação, sobre ter ficando alguns minutos viajando, pensava em responder quando, dizia mais coisas. Apenas esperei, para poder responde-lo, corretamente. - Entendi, meu gatão demorou para se vestir. Em compensação, tal espera valeu muito a pena. Está lindíssimo, um príncipe. Sempre fofo, e romântico, amo tanto isso em você. Meus olhos, brilhavam enquanto usava a mão livre, para acariciar seu rosto, ao mesmo tempo que o olhava de forma apaixonada. Segundos depois, estava na mesma cena dos segundos anteriores, porém morzão comentava sobre dançar com ele, então aceitava confiando que me guiaria corretamente.


Respirava fundo, e sorria conforme escutava suas doces palavras para tranquilizar-me, então levantávamos e seguíamos para a pista de dança, estendia meus braços ao encontro dos dele, e acompanhava seus passos. Olhar pro chão, seria.... Rude, então fixei em seu olhar, penetrantemente. Deixando naturalmente, um singelo sorriso, prosseguindo, para carinhosamente dar-lhe, outro beijo em seus lábios.  
Thank's Mila // MKD

______________________




UN AMER GOÛT DE FER,
ARRIERE GOÛT DE SANG.


Última edição por Safira S. Bianchinni em Ter 12 Set 2017 - 19:13, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário conectado
Gary Odegaard Cavendish
Ordem de Merlim
Ordem de Merlim
avatar

Mensagens : 29
Localização : Hogwarts

Ficha Bruxa
Casa: Grifinória
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Figueira, 25 cm, maleável, pena de Grifo

MensagemAssunto: Re: Jardins   Ter 12 Set 2017 - 18:27



15 anos




Enquanto dançava ela falou-me de sua gravidez que ocorreu logo após a minha ausência, ela me apontou a criança que parecia ter seus 6 anos de idade - Ele tem a cara feia do pai - brinquei, ela me deu um beliscão - Ai... era brincadeira... ele é bonito como o primo - falei já rindo - Sim lembro delas, bem menores é claro - Savanah e Alana realmente haviam crescido e se tornado lindas jovens. Reagir com um careta sobre ter uma sala de aula só com Odegaad - Pelo visto  ainda levamos a reprodução muito a sério né? - completei, já abrindo um sorriso irônico - Os Odegaard são piores que coelhos. - em seguida a primeira dama Odegaard me perguntou por ande havia andado todo aquele tempo - Na verdade andei em toda parte, pesquisando sobre diversas comunidades bruxas e seus conhecimentos em magia, estive um tempo com shamas na africa, magos tibetanos... um pouco aqui ali.

Assim que a música parou ela puxou-me pelo braço, ela disse que me levaria como até meus parentes, era meio inconveniente ser carregado por ai, mas conhecia Desiré era sempre fora muito familiar. Não demorou para que encontrássemos o Ryan, seu marido e meu primo, Ryan me olhou com certo espanto, imaginei que aquela não seria a ultima vez que veria aquela expressão - Quanto tempo Ryan! - abri um sorriso amigável e estendi uma das mão para nos cumprimentarmos. Desiré em seguida disse que precisava sentar por conta da sua condição gravida, minha boca se abriu parcialmente aquilo era uma surpresa, me voltei para meu primo e abri um sorriso - Mais um Ryan, realmente somos coelhos - brinquei baixo afinal ela disse que não queria que ninguém soubesse ainda, e com certeza não seria eu a contar nada afinal dia um certo medo de Desi.

Então... Pelo visto continuamos muito bons e dá festa? - olhei em volta para todos o aparates e enfeites espalhados, não sei se aquele seria o momento oportuno,para as outras coisas que gostaria de tratar com o primo.    
   




______________________


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário conectado
Yasmin Sophia Odegaard
Crianças
Crianças
avatar

Mensagens : 14

MensagemAssunto: Re: Jardins   Ter 12 Set 2017 - 18:46


Dinda salva o bolo!
Menino guloso!!
Yasmin  viu algumas crianças brincarem e aquilo chamou sua atenção queria se divertir também, mas tinha medo de que uma delas lhe batesse. Mas logo Alana lhe pergunta algo. - Dançar, vai ser legal! - Respondeu com um sorriso nos lábios e passou a mãozinha no vestido ao ser colocada no chão. - Eu concede essa e muitas mais dança! - Respondeu rindo e então passou a dançar com a prima. Seu olhar foi desviado para o homem que surgiu em sua frente e um sorriso formoso tomou conta dos pequenos lábios da menor. De todos os tios que tinha, Min era apaixonada pelo Tio Ryan. - Obrigada, dindo lindo também! - O elogiou e então fez sinal positivo com a cabeça ao escutar a pergunta se estava bem. Assim que o homem se afastou, ela virou-se para a a loira que perguntava sobre animago. - A Didi é essa cosia, se transforma em animal. - Comentou com a mais velha. - Conhecer outro vai ser legal.. - Disse curiosa, ela amava animais. Yasmin acompanhou ela até um menino. - Doguinho, ele é auau ou Hunter? - Perguntou em dúvida e tombou a cabeça de lado. Deu uma ceno para o menino e para a menina e sorriu toda fofa, fazendo as cozinhas de suas bochechas aparecerem. Ela escutava o grito das crianças brincado e isso fazia com que ela quisesse ir brincar também. Puxou a mão da prima de leve para chamar sua atenção e aguardou até que ela olhasse para si. - Eu pode ir brincar com as outras crianças? - Aguardo a resposta da mesma e então saiu correndo feliz, mas com todo cuidado do mundo, não esbarrando em ninguém e nem gritando, não era de seu feitio ficar gritando igual a babuínos. - Pierre, pera eu! - Chamou pelo primo que estava correndo e por um momento ele parou para esperá-la.

- Eu podi brincar com vocês? - Pediu e sorriu com a resposta que recebeu. - Eba! - Exclamou contente e um sorriso grande tomou conta de seus lábios. Ela gostava muito dele e ele já tinha pedido desculpa pela mordida a três semanas atrás e ela era uma criança pura e não sabia o que é guardar rancor. - Esconder porque?  Ladrão, se é ladrão? - Perguntou sem entender muito da brincadeira e sentiu ele segurar sua mãozinha e falar para que ela corresse. - Vamos! - Gargalhou enquanto tentava correr no ritmo do garoto que era dois anos mais velho que ela. Às vezes tropeçava por não ser tão rápida com ele, mas em momento algum caiu. - Eu tá cansada, vamos esconder!! - Falou para o primo quando estavam perto da mesa que tinha o grande bolo, fazendo com que ele parasse. O menino sempre tinha sido legal com ela e só tinha acontecido um desentendimento entre os dois uma vez, provavelmente porque uma das irmãs devia ter lhe deixado chateado, afinal, ela sabia que as mais velhas tratava ele mal. - Ok, vamos.. - Respondeu quando ele sugeriu em se esconderem em baixo da mesa de bolo, o que fez Yasmin se baixar e entrar de baixo dela.

Ficou olhando por alguns minutos quando viu um menino de topete que parecia ter a idade deles sentado em baixo da mesa, mas ele estava lambendo os dedos. Não entendia o porquê de ele estar fazendo aquilo e então ficou o encarando em silêncio, enquanto Pierre ficava olhando por baixo da toalha para ver se alguma criança ia até lá para procurá-los. Foi então que ela arregalou os olhos, viu o garoto de olhos claros erguer o braços para fora da mesa e depois voltar com a mão cheia de cobertura do bolo. Min levou as mãozinhas na boca encarando aquela cena, ele estava entregando o bolo de sua prima Aine. Ela não tinha coragem de chegar até ele e falar, e tinha medo de contar a Pirre e ele ficar bravo, foi então que pensou que deveria contar para a sua madrinha. A menor engatinhou até o primo falou que precisava ir até a mãe dele e saiu do esconderijo. Já de pé correu entre os convidados procurando pela madrinha. - Dinda, dinda! - Chamou a mulher que conversava com um moço e aguardou que ela olhasse para si. - Tem um menino pegando a cobertura do bolo com a mão! - Contou desesperada e então foi pega no colo.


Vestindo:
 

Calçando:
 


______________________


ㅤㅤYasmin Sophia Odegaard
Filha de Eliza | 3 anos | Irmã de Diana | Se viu o chapéu do Bily? | Família Odegaard
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ártemis Lamoreaux Metzger
Slytherin
Slytherin
avatar

Mensagens : 31
Localização : House's Metzger

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Espinheiro-Negro, 25cm, flexível, escama do Dragão-Negro.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Ter 12 Set 2017 - 21:33



PARTY

Beliscou o braço de Hunter ao ouvir suas provocações, estava alterada mas não ao ponto de deixá-lo caçoar de si e ficar quieta. Olhou para trás e viu um garçom passar com um bandeja do que julgou ser champagne, sentiu a boca salivar, gostava daquilo. Antes mesmo que sua mão pudesse alcançar o copo sentiu um tapa em sua mão e olhou chocada para o menino ao seu lado. — Ai!! Eu só queria mais uma, só mais uma irmãozinho, por favor. -  Juntou as mãos e aproximou-se do mais alto, implorando. Tentou sua típica carinha de cachorrinho que caiu da mudança, mas devido ao fato de estar um pouco bêbada, eventualmente a cara deveria ter saído estranha.

Acompanhou o irmão mais velho para fora da pista em meio aos tropeços. Pensou que na manhã seguinte provavelmente, quando acordasse morrendo de dor de cabeça e enjoada,  iria se arrepender de ter tomado tantos copos de álcool, deu de ombros, pensaria naquilo só amanhã. Estava distraída quando ouviu a voz do irmão, franziu o cenho. “ Igreja? Eu que bebo e ele que fica doido?”, pensou. Encarou Hunter e em seguida fixou seus olhos na menina que falava com seu irmão. — Estava demorando. - Revirou os olhos e cruzou os braços, aquilo havia saído um pouco alto demais, mas não ligava, qualquer coisa colocaria a culpa na bebida. Já havia notado vários olhares para cima do mais alto, porém não deixaria o irmão ficar com qualquer uma. — Ártemis, o prazer é todo seu. - Esticou a mão em meio a um sorriso e só então percebeu a criança que a garota carregava. — Que fofa! - Apertou a bochecha da garotinha de cabelos loiros e então focou na menina. Sabia que a conhecia de algum lugar, mas sua mente estava turva demais para lembrar-se da onde. Franziu o cenho pela segunda vez naquela noite ao escutar as farpas trocadas entre os dois, teve o sentimento de estar sobrando e não gostou daquilo, mas não pode evitar o riso pelas palavras ditas pela outra. — Não se preocupe, nós damos banho nele com shampoo anti-pulgas. Esse cachorro aqui é limpinho. - Sorriu. Seu passatempo favorito era implicar com os irmãos, já tinha mestrado naquilo. Por mais que também tivesse uma habilidade tão estranha quanto a do irmão, nunca contara para a sua família sobre sua ofidioglossia, aliás, não havia contado para ninguém, a não ser o intercambista que havia conhecido no salão comunal da sonserina.


Resolveu entrar no jogo da outra e logo se aproximou, agarrando-a pelo braço. — Eu sinto que vamos ser grandes amigas ainda. - Disse em meio a risos. Estava fazendo aquilo mais para provocar o outro, do que para ser amiga da menina, não que descarta-se a opção. Ficou em dúvida se deveria ou não sair dali, afinal até a criancinha tinha ido embora. — Eu vou deixar vocês conversarem a sós, vou ir achar o Apollo, aposto que ele deve estar tão sozinho quanto eu. - Colocou a mão no ombro de ambos e continuou. — Aproveitem a noite. - Distribuiu seu último sorriso e saiu em disparada para o bar. Agora que o irmão tinha saido do seu pé se sentiu livre para tomar mais alguns copos.



______________________


ártemis mary lamoreaux metzger
"J'SUIS L'PRÉFÉRÉ MES BELLES VICTIMES VOUDRAIENT SE PENDRE À MES LACETS."
Élève . Famille Metzger . 14 ans. Hogwarts. Slytherin . Maman est Valentin <3


Última edição por Ártemis Lamoreaux Metzger em Qua 13 Set 2017 - 2:04, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nyeere Bianchinni Metzger
Auror Duelista
Auror Duelista
avatar

Mensagens : 17
Localização : Bem atrás de você 8)

Ficha Bruxa
Casa: Wampus
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Videira, 30cm, farfalhante, crina de Abraxan

MensagemAssunto: Re: Jardins   Ter 12 Set 2017 - 23:25



wearing this

Após deixar Kilieger e Eleanor na tão falada festa de aniversário de uma das sobrinhas – a qual eu desconhecia – de Matth, retornei para casa. Eu nem fiquei lá por muito tempo, apenas ajudei Eleanor a se arrumar de acordo com a ocasião e padrão, ainda assim mantive todo o cuidado possível para não ser vista por nenhum dos convidados, isso nem foi tão difícil assim uma vez que evitar ser vista por qualquer pessoa era praticamente uma rotina quando se é Auror. Estava jogada em minha cama fazendo vários nadas, a televisão estava ligada em um filme qualquer a qual eu nem me dei o trabalho de saber o nome até porque não estava prestando atenção. O certo seria eu dormir um pouco antes de ir trabalhar, mas a verdade é que eu já havia dormido grande parte do dia e o sono era praticamente inexistente. A brisa noturna entrava pela janela ainda escancarada balançando as cortinas e ventilando o recinto, meus olhos estavam fixos no balançar das cortinas sendo despertos ao entrar de uma coruja, ela trazia consigo um bilhete em seu bico.

Levantei-me da cama e caminhei até o peitoril da janela pegando o bilhete do bico da coruja que logo saiu dali, dando a entender que alguém já havia lhe recompensado por seus serviços. Assim que desdobrei o bilhete, um papel azulado de folhagem mais firme praticamente soltou para fora das dobraduras, era um convite, mas seu tamanho fora reduzido consideravelmente. Com a varinha em mãos, toquei o minúsculo convite com a ponta da varinha: − Finite Incantatem. – Conjurei fazendo o convite retornar ao seu tamanho original. Era o convite para a festa de debutante de Aine Odegaard, mas ao contrário dos convites que foram entregues a Kilieger e Eleanor, este estava endereçado especificamente para mim. Franzi o cenho. Recuperei o bilhete que acompanhava o convite atentando-me a qualquer detalhe dele, logo localizando uma caligrafia quase ilegível – ou ilegível se eu não estivesse tão acostumada -. Era mais uma solicitação de Matthew, dessa vez bem mais direta, para que eu comparecesse a festa.

Pensei bem. Aquele tipo de festa sem dúvida algumas não seria nem dez por cento parecida com as festas que eu costumava – e ainda costumo – frequentar. Mas já que ele insistia tanto, não tinha por que dizer não, além do mais, seria uma maneira muito eficiente de ficar de olho em Kilieger e Eleanor, principalmente Eleanor, a garota era tão parecida comigo que eu não me surpreenderia se ela fosse a autora de algum feito grande nessa festa. Olhei para o relógio, a festa já deveria ter começado há pelo menos uma hora meia, então toda a parte chata já havia passado e a essa altura do campeonato alguma coisa já deveria estar acontecendo. Caminhei para o banheiro onde tomei um banho quente e rápido. Uma hora depois eu já me encontrava vestida e maquiada, embora não estivesse com ânimo algum para sair de casa olhei-me no espelho onde forcei um sorriso no rosto, estava pronta para o que quer que acontecesse lá. Sem demora aparatei para a Mansão Odegaard.

Uma vez na residência dos Odegaard, fui guiada pelos funcionários até os jardins – local este onde estava acontecendo a festa -. Meus olhos pulavam de rosto em rosto apenas observando para saber se eu conhecia alguém ou não, como esperado, alguns olhares permaneceram vidrados em minha direção algo com que eu já estava acostumada a ignorar. Eu não conhecia ninguém ali com exceção de Ryan, porém, minha relação com o homem era estritamente profissional, fora do Ministério da Magia não podíamos ser considerados nem ao menos conhecidos. O único Odegaard com quem eu tinha contato frequente era Tyler, principalmente pelo fato dele ser curandeiro do Saint Mungus e essa vida de Auror me fazia visitar aquele hospital constantemente. – Preciso beber. – Disse em auto afirmação assim que constatei que não socializaria com ninguém. Rapidamente me dirigi a mesa de bebidas arrastando algumas cabeças comigo, peguei o que eu considerava mais forte e virei um shot de vodka duas vezes seguida. – Ir com calma? Meu amor, isso aqui não é nada comparado ao que estou acostumada a beber. – Comentei com o homem que puxara assunto comigo. Logo ele soltava algumas merdas pela boca. – Escuta aqui. Eu posso até ser uma mulher, mas eu tenho certeza que aguento muito mais álcool do que você. – Articulei em um sorriso confiante e até mesmo cínico enquanto me servia de mais um shot e o bebia sem fazer careta. Aquilo ainda estava longe de me deixar bêbada. Revirei os olhos ao ouvi-lo perguntar se eu realmente havia sido convidada ou tinha entrado de penetra. – O que você acha? Descubra sozinho, amor. – Disse em um tom mesquinho me retirando da bancada com uma taça de Martini e circulando para ver se encontrava Tyler em algum lugar até porque eu não queria cruzar com Matth ainda tão sã.

______________________

I mean no disrespect, I am simply Very perplexed by your ways. And You know i could set fire this day...



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aine Brattrewood Odegaard
Ilvermorny - Ravenclaw
Ilvermorny - Ravenclaw
avatar

Mensagens : 85
Localização : Atualmente, algum lugar não-civilizado q

Ficha Bruxa
Casa: Horned Serpent
Ano Escolar: 5º ano
Varinha: Faia, 16 centímetros, Inflexível revestida com um produto branco que aumenta sua dureza, Escama de Sereiano

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 0:32


Debutante...
AINE ODEGAARD

A festa estava linda, assim como ela havia pedido para sua mãe. Cada detalhe desde o tema, as mesas de comida, a decoração, as luzes... O jardim da mansão Odegaard já era extremamente elegante e bonito, mas, naquela noite, estava além de qualquer elogio. Aine desceu as escadas com um misto de ansiedade e medo. Ainda bem que Andrew estava ali lhe dando apoio e segurando firme seu braço para que ela não tropeçasse na sandália e rolasse escada abaixo. Nem acreditava que seu pai havia finalmente os liberado para a festa e ela até podia arriscar que ele gostara de Andrew. Será? Seria muito mais do que ela esperara para aquela noite. Assim que Aine passou de braços dados com Andrew pela porta principal da mansão e deu de cara com a festa, a música alta ressoou em seu ouvido junto com os olhares de todos em sua direção. Aine apertou forte o braço do sonserino com os dedos, receosa. Logo, vários amigos vieram cumprimentar a garota. Amigos mais próximos, amigos mais distantes, alguns colegas que ela só vira de vista em Hogwarts... Aine fizera questão de convidar a todos. Ela era nova na escola, sabia como era ser excluída e não queria excluir ninguém. Recebeu alguns presentes de quem preferiu lhe entregar em mãos, abraçou, beijou, agradeceu e sorriu mais do que já tinha sorrido em toda a sua vida. Já estava até com dores ao redor da boca de tanto sorrir. Por fim, quando pareceu que já tinha visto todo mundo, passou pela mesa de som para agradecer ao Kili e ajudou And a deixar os presentes na mesa de presentes que já estava com uma pilha enorme, Aine respirou fundo e relaxou. - Nossa, And, eu não sabia que dar uma festa de aniversário era tão cansativo. - Ela riu. - Pelo menos, todos parecem estar se divertindo, né? - Observou a pista de dança onde vários convidados já dançavam graças às músicas animadas que o Kili selecionava. - Bom, então, vamos nos divertir também. - Aine lançou a Andrew um olhar conspiratório acompanhado de um sorrisinho que ele já conhecia bem. - Que tal uma passadinha na mesa de bebidas? - Ela olhou ao redor e não viu sinal do pai. - Meu pai não parece estar vigiando a gente, por enquanto... - Riu.
XXXX words for GD&TOP
XIII



______________________


Aine Marie Brattrewood Odegaard
Horned Serpent -- fifth grade -- And <3 -- Odegaard family
Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ryan Staminkhov Odegaard
Ministro da Magia
Ministro da Magia
avatar

Mensagens : 117

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Sorveira, 25cm, semi-flexível, pêlo de Unicórnio.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 0:59

Festa da Aine

Vi Alana e Yasmin irem até sabe-se Deus quem e dei mais algumas voltas pela pista, nada da Desiré – Droga.. Por que você sempre some?! – Vejo Diana de longe e no mesmo momento que estou caminhando até ela, Desiré surge do nada, mas surge com um primo meu que eu não falava por muito tempo, primeiro me perguntei o que minha esposa estava fazendo com ele, depois o por que ele estava aqui e por último por que mesmo que ele foi embora.

- Que surpresa.. O que faz por aqui ?– Foi meio direto da minha parte, talvez indelicado, mas eu queria saber, pois o cara some e depois volta do nada – Tudo bem meu amor, vá descansar, logo mais nos falamos – Observei os passos de minha esposa e então volto a atenção para meu primo – Já faz muito tempo mesmo – Afirmo estendendo a mão para ele ainda um pouco sério e surpreso – É o que alguns dizem né primo.. Mas o bom é que a família nunca morre e nunca some todos, né?! – Sorrio um pouco.

- Como sempre né – Não queria me gabar, mas realmente as festas daquela casa eram ótimas, boa, tudo que alguém tem direito – Mas me diga, por que sumiu? E agora por que voltou? Não que seja ruim, mas fiquei curioso né.



ross.

______________________




Ryan Staminkhov Odegaard
We stop looking for the monsters under our beds, When we realize that they are within us.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário conectado
Pierre Ward Odegaard
Crianças
Crianças
avatar

Mensagens : 5

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 1:51

Não toca no bolo da Aine | Savs passando mal
Pierre estava correndo de um lado para o outro com seus primos e algumas crianças que vieram acompanhando seus irmãos mais velhos que haviam recebido convite de Aine. A brincadeira dele e dos outros eram de policia e ladrão, o que dividia os menores em dois grupos, um responsável por procurar quem fugiria e por gostar de correr, é claro que ele ficou no grupo dos ladrões. Ele estava procurando um lugar para se esconder quando escutou sua priminha lhe chamar e é claro que não iria ignorá-la não era do seu feitio fazer isso. Parou para que ela o alcançasse e então tirou o cabelo da frente dos olhos. - Pode, fica no meu time! É de polícia e ladrão a brincadeira. - Respondeu para ela e então segurou sua mão. - Corre, Min! - ordenou e assim passou a correr puxando a garota, não queria que fosse pego, então corria o mais rápido que conseguia. Quando percebia que a prima estava tropeçando demais, ele diminuía o ritmo, mas depois voltava a correr bem rápido de novo, porém uma hora ela reclamou de estar cansada, então ele parou. - Ok, vamos esconder debaixo da mesa, vem, rápido. - Falou largando a mão dela, esperou que a mesma se escondesse e então fez a mesma coisa.

Por baixo da toalha ficou vendo os convidados e os meninos responsáveis por procurar os ladrões, acabou rindo de leve por perceber que eles olhavam de um lado para o outro procurando. Ele e a prima estava em segurança e isso era o que importava, porém teve que desviar o olhar um pouco da sua guarda quando a menor chamou sua atenção.  - Mas agora? - perguntou e revirou os olhos que nem suas irmãs faziam para ele. - Tá bom, mas eu vou ficar aqui… - Viu Yasmin sair do esconderijo e voltou a ficar quieto lá. Não demorou muito para que ele cansasse de ficar de joelho e se sentasse, mas foi nessa hora que ele avistou um menino de costas para ele erguendo a mão para cima. De início Pierre não entendeu o que ele iria fazer, mas ao ver a mão do menor suja com a cobertura do bolo, ele se aproximou do garoto zangado. - Hey!! Não pode fazer isso, é da prima Aine! - Exclamou enquanto engatinhava até o menino, pois não dava para ficar em pé de baixo da mesa. - Sai daqui, se tá estragando o bolo da prima! - Empurro o menino com força para fora da mesa e viu o mesmo cair de costas, então saiu em seguida.

Se levantou tentando estufar um pouco peito que tinha, querendo mostrar que era bem grande para o garoto que era um pouco menor que ele. Tentou fazer a cara de bravo que a mãe fazia para ele quando ele estava encrencado e cruzou os braços na altura do peitoral. - isso não se faz, viu? É muito feio!! - Começou a  brigar com o menino parecendo que era um adulto, e estava falhando em sua missão, pois o menino começou a rir, o que o deixou bravo. Aquilo fez Pierre perder a cabeça e meter  um murro no braço do garoto. - Não encostas mais no bolo! - Falou e então saiu correndo, não era burro de ficar esperando o garoto revidar.  

Agora ele corria como sem nem olhar para trás para ver se estava sendo seguido e foi quando alguém o agarrou pela blusa. Olhou assustado para trás e viu a irmã mais velha, a cara dela não era de que estava brava com ele ou queria lhe bater, ela parecia doente. - Que foi?: - Perguntou com a gotinha de suor escorrendo pela lateral de sua testa de tanto correr. - Como assim passando mal? - Perguntou de novo ajudando a irmã sair da pista de dança e a fez sentar na primeira cadeira que achou. - Tá, eu vou chamar não levanta daí! - Falou e então saiu correndo desesperado no meio dos convidados á procura da mãe. - MÃEEEE? MÃEEÉÉÉÉÉ!! - chamava ela no maior desespero. Ele nem estava mais olhando direito para onde estava correndo e foi quando acabou trombando nas pernas de alguém e ao olhar para cima viu a mulher que lhe trouxe ao mundo. Viu que o menino que roubava a cobertura do bolo estava andando atrás dela e antes que pudesse falar alguma coisa ele denunciou o Pierre falando que ele tinha lhe batido.Escutou a mãe falar que depois os dois iriam conversar e então já entendeu que sua bunda iria ficar quente após a festa, porém sua irmã estava passando mal. Viu uma menina ruiva chegar perto do menino e o pegar pelo braço falando que ele estava encrencado e sai o puxando. - A Savannah tá passando mal! - Falou correndo quase comendo as palavras. - Sei sim! - Respondeu quando foi interrogado de onde ela estaria e então foi guiando a mãe correndo até a irmã.

Roupa:
 

Sapatos:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Jardins   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Jardins
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Jardins da Meditação
» Jardins de Hogwarts
» Jardim da Mansão
» Jardins de Durmstrang

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Potter Go :: Mundo Trouxa :: Europa :: Noruega :: Mansão Odegaard :: Área Externa-
Ir para: