Potter Go


Você está pronto para essa aventura?
 
InícioPortalFAQGaleriaBuscarMembrosCalendárioGruposRegistrar-seConectar-se
Sejam muito bem vindos ao PotterGo!
:: Topsites Zonkos -[Zks]::
Não deixe de registrar sua trama, só assim você participará da trama principal do RPG! Para mais informações clique aqui!
Em breve disponibilizaremos um sistema de Missões e Quests novinho! Fique atento as novidades do fórum.
Novatos, para melhor entender nosso sistema, não deixe de visitar nosso Guia para Novatos
Convidado, não esqueça de fazer o Teste de Varinhas
Convidado, não deixe de ver nossos cargos disponíveis
Convidado, não esqueça de fazer o Teste do Patrono
ATENÇÃO PLAYERS! Sistema de Apartamentos fechado para reforma.
Fique atento, em breve a Administração disponibilizará um Condomínio Bruxo.
Confira as novidades no grupo das Criaturas Mágicas.
Venha participar da Festa de Halloween no Castelo Harkin Scarbrougth!
CORPO DOCENTE, verifiquem seus corujais com URGÊNCIA!

Compartilhe | 
 

 Jardins

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
Savannah Ward McCready
Slytherin
Slytherin
avatar

Mensagens : 10

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar:
Varinha: Azevinho, 19 cm, flexível, lasca de dente de Dragão Verde

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 12:30


O que aconteceu? Está tudo girando! Não, ele não está aqui!
Savannah estava ocupada demais conversando e olhando o menino loiro na pista que nem percebeu a mãe chegar perto de si e quando deu por conta a taça foi tomada de sua mão. Engoliu em seco ao ver quem tinha pegado o objeto e respirou fundo ao ver a mais velha levar  ele até os lábios e tomar um gole. Encarou o olhar que foi lhe lançado e se segurou para não revirar os olhos, não tinha o que disfarçar ali, todos os adolescentes estavam bebendo, pois tinha uma mesa cheia de bebidas alcoólicas livre. - Eu não vou ficar bêbada.. - respondeu enquanto recebia a taça de volta e viu a morena se afastar. - Sim, provavelmente vou escutar amanhã por causa dessa taça.. - Comentou com a amiga e deu de ombros. - Mas não quero pensar sobre isso agora, vamos curtir a festa! - Sorriu para ela e se aproximou mais da pista de dança, era hora de mostrar seu requebrado.

Não demorou para que seu corpo seguisse o ritmo da música, graças as aulas de dança que fez quando era menor e tudo graças a mãe, teve aulas de ballet quando menor, mas agora ela fazia outros aulas de dança, as que lhe agradava mais e com a permissão da mais velha. Ria e dançava ainda com o copo de bebida na mão, copo que ela apenas tinha dado três goles. Acabou por rir mais ao receber a piscadela do loiro que tanto olhava e ao dar um giro no ritmo da música acabou vendo o rosto de um garoto que tinha machucado mês passado, fazendo a menina parar do nada e empalidecer. Seu estômago embrulhou e teve uma leve tontura, a fazendo se segurar na amiga que perguntava o que ela tinha. Ela não acreditava que o menino teve a cara de pau de aparecer em sua casa, mas não podia colocá-lo para fora, ele era amigo de sua prima. Graças a Merlin viu Pierre correndo em sua direção e assim que o garoto chegou perto, o segurou pela blusa, quase caindo pela ação. - Pierre, eu não estou bem… - Falou ao escutar a pergunta do menor. - Não estando, oras! - Falou entre os dentes e segurou firme nele. Com o auxílio do irmão e da amiga, ela saiu da pista de dança e sentou na primeira cadeira vazia que acharam. - Vai chamar a mamãe, corre. - Pediu para ele então viu o menino sair correndo.

Ela nunca tinha sentindo um embrulho daquele no estômago e ao ver o menino se aproximar, seu coração foi a mil. Não estava acreditando que depois do que ele fez com ela, tirou algo tão importante dela, ele estava se aproximando. Sentiu as mãos gelarem e o olhava assustada. - Es.. Es.. Estou bem, não precisa se preo.. Preocupar. - As palavras pareciam fugir de sua boca, o nojo de estar perto dele e o medo que sentiu a um mês atrás estava de volta, fazendo as lembranças horríveis voltarem para a sua mente. Respirou fundo e largou a taça sobre a mesa, os olhos azuis dele e o corpo que toda menina queria que seu namorado tivesse, não era o que a menina queria, não se fosse ele, ninguém sabia o que ele era de verdade por trás daquele sorriso. Graças a Merlin a mãe apareceu com seu irmãozinho, a mais velha não estava nada contente e isso era mais que visível em sua face e o que ela dizia. O pior para a primogênita foi ver Athos cumprimentar a mãe dela como sempre fizera quando ia a mansão, pois eles se conheciam desde os 12 anos, apesar de ele ser dois anos mais velho que ela, a irmã dele era amiga dela e tinha sua idade. - Eu .. Eu não bebi demais, foram só três goles em uma única taça.. - Tentou argumentar, mas a mais velha não acreditou, começou a falar coisas, fazendo a menina sentir sua cabeça latejar. - Mãe, por favor, aqui não, não estou bem.. - Pediu e então com o auxílio da morena maior levantou e começou a sair dos Jardins. Aos poucos a música e o barulho de gente conversando foi diminuindo, fazendo a cabeça da menina não querer explodir, porém ela não participaria mais da festa, afinal, a mãe estava lhe carregando para dentro da mansão.


Vestindo:
 

Salto:
 

® Credits to Lux
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alana Kuznetsov Odegaard
Monitora-Chefe
Monitora-Chefe
avatar

Idade : 16
Mensagens : 162
Localização : Em alguma cozinha

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 6º ano
Varinha: Choupo-Branco, 28cm, inflexível, Lasca do Chifre de Arpéu.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 15:03



Festa da Aine



-Pelo menos sou saudável, não é mesmo?- disse sorrindo levemente para o garoto a minha frente. Minha expressão estava um pouco séria demais, eu era a única adolescente sóbria ali- ou pelo menos quase- e eu não queria ninguém vomitando nos gramado da mansão ou fazendo coisas muitos piores dentro da minha casa. Era claro que mesmo um pouco alterada a garota que se apresentara como Ártemis não havia gostado de mim pela forma que eu havia me dirigido á Hunter ou por achar que eu queria algo com ele. –Sou educada o suficiente, mas não posso dizer o mesmo de você já que gosta de assustar as pessoas na igreja. - falo o encarando nos olhos sem desviar o olhar um segundo se quer.  –Pelo visto não é apenas eu que zomba da sua habilidade, e realmente espero que em sua forma animaga não tenha pulgas e nem carrapatos, sabe como é né? Não quero esses mini bichinhos no gramado daqui. - falo olhando para os dois a minha frente. –Não deveria ficar bravinho por eu te chamar assim, deveria ficar feliz que é diferente, é melhor do que ser comum. E ainda não estou vendo um cachorro a não ser que você se transforme. - falo vendo um garçom passar do outro lado do salão segurando uma bandeja cheia de martinis e estico minha mão para os mesmos. –Accio Martini. - pego a bebida e a beberico olhando para a menor ao meu lado.

Sorrio para a Yasmin que não estava entendendo nada que eu havia falado e me agacho lentamente para ficar em seu tamanho. –Depois a prima te explica com bastante calma, tudo bem?- a pergunto ajeitando a barra de seu vestido. –E sim, você pode ir brincar com as outras crianças, mas cuidado que elas são maiores que você e não brinque do que não se sentir seguro okay?- a peço e a vejo sair correndo toda feliz e levanto voltando a olhar para os dois loiros que estavam a minha frente logo sendo surpreendida pela garota que havia me dado o braço dizendo que sentia que seriamos grandes amigas, isso era óbvio que ela também estava provocando o irmão e eu não poderia jogar essa chance fora. –Claro que vamos, somos sonserinas isso conta bastante. - continuo a provocação da garota e sorrio fraco olhando o sonserino a minha frente.  –Deixar-nos a sós? Eu já estava de saída não queria atrapalhar você.. - paro de falar quando a mesma coloca a mão em nossos ombros. –Tenho certeza que ele já aproveitou bastante. - falo depois que a garota sai correndo para o bar e o olho ainda parado em minha frente. –É ela é realmente bonita e dança bem. - falo olhando em direção do olhar de Hunter, que estava direcionado a Savannah. –Aceita? Ou prefere ir para um lugar mais vazio? Você está claramente tonto e quanto a sua acompanhante, não se preocupe, ela só está se divertindo e você deveria fazer o mesmo. - primeiro o ofereço a minha bebida e depois olho para o vendo a loira pedir um copo. –Quer dançar? Mal cheguei e fiquei de babá quero me divertir também. - falo dando um gole em minha bebida.



“Às vezes, tudo o que você precisa fazer é cruzar uma porta”
-----------------------------------------------------------------------------
@Lilah

______________________

◥ Alana Marie Kuznetsov Odegaard ◣
Monitora chefe - Avaradora - Sonserina - Sextanista
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Desiré Ward Odegaard
Ordem de Merlim
Ordem de Merlim
avatar

Idade : 31
Mensagens : 62
Localização : Sede da Ordem de Merlin

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Carvalho, 21 Centímetros, Pouco Flexível, Escama De Sereano

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 16:38



Massageava a sola dos pés quando viu um garçom passar com uma bandeja, os copos sobre ela eram diferentes dos usados para champagnes e martinis. — Ei, isso é água? - Perguntou para o homem, que logo acenou com a cabeça. Pegou um e o levou até a boca no mesmo instante, por mais que tivesse tomado água com gás a poucos minutos, sentia a garganta arranhar devido à secura. Escutou a voz fina de sua afilhada e a procurou com os olhos, assim que a viu levantou da cadeira e calçou de volta os saltos altos, e abaixou-se para pegar Yasmin no colo. — Como? Vamos lá então, não podemos deixar destruírem o bolo da Aine. - Disse em um tom brincalhão. Achou engraçado a preocupação da menor com o bolo da prima, sabia que Yasmin era uma boa garota e a achava uma graça, ainda mais quando ela agia daquele jeito. Rumou até a mesa do bolo com ela no colo, deu a volta por trás e rezou para que ninguém estivesse olhando.


Surpreendeu-se ao achar um garotinho, provavelmente um pouco mais velho que Yasmin. Sentiu o coração se partir ao ver as lágrimas no rostinho dele, olhou para o bolo vendo uma leve falha e então focou sua atenção na mão suja. — Yas, porque você não vai lá brincar com as crianças? A titia resolve as coisas aqui. - Colocou a menina no chão e apontou com o dedo para um canto onde tinha várias criancinhas correndo. Observou-a correr e só tirou os olhos dela quando a mesma já estava entre os baixinhos. Aproximou-se do menino no chão e agachou para ficar da altura dele. — Ei, você não precisa chorar, tá tudo bem. - Disse em um tom amigável, não queria o assustar ainda mais. Pegou um guardanapo em cima da mesa e limpou os dedinhos do menino até que estivessem bem limpinhos. — Com quem você veio para a festa? - Abraçou o próprio joelho e aguardou a resposta, que por fim acabou não servindo de muita ajuda já que parecia não conhecer a menina ruiva que o garotinho falava. — Vamos fazer assim, você vem comigo e eu te ajudo a procurar sua prima, tá bem? - Sorriu para ele e levantou, pegando-o pela mão.

Rodaram pelo salão algumas vezes. Teve até tempo de dar os parabéns a Aine, que havia acabado de chegar, depois disso concentrou-se em ajudar o pequeno que andava atrás de si o tempo todo. Estava distraída quando sentiu algo trombar em suas pernas e não precisou nem olhar para baixo para saber que se tratava de Pierre, seu filho mais novo, reconheceria o cheiro dele qualquer lugar. Notou o garotinho que estava ao seu lado olhar espantado para seu filho, franziu o cenho ao escutá-lo dedurar que fora Pierre a lhe machucar. — Nós vamos conversar mais tarde, se prepara. - Fechou o rosto em uma expressão brava. Já tinha pedido para o filho não bater nos outros mais vezes do que poderia contar, sinceramente não entendi de onde havia saído aquele lado agressivo. Foi quando a tal ruiva que estava procurando surgiu e levou a criança que ao menos sabia o nome. — Como assim a sua irmã tá passando mal? - Indagou e cruzou os braços. Não acreditava que a filha tinha bebido ao ponto de passar mal pelos cantos, estava ficando exausta de falar com Savannah e a mesma não lidar ouvidos, esperava apenas o momento certo para poder soltar toda sua raiva sobre a menina e tinha a sensação que oportunidade estava batendo em sua porta. — Você sabe onde ela está? - Segurou o ombro do filho e perguntou. — Então me leva até ela, agora.

Assim que seus olhos focaram nos da filha sentiu uma veia pulsar em sua testa. A visão dela sentada em um canto, pálida e tonta era o suficiente para lhe fazer querer gritar até não poder mais. — Oi Athos, que bom te ver aqui. Por que você não vai aproveitar a festa e deixa que eu cuido da Savannah? - Sorriu para o menino, tinha um carinho por ele e sabia que ele não merecia ver a filha daquele jeito. — O que você estava pensando? - Cruzou os braços  e perguntou séria. — Eu te avisei para não beber demais Savannah. Sua prima acabou de chegar e ao invés de você estar lá parabenizando ela, você está aqui passando mal. Você deveria se envergonhar de eu ter que te encontrar nessa situação. - Esforçou-se para não gritar mais alto do que já estava fazendo, não queria atrair atenção desnecessária. — Três goles? Você acha que engana quem? Pois eu te afirmo com toda certeza que é ninguém! Eu to cansada Savannah, de verdade. Cansada de falar com você e você não ouvir, você não vai se safar dessa. Você tá muito encrencada. - Queria esganar a filha ali mesmo, mas seu coração mole de mãe falou mais alto ao ver que a menina realmente não estava bem. Bufou e segurou a segurou pelo braço. — Vou te levar pro quarto e quando chegar lá você vai me ouvir, anda. - Sussurrou no ouvido da mais nova. Virou-se para o filho e o mandou ficar ali na festa, mal tinha lembrado que o menino ainda estava parado do seu lado e se sentiu péssima por ter feito ele ouvir aquilo tudo. Passou a mão pela cabeça, que agora latejava, e arrastou a filha para fora dali.  


OFF: Desiré e Savannah saíram da festa.


______________________

DESIRÉ PHANI CONSTANTINE WARD ODEGAARD
ORDER OF MERLIM; A WOLF; WARD; ODEGAARD; SAVANNAH&PIERRE
CLEVER AS THE DEVIL AND TWICE AS PRETTY
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Diana Macvoy Odegaard
Gryffindor
Gryffindor
avatar

Idade : 15
Mensagens : 44

Ficha Bruxa
Casa: Grifinória
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Teixo, 23cm, inflexível, Pelo de Unicórnio do Norte

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 16:55


Diana a Raposa.
Relacionamento
B
ebia um sumo e petiscava algumas coisas das mesas toda a gente estaria a se divertir, meus olhos reviravam os cantos a festa mas nem sinal da Yas tudo que eu ouvia era sua voz alegre, parecia que ela se divertia, enquanto ao titio e titia, nos separamos desde que eles foram dançar e nao voltaram.
Mas minha atençao teria sido mudada para um outro canto que seria Aine a felizarda da festa finalmente teria chegado, eu nao teria conseguido arranjar uma prenda embora eu sabia que ela ja ficaria satisfeita com a minnha presença tal como a presença do resto da familia, eu via as prendas que todos teriam trazido para ela, e eu ficaria a pensar no que poderia oferecer, nem que fosse algo simbolico, eu sorria apos ter uma ideia eu iria fazer uma supresa a ela, eu ia para um canto onde ninguem estaria a ver e logo me tranformaria com a minha animagia numa raposa bela e fofa mas nao teria me tranformado antes de escrever um recado num papel que teria escrito. "Parabens Prima Aine Ass: Prima Di <3" eu em minha forma de raposa pegaria o papel com a boca e ia caminhando silenciosamente pelo meio das pernas das pessoas, por momentos olharia para o lado e via o tio ryan com alguem, eu me sentaria no chao a olhar para ele como se ele entendesse que eu iria aprontar algo.
Eu me aproximaria ate a Prima Aine e logo dava uns encontroes na perna dela pedindo atençao, e assim que tivesse a atençao dela, eu me sentaria no chao olharia para ela com os meus olhinhos de raposa fofa com o papel na boca para ela, e com alguma sorte e supresa ela iria entender a mensagem.

Vestido:
 



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Hunter Von Rift Metzger
Slytherin
Slytherin
avatar

Idade : 17
Mensagens : 48
Localização : Hogwarts

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 5º ano
Varinha: Corniso, 28cm, flexível, pluma de Fênix Recém-Nascida.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 18:34


Pelo visto Ártemis resolveu se juntar a garota loira a nossa frente para zoar com a minha cara também. Eu arqueei as sobrancelhas quando ela disse algo sobre ser amiga e Alana concordar. Pronto, até minha irmã eu havia perdido para essa garota. Minha cabeça estava doendo pouco quando Ártemis se despediu falando de deixar-nos a sós, retorci os lábios pensando nas intenções de Temi ao fazer isso e tentei impedir minha irmã de ir, além do mais ela estava bastante alterada e eu só não queria que ela entrasse em alguma confusão ou acabasse tendo um coma alcoólico. - Temi volta aqui! — Tentei agarrar seu braço mas sem sucesso nenhum. Eu estava tonto demais pra impedir ou ter forças de impedir alguém de fazer algo naquele momento, e minha boca se encontrava seca. Vi Alana usar sua habilidade para trazer um Martini pra ela, e voltei a focar meu olhar nela, analisando-a.

Ela comentou algo sobre a Savannah, pelo visto viu que eu estava olhando, eu só consegui concordar com a cabeça e me aproximei um pouco mais dela pra ouvir ela falar, porque o barulho da festa e o álcool não me davam outra escolha. Pra minha surpresa, a garota foi gentil pela primeira vez na noite e me ofereceu bebida, também me ofereceu a opção de sair da festa o que me deixou confuso de início. Não esperei ela falar muito, passei a língua pelo lábio inferior e tomei a garrafa de Martini das mãos dela, virando a garrafa na minha boca e tomando um longo gole. A bebida desceu queimando minha garganta, mas estava gelada e boa, sinto que aquilo me deixaria muito mal depois. - É boa, mas mata. — Disse para a garota, entregando a garrafa a ela e rindo, se ela estava sendo gentil eu seria também. Eu vi a garota bebendo mais uns goles quando a mesma me chamou para dançar alegando que ainda não tinha se divertido. - Você acha que comigo vai se divertir? Comigo? — Indaguei a mesma pra logo em seguida puxar a menina para a pista de dança.

- Escolheu certo. — Sorri meio bêbado, tocava uma música animada e eu comecei a pular e tentar usar as dicas que Ártemis havia me ensinado, por outro lado, Alana também sabia dançar, quase tão bem quanto minha irmã e isso me fez rir e não me sentir envergonhado, acho que até me encontrava mais bêbado depois do gole que eu dei no Martini. As luzes e as pessoas não ajudavam muito, e eu sempre lembrava que eu tinha que cuidar de Ártemis mesmo ela estando com o Apollo. De repente eu parei e respirei fundo, puxando o ar. Me aproximei consideravelmente da garota loira a minha frente e peguei em sua cintura institivamente, fazendo-a parar. Tentei me concentrar para não falar algo bobo, as palavras estavam na minha cabeça, mas meus pensamentos estavam tão confusos que eu não fazia ideia num momento o que dizer. Apertei minhas mãos na cintura da garota e soltei o ar contra o pescoço dela para logo em seguida sussurrar em seu ouvido. - Alana... eu tô com fome e bêbado. — Eu disse pausadamente, e depois ri. - Me leva pra comer algo e eu também não sei onde a minha irmã está, eu preciso cuidar dela, ai.. — Exclamei por último, me sentindo mais tonto que o normal, e com fome. Agora eu queria sair dali. Me afastei um pouco da menina para então olhar em suas iris castanhas.

______________________

☩ Got someone you love? Get someone you need? Fuck that, get money. I can't give you my soul, cause we're never alone (...) ☩ Hunter Von der Rift Metzger.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Alana Kuznetsov Odegaard
Monitora-Chefe
Monitora-Chefe
avatar

Idade : 16
Mensagens : 162
Localização : Em alguma cozinha

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 6º ano
Varinha: Choupo-Branco, 28cm, inflexível, Lasca do Chifre de Arpéu.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 19:58



Festa da Aine



A zoeira já havia virado parte da minha personalidade há muito tempo, ela era como se fosse à roupa que eu usava, juntamente com o drama e a rebeldia, meus piores defeitos. Observo o garoto tentar segurar a Ártemis consigo e falha completamente. Ela queria se divertir, mas já estava alterada demais e podia acabar se metendo em confusão. –Relaxa, ela vai ficar bem. - tento convencê-lo disso o observando. O loiro já estava bêbado e eu tentaria não deixá-lo fazer nenhuma burrada enquanto eu estivesse perto, afinal, nunca se sabe o que um bêbado irá fazer. Dou mais um gole em meu drink e deixo cair uma gota na parte de fora da minha boca e limpo com meu dedo indicador.

O garoto tinha uma cara de que era muito requisitado pelas garotas, e devia ser por isso que a garota que estava com ele havia dito “estava demorando”, ele era alto, loiro e um pouco musculoso o que o tornava o estereotipo perfeito para muitas garotas. Entrego o copo para o garoto e o vejo tomar tudo de uma vez em apenas um gole. –Sabe que isso não vai te fazer muito bem né? Mas como não estou ligando pra nada nesse momento eu vou me juntar a você. - falo pegando um copo da bandeja do garçom que estava passando perto de nós dois e o bebo direto sem parar para recuperar o fôlego. –Não sei, não posso dizer que não e nem que sim, nunca tentei me divertir com você- falo colocando o copo que eu havia pegado e o que você havia me devolvido já completamente vazio na bandeja de outro garçom que estava passando e o encaro nos olhos enquanto me puxa para a pista de dança.

Sorrio fraco e vou começando a dançar aos poucos. –Se você está dizendo. - falo pulando seguindo o ritmo da música que estava tocando. Balanço minha cabeça fazendo com que meu cabelo ficasse em meu rosto querer e levanto meus braços ainda dançando. Paro de dançar assim que sinto me segurar pela cintura e o olho tirando meu cabelo de meu rosto. Eu não sabia o que o garoto estava querendo fazer ou me dizer, ele estava bêbado e com certeza não se lembraria de nada amanhã, mas apenas fiquei parada retribuindo o olhar. Sinto um arrepio, uma sensação fria percorrer meu corpo quando sussurra e solta o ar perto de minha nuca e tento controlar a minha respiração que estava ofegante por estar pulando feito louca. –Eu sei que está bêbado e já que está com fome podemos esperar algum garçom passar com algo de comer. - o respondo perto de seu ouvido segurando em seu ombro para falar. –Ta bom, vem comigo que já sei o que você pode comer e quanto a sua irmã nós procuramos depois, ela deve estar com o garoto que disse que iria procurar, e se ele estiver sóbrio ela vai estar bem. - falo um pouco alto por causa da música e seguro em sua mão saindo da pista de dança com você.



“Às vezes, tudo o que você precisa fazer é cruzar uma porta”
-----------------------------------------------------------------------------
@Lilah

______________________

◥ Alana Marie Kuznetsov Odegaard ◣
Monitora chefe - Avaradora - Sonserina - Sextanista
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eleanor Metzger Odegaard
Slytherin
Slytherin
avatar

Idade : 14
Mensagens : 47
Localização : França

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Salgueiro, 18cm, pouco flexível, pelo de Unicórnio banhado em Água-Cristalina.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 20:58


Festa

Minha irmã não gosto da ideia de eu batizar os drink's da festa o que mais tarde acabei descobrindo que eu realmente nem precisava disso, uma vez que as bebidas do bar já eram alcoolicas. Dei de ombros, iria dar a garrafinha que Erick fizera aparecer ao barman e ele que fizesse alguns drinks com aquilo depois. - Um saquê de morango. Falei ao bar após entregar a garrafinha à ele e peguei minha bebida, voltando até Sam e Erick. - Obrigada mas... Sorri um pouco ao corvino e depois olhei minha irmã. - Está de olho em algum garoto? Vamos achar alguém para dançar com você! Disse e segurei em sua mão, fazendo-a dar um giro. - Heey, você não veio com nenhum amigo não? Cutuquei Erick.

Como Eleanor está na festa:
 
 

MRS. HARRISON ? TPO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Matth Staminkhov Odegaard
Auror Tramista
Auror Tramista
avatar

Mensagens : 69
Localização : Qualquer Uma XD

Ficha Bruxa
Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 21:01



---
Mesmo depois de tanto tempo, aquela sensação ainda tomava conta de mim. Com o trabalho de Auror a única coisa que eu queria, era morrer em combate, não tinha muito a perder. A festa da Aine era a minha melhor oportunidade. Acordando ainda bem cedo com as imagens de um pesadelo, olhava pela janela, ainda estava escuro e o melhor a se fazer era voltar a dormir, mas quando olhei para a minha mesa não pude deixar de notar o papel e a pena. Levando minhas mãos até meu rosto eu acabei cogitando a ideia, aonde caminhei até a mesa e passei a ponta da pena sobre a tinta, escrevi da melhor maneira possível mesmo estando com sono. Convencer pessoas a alguma coisa, nunca foi o meu forte, mas eu botei um voto de confiança. Coloquei o convite dentro da gaveta, então voltei a dormir.

Um pouco mais tarde acordei com falação que vinha do jardim, Ryan e o Sillaz estavam arrumando tudo com mais algumas pessoas, parece que tudo caminhava perfeitamente e seria uma grande festa. Querendo esfriar um pouco a cabeça de tarde eu ajudei no que pude, e até um pouco na decoração, mas conforme a hora ia passando e a luz do sol ia desaparecendo, eu acabei ficando mais tenso, por dentro. Se ela trouxesse Kilieger e Eleanor e ficasse na festa, eu não precisaria do convite. Quando a festa começou, segui para meu quarto e tomei um banho gelado, coloquei uma roupa que se encaixasse para aquele tipo de festa. De frente para o espelho, encarava o homem com a aparência ‘’cansada’’ a barba dá uma pequena impressão de envelhecimento, devo citar que o tabaco estava fazendo seu trabalho perfeitamente? Pegando o maço de cigarro em cima da pia e coloquei em um dos bolsos. - O que vem agora? - Sussurrei em voz baixa. Sem dúvidas os dois vícios estavam afetando a minha voz, por algum motivo ela estava roca, e falha. Assim passei pela porta e caminhei em direção do Jardim, encontrando Samantha no meio do caminho pedi para ela esperar, então fomos juntos até a famosa festa. - A, você está nervosa? Não precisa. Vá se apresentando aos poucos, quando menos esperar vai estar enturmada com todos eles. - Sorria para a mesma. Chegando no local, me separei da corvina. O Jardim é enorme, tem até como se perder nele, por isso eu fiquei um pouco distante da festa, apenas observando e esperando. Passado um tempo, notei que Kilieger e Eleanor haviam chegado, Ryan me dizia que Nyee era uma ótima Auror.... De cabeça baixa a mesma evita todos presente, no entanto eu já tinha a encontrado. Vendo a mulher sair dali, olhei para o céu estrelado, respirando fundo, aparatei de volta para meu quarto. De frente para a pequena mesa, coloquei minhas duas mãos sobre ela e segurando firme, arremessei-a contra o chão. Tudo se espalhava gerando uma pequena bagunça, revelando o convite, que antes se encontrava dentro da gaveta. Pegando o convite, encarei minha coruja - Eu acho que tenho um trabalho para você. - Eu usei um papel totalmente diferente, ela entenderá que é um convite especial. Sacando a varinha apontei ela para o papel. - Reducio- Conjurei. Colocando dentro do envelope, abri a janela e a gaiola da coruja. Erguendo meu braço ela pousou em cima dele. - Quero que leve isso para... Nyeere! - Em um bater de asas ela saiu pela janela.

Depois de algum tempo no quarto acabei voltando a festa, e vendo aquela mesa cheia de bebidas coloquei minha mão sobre uma garrafa de Vodka, mas antes que pudesse pega-la um homem segura a garrafa, um desconhecido, talvez fosse amigo de um dos convidados, difícil dizer. - Posso ajudar? - Disse. Por eu ser um desconhecido para ele, dizia que eu não podia pegar as garrafas de bebida, aquilo era uma falta de respeito. - Está vendo esse lindo Jardim? Pois é, ele e meu. E aqui, sou eu quem dito as regras.... A mesa está cheia, não fara falta. - Pegando a garrafa, esbarrava meu ombro contra o do homem e assim me distanciei da região cheia de pessoas.

Um pouco distante da festa, acabei por ficar vigiando Kilieger e Eleanor. Os dois pareciam estar se enturmando. Meu objetivo? Quando a garrafa acabasse eu iria falar com a aniversariante. Virando ela, sentia a bebida rasgar minha garganta. Encostado em um pilar do jardim, sua sombra tampa meu corpo e meu rosto, caso alguns olhares se voltem para mim, não saberão quem sou eu, de fato. Longos minutos se passam até finalmente, avistar a mulher na festa. Sentindo um pequeno nervosismo e adrenalina, puxo meu cigarro e o levo até a boca. Passando o isqueiro sobre ele, começo a queima-lo, produzindo a fumaça para meus pulmões.... Somente ela poderia me acalmar naquele momento. A mulher vai até a grande mesa, e como sempre toma a bebida mais forte, aquilo acabou me fazendo abrir um meio sorriso. Meus olhos seguiam a mesma enquanto ela ia se afastando da mesa, estava certo de que iria procurar pelas crianças. Ela caminhou em minha direção, sem saber que eu estaria ali, encontrando os dois a mesma observava-os em silencio... estando de costas para mim, pude ter detalhes de sua roupa. - Não se preocupe, eles estão se divertindo dentro das regras. - Queimei o cigarro por alguns instantes. - Fico feliz que tenha aceitado meu convite, e espero que posso ficar até o final. - Libertando a fumaça pela boca, virei a garrafa de Vodka. - Você está Linda... Como sempre. Sabe, eu peguei essa garrafa de vodka, e gostaria muito de uma companhia.... O que acha? - Indaguei. Olhando em seus olhos, continuei encostado no pilar, sem mostrar meu rosto, apenas aguardando sua resposta.

______________________


Matth Staminkhov Odegaard
You fill your lies around me And you think you won
❄️
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Erick Saint
Ravenclaw
Ravenclaw
avatar

Idade : 7
Mensagens : 43

Ficha Bruxa
Casa: Corvinal
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Nogueira, 26,5 cm, Inflexível, Plumas de Hipogrifo

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 21:20

Erick Saint
 

Após Eleanor descobrir que poderia beber sem ter que ser escondido e voltar com uma bebida em mão, ela me pergunta senão havia nenhum amigo meu na festa, olhei para ela e para sua irmã e disse:
- Infelizmente não, lamento.
Depois que ela terminou de beber tomei coragem e disse:
- Então já que você me deu essa ideia, quer dançar ? Alias você está ainda mais linda hoje Eleanor.
E beijei a mão dela.

credits for Bea


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Andrew Hoyer Nikolaevich
Durmstrang - Slytherin
Durmstrang - Slytherin
avatar

Idade : 15
Mensagens : 54

Ficha Bruxa
Casa: Haus Land
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Azevinho, 23 centímetros, flexível, Fio De Cabelo De Centauro

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 21:30

O Príncipe da Debutante
Como o acompanhante de Aine, Andrew se esforçava para a abrir seu melhor sorriso aos convidados que agora só conseguiam manter  seus olhos na corvina ao seu lado. Ele não costumava ser simpático, porém queria que a princesa da noite se lembrasse do sorriso que ele quase não mostrava, já que era o aniversário da garota e ela com toda certeza merecia que seu melhor amigo ficasse ao seu lado de bom-humor pelo menos por uma noite. Mas, apesar de estar feliz por tudo aquilo, não gostava de multidões, e quando viu toda aquela gente se aproximando deles, ficou um pouco desinquieto, mas disfarçou bem e cumprimentou todos que o cumprimetaram de uma forma que nem mesmo ele acreditou ser possível.

Andrew então foi guiado pela garota à mesa de presentes e teve o prazer de ajudá-la com todos as baixas pesadas e até mesmo as mais leves, e quando já estava muito bem empilhado, Aine começou a falar.  Andrew observou os convidados festejando como ele nunca viu. Riu por algum motivo bobo. - Nunca participei de uma festa tão agitada, baixinha. - Brincou com a palavra “baixinha”, piscando para ela todo brincalhão, esperando que ela risse e desse uma tapa em seu ombro, seguindo pelas palavras “Pare de ser tão bobo, And”. Aine, como sempre, abriu seu sorrisinho travesso e fez o amigo sorrir também. - O que você não me pede chorando que eu não faço sorrindo? - Perguntou de bom-humor, logo em seguida estendendo a mão para ela - como nunca tivera feito antes, por medo de tocá-la e ter as memórias que não deveria ter - e fez uma pequena reverência educada, como um pedido para que ela o seguisse. Era um cavalheiro de mão cheia quando queria, mas também poderia ser uma pedra no sapato, fazendo qualquer um ter uma dor de cabeça só de pensar em seu nome, mas naquela noite tudo parecia estar a seu favor, e ao favor de Aine, obviamente.

A ouviu comentar sobre a mesa de bebidas e arqueou as sobrancelhas, levantando sua postura e seu olhar, ainda segurando a mão da garota. - Não vai me levar para o mal caminha, vai ? - Pergunto sério, mas deixou que seu sorriso brincasse novamente em seu rosto. - Te acompanho até lá, princesa. - Disse já começando a andar e acomodar o braço de Aine junto ao seu novamente.


______________________

Andrew Hoyer Nikolaevich
Nós dois somos livros de uma mesma obra?
❄️
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eleanor Metzger Odegaard
Slytherin
Slytherin
avatar

Idade : 14
Mensagens : 47
Localização : França

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Salgueiro, 18cm, pouco flexível, pelo de Unicórnio banhado em Água-Cristalina.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 21:32


Festa

Erick diz que não viera com nenhum amigo o que era chato, quem ia a uma festa sozinho? Revirei os olhos, ainda iria arranjar um gatinho para minha irmã dançar, uma vez que Sam parecia estar de olho no salão. Tomei mais um gole de saquê, eu realmente ainda não havia terminado mas queria dançar e de preferência uma música bem animada. - Obrigada. Senti meu rosto esquentar um pouco depois do elogio do corvino. - Você também não está nada mal... Falei meio sem graça e lhe dei um tapinha no ombro, sentindo logo em seguida o seu beijo em minha mão. Coloquei meu copo sobre uma mesa que estava próxima e retornei, agora dançando com Erick. - Então... O que deu de presente para a aniversariante? O questionei enquanto começava a dançar perto dele.

Como Eleanor está na festa:
 
 

MRS. HARRISON ? TPO

Off: Só no meu navegador que não está mais tocando música? qq
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Erick Saint
Ravenclaw
Ravenclaw
avatar

Idade : 7
Mensagens : 43

Ficha Bruxa
Casa: Corvinal
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Nogueira, 26,5 cm, Inflexível, Plumas de Hipogrifo

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 21:44

Erick Saint
 

Era tão bonitinho quando ela ficava envergonhada, era estranho como em tão pouco tempo aquela garota tinha se tornado alguém especial pra mim, mas ainda não estava pronto pra admitir isso, enquanto dançávamos respondi sua pergunta e disse algo que estava pensando:  
- Um urso de pelúcia, pelo que sei ela gosta muito de ursinhos, bom mudando de assunto que tal se eu te pedisse em namoro e você me apresentasse para o seu pai ? Já estamos aqui mesmo.
Ri ao ver que novamente ela havia ficado corada, mais como já esperava ela reagiu agressivamente a minha ideia, apenas ri e continuei a dançar

credits for Bea


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eleanor Metzger Odegaard
Slytherin
Slytherin
avatar

Idade : 14
Mensagens : 47
Localização : França

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Salgueiro, 18cm, pouco flexível, pelo de Unicórnio banhado em Água-Cristalina.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 21:57


Festa

Escuto Erick contar o que ele havia dado para minha prima e logo em seguida ele emendou uma frase que me fez querer da risada. No começo eu confesso que me senti intimidade, afinal, nós no conhecíamos a muito pouco tempo e tudo bem que havíamos nos beijado uma vez mas namorar? Olhei para Sam que eu torcia não ter escutado aquilo e olhei novamente para o moreno dos olhos azuis. - Você está brincando não é? Comecei a rir sem mais e nem menos e logo percebi que ele não estava apenas brincando; então eu fiquei séria. - Você tá doido? E não, não vou lhe apresentar ao meu pai. Falei um pouco mais agressiva que deveria ser. Falando em pai... Ele devia estar nesta festa, não é? Não que isso realmente fosse fazer alguma diferença já que pouco o via. Olhei ao redor e de longe pude vê-lo mas não consegui realmente enxergar quem estava com ele... Era minha mãe? Desviei o olhar quando ele me pegou olhando em sua direção, fui até a mesa onde tinha deixado meu copo quase vazio e encarei o corvino. - Não ouse me agarrar como dá última vez ou irei quebrar seu nariz. Falei ao ver seu sorriso em seu rosto.

Como Eleanor está na festa:
 
 

MRS. HARRISON ? TPO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Erick Saint
Ravenclaw
Ravenclaw
avatar

Idade : 7
Mensagens : 43

Ficha Bruxa
Casa: Corvinal
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Nogueira, 26,5 cm, Inflexível, Plumas de Hipogrifo

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 22:05

Erick Saint
 

Ela parecia indignada com o que eu havia falado, eu não conseguia entender as garotas realmente, se eu apenas quisesse ficar com ela seria um galinha e agora que estava propondo algo ela parecia achar tão ruim quanto ? Essa sonserina estava se mostrando ser cada vez mais dura na queda, após sua pausa para bebida olhei serio para ela e disse:
- Bom você quem sabe, eu estou disposto a isso, e acredite deve ser bem assustador ter que encarar seu pai, mas já que não está afim por mim tudo bem, só lembre disso, eu não costumo desistir, e se quiser eu me afasto.
Disse olhando no fundo dos olhos dela.

credits for Bea


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eleanor Metzger Odegaard
Slytherin
Slytherin
avatar

Idade : 14
Mensagens : 47
Localização : França

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Salgueiro, 18cm, pouco flexível, pelo de Unicórnio banhado em Água-Cristalina.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 22:20


Festa

Por alguns instantes pensei que talvez eu estivesse agindo errado mas não, eu realmente não o conhecia direito e mal havíamos conversado até hoje... Como iria namorar alguém assim? Sem falar que já havia escuto muitos boatos sobre ele, desde que nos beijamos aquela vez e realmente ele não parecia alguém que procurava algo sério com outra pessoa. - Por que de repente quer conhecer ele? Perguntei sem entender. - Talvez não seja apropriado agora, já que bom, você sabe. Tomei mais um gole do saquê e agora a bebida havia acabado. Deixei o copo novamente sobre a mesa mais próxima e voltei a dançar. Eu realmente não estava afim de apresentar ninguém para Matth, já que fazia algum tempo que eu também não falava com o mesmo. Era muito mais fácil eu apresentar alguém a minha mãe ou até ao Kili que era um irmão-pai; não que eu faria isso nesta noite também mas... - E eu não disse para se afastar... Falei mais baixo agora.


Como Eleanor está na festa:
 
 

MRS. HARRISON ? TPO

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Erick Saint
Ravenclaw
Ravenclaw
avatar

Idade : 7
Mensagens : 43

Ficha Bruxa
Casa: Corvinal
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Nogueira, 26,5 cm, Inflexível, Plumas de Hipogrifo

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 22:32

Erick Saint
 

Ainda olhava sério para ela, como uma garota poderia ser tão indecisa e tão linda ao mesmo tempo ? e o que estava acontecendo comigo, eu poderia muito bem não tentar fazer tudo aquilo, mas desde de nosso primeiro beijo algo havia mudado em meu jeito de pensar. Depois de um tempo apenas dançando com ela disse:
- Sabe eu talvez tenha deixado de querer me divertir de maneira aleatória e queira me divertir apenas com você Eleanor, não estou dizendo que você está errada, mais e dai que nos conhecemos a pouco tempo, não é o lance de me apresentar para seu pai que está em jogo não é ? Mais eu posso entender que talvez uma sonserina tenha medo de acabar se apaixonando por um corvino.  

credits for Bea


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eleanor Metzger Odegaard
Slytherin
Slytherin
avatar

Idade : 14
Mensagens : 47
Localização : França

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Salgueiro, 18cm, pouco flexível, pelo de Unicórnio banhado em Água-Cristalina.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 23:08


Festa

O que estava acontecendo com aquele corvino que desandara a falar sobre, hum, namoro? E ele era telepata por um acaso e estava lendo minha mente? Como é que ele sabia que eu estava pensando em ser rápido demais por termos acabado de nos conhecer? - Erick eu... Então fiz uma pausa terminando de ouvir as coisas que ele dizia. - O que tem isso? Perguntei me referindo a sua pergunta sobre conhecer meu pai. - Isso não está em questão... Falei olhando ao redor mais uma vez. - Você é convencido. Sorri levemente quando ele falou sobre uma sonserina se apaixonar por um corvino. - Da onde surgiu toda essa vontade de querer namorar alguém que você nem conhece direito? Perguntei sorrindo um pouco e voltei a dançar. - Você não está dançando... Comentei antes dele me responder.


Como Eleanor está na festa:
 
 

MRS. HARRISON ? TPO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Erick Saint
Ravenclaw
Ravenclaw
avatar

Idade : 7
Mensagens : 43

Ficha Bruxa
Casa: Corvinal
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Nogueira, 26,5 cm, Inflexível, Plumas de Hipogrifo

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 23:14

Erick Saint
 

Voltei a dançar mas dessa vez fiz questão de puxa-la pela cintura para que dançássemos mais juntos,eu mesmo me fazia a pergunta que ela havia me feito, a unica resposta que encontrei foi a que dei para ela:
- Bom, talvez eu realmente tenha gostado de você, talvez eu tenha gostado do seu jeito convencido de sonserina, talvez tenha gostado demais de beijar você e não queira mais parar, bom você mesmo terá que descobrir isso Eleanor.
Sorri sem jeito, desviei o olhar dela um pouco mas logo voltei a encara-la.
credits for Bea


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sillaz B. Odegaard
Administrador
Administrador
avatar

Idade : 31
Mensagens : 57
Localização : In your mind

Ficha Bruxa
Casa: Haus Land
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Álamo, 29cm, inflexível, gota de sangue de Rês-ma

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 23:17


A special day to be a father

Breves preparativos foram tudo que ele precisou para deixar devidamente confinado o presente de sua filha no quarto. Quase que sincronizado Ryan havia pedido para que o seu elfo levasse o presente ao quarto e foi tanto ele quanto Wolfie, incluindo o bruxo na própria conta, que deixaram o presente perfeitamente embalado em cima da cama. Usando uma combinação intrincada de encantamentos impediu que qualquer um entrasse no quarto da filha, desde que fosse ela mesma e que caso acontecesse ele saberia imediatamente, pelo menos os elfos, que iriam os avisar. Satisfeito ele, acompanhado apenas de sua bengala, desceu as escadas com uma pressa mínima. Sabia que chegando ao local, jamais se enturmaria, não era do tipo, pelo contrário, esperava apenas zelar pelos seus. Talvez encontrasse Ivy, ou talvez ela estivesse tão ocupada que não sobraria tempo algum para lhe dedicar muitas palavras. Sua esposa era, portanto seu oposto complementar, pois apesar de ter suas características em comum sabia que eram definitivamente diferentes. Conseguia ter um contanto ainda mais caloroso com as pessoas, ele pelo contrário era o solitário. Tudo bem poderia conviver.

O barulho tomava completamente seus ouvidos mesmo antes de sair do corredor pouco iluminado das escadas. Antes de abrir a porta da casa, deu uma breve avistada pelas janelas de soslaio. O que era uma tímida, completamente recatada festa sem muitos convidados havia se transformado num recanto de efervescência jovem. Os alunos de Hogwatrts em sua maioria pareciam ter crescidos muito mais do que sua geração na sua idade, tal qual a expectativa de vida. Qualquer estudo, mesmo o trouxa, do qual não ia muito com a cara, poderia identificar que em tempos de pais a população tende a crescer, tal qual em períodos de fartura, as crianças tendem a ser mais fortes ou mais gordas, o que parecia até uma tendência da atualidade. No entanto, o que viu quando abriu a porta, foi uma geração relativamente saudável de traços relativamente europeus, mal conseguiu encarar algum norte americano no lugar. Sabia dessas distinções pois sua filha estudava em uma escola do continente. Mesmo assim isso eram reflexões do seu cérebro erudito, não interessava tanto para jovens mentes cheias de hormônio. Soube disse enquanto tentava passar entre um jovem e o amigo seu que consumiam bebida alcóolica. Seria surpresa para ele se não soubesse que nos próprios arredores da escola de magia, ofereciam conteúdo próximo do que adultos bebiam e se não fosse ele um dos espectadores de toda a animação. Sua figura por mais bem alinhada que estivesse para a noite parecia deslocada do show de luzes e da música extremamente efervescente. Sabia que era alguma modalidade do Rock, mesmo assim nunca havia ouvido esta banda. Wolfie pareceu se precipitar atrás dele como se sentisse sua necessidade de perto. Pediu para que o elfo pegasse seu cantil, que ele fez questão de materializar. Encheu ele com a bebida mais alcóolica que tinha e foi logo visto por um de seus sobrinhos. Killiger, filho de seu irmão Matth, um auror, era responsável pela regência dos sons da noite. Tinha certa habilidade, não pode deixar de notar e ao mexer com ele do balcão dos picapes, o bruxo, seu tio, apenas acenou com a cabeça em nível de aprovação.

Logo, levando-se de sua bengala pelo recinto, trajado totalmente formal, ele tratou de ir a sua mesa e se acomodar. Não via sua filha e preferia nesse momento não ter um contato tão direto. Talvez se ela aprontasse e ele não conseguisse visualizar, poderia cumprir sua promessa de manter a paz reinante em seu dia especial. Por fim, acomodou-se no encosto da cadeira com a postura um pouco relaxada e começou a tomar a bebida que a pouco havia surrupiado da mesa para seu cantil. Alguns garçons elfos por vezes tomavam sua atenção, ao circularem pelo local entre as mesas e próximas a pista de dança.





Última edição por Sillaz B. Odegaard em Qui 14 Set 2017 - 1:13, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eleanor Metzger Odegaard
Slytherin
Slytherin
avatar

Idade : 14
Mensagens : 47
Localização : França

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Salgueiro, 18cm, pouco flexível, pelo de Unicórnio banhado em Água-Cristalina.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 23:37


Festa

Aguardei a resposta do corvino, ele realmente parecia não ter pensado muito sobre a questão ou talvez até tivesse pensado mas não encontrado verdadeiramente uma resposta. Senti uma de suas mãos me envolver e me puxar para mais perto dele. Continuei dançando como se nada tivesse acontecido e mantive a aproximação, embora uma parte de mim ainda dissesse para soca-lo por isso.
- Você diz a mesma coisa para todas com quem fica? O questionei fitando-o nos olhos com seriedade. Se ele achava que eu cair naquele papinho ele estava enganado.

Como Eleanor está na festa:
 
 

MRS. HARRISON ? TPO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Erick Saint
Ravenclaw
Ravenclaw
avatar

Idade : 7
Mensagens : 43

Ficha Bruxa
Casa: Corvinal
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Nogueira, 26,5 cm, Inflexível, Plumas de Hipogrifo

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 23:48

Erick Saint
 

Olhei para ela sério e respondi:
- Eu nunca disse a ninguém, se quer considerei, talvez você não queira acreditar em mim pelo que os outros dizem, mas sinceramente me importo com que você acha, eu nunca vou tentar nada que você não queira, inclusive um namoro, pode não acreditar Eleanor... mas eu gosto de você de uma forma diferente.
Nesse momento desviei meu olhar para qualquer outra coisa da festa que não fosse a sonserina.

credits for Bea


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Aine Brattrewood Odegaard
Ilvermorny - Ravenclaw
Ilvermorny - Ravenclaw
avatar

Idade : 15
Mensagens : 109
Localização : Atualmente, algum lugar não-civilizado q

Ficha Bruxa
Casa: Horned Serpent
Ano Escolar: 5º ano
Varinha: Faia, 16 centímetros, Inflexível revestida com um produto branco que aumenta sua dureza, Escama de Sereiano

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qua 13 Set 2017 - 23:54


Debutante...
AINE ODEGAARD

Aine se esforçava para não deixar tão na cara o sorriso bobo que insistia em aparecer em seus lábios. Quem era aquele Andrew e onde estava o seu amigo marrento que ela tinha que fazer rir todas as manhãs? Ele estava tão alegre e com um sorriso tão bonito no rosto que Aine tinha que se lembrar o tempo todo para não ficar encarando o sorriso do garoto que nem uma doida. Ela nunca o vira sorrir daquela forma e descobriu que gostava muito de vê-lo assim. A cereja no bolo foi quando ele estendeu a mão para ela. Ele nunca estendia a mão. Ele nunca a tocava ou deixava que ela a tocasse. E, agora, ele estava ali estendendo a mão para ela com um verdadeiro cavalheiro e com aquele sorriso. A garota ficou alguns segundos encarando a mão dele, antes de deslizar a sua de forma suave. Tudo dentro dela se derretia, mas, por fora, ela era o perfeito retrato do controle. Mentira. Aine estava mordendo tanto a parte interna da boca para parar de sorrir que nem boba, que logo ia acabar sangrando. Fora seu rosto que devia estar mais vermelho que seu batom de cereja. - Não seja bobo, And! - Ela deu um tapinha no braço dele, sem conseguir evitar de soltar uma risadinha boba. Se eles estivessem em um filme bobo adolescente, daria para ouvir o narrador de fundo dizendo "Cara, ela tá tão na sua". - Eu te levar para o mau caminho? - E estreitou o sorriso, deixando mais irônico. - Você sabe que eu sou um anjinho. - Ela riu e, com o braço entrelaçado no dele, se sentindo, realmente, uma princesa com o príncipe, seguiu para a mesa de bebidas. Claro que seu pai colocara alguém cuidando para garantir que menores de idade não bebessem o que não deviam, mas, com um pouco de charme dela e de Andrew e com a chantagem emocional de ser a aniversariante, Aine conseguiu pegar dois drinks azuis com guarda-chuvinhas coloridos e sair rápido dali. Seu pai a mataria se visse. Os dois riam como duas crianças fazendo arte, fazendo caretas com o gosto da bebida, já que nenhum dos dois era acostumado com álcool. - Credo, prefiro uma cerveja amanteigada. - Aine fez uma careta e deu outro tapa no ombro de Andrew quando ele começou a fazer graça com o guarda-chuvinha da bebida, caindo na risada logo em seguida. Realmente, ela nunca vira Andrew tão feliz e aquilo a deixava feliz também. Aine estava pronta para fazer mais algum comentário sobre a bebida, quando levou um susto com algo peludo se esfregando em sua perna. Ela deu um gritinho, mas logo deu de cara com uma raposinha linda e fofa. - Mas quem é você? - A garota abaixou e fez um carinho na cabeça da raposa, antes de pegar o bilhete que ela trazia na boca. - Diana! - Aine exclamou com um sorriso. - Obrigada, prima. Adorei a surpresa. - Fez mais um carinho em sua prima na forma animaga e se levantou. - Agora que já temos as bebidas, o que acha de comermos algo? - Ela voltou a entrelaçar o braço no do garoto, já o puxando para a suntuosa mesa de guloseimas. - Hoje, você está sob o meu domínio! - Aine fingiu uma risadinha maléfica. Quando chegaram na tal mesa, ela ficou pensando quem comeria toda aquela comida. Talvez, só talvez, sua mãe tivesse exagerado um pouco. - Nossa, And! - Ela olhou para o garoto com olhos arregalados. - Bom, o que vamos experimentar primeiro, príncipe? - Aine esboçou um leve sorrisinho em referência a ele tê-la chamado de princesa antes.
XXXX words for GD&TOP


______________________


Aine Marie Brattrewood Odegaard
Horned Serpent -- fifth grade -- And <3 -- Odegaard family
Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ártemis Lamoreaux Metzger
Slytherin
Slytherin
avatar

Idade : 15
Mensagens : 47
Localização : House's Metzger

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Espinheiro-Negro, 25cm, flexível, escama do Dragão-Negro.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qui 14 Set 2017 - 0:21



Era uma vez uma festa...

Não ficou para ouvir o que Hunter ou a menina dizia, apenas deu as costas e andou até o bar. Sentou-se na banqueta e pediu uma dose de martini, não que já tivesse tomado aquilo, mas naquela noite, ou melhor, naquele segundo decidiu experimentar todas as bebidas possíveis. Sua cabeça girava, mas sua visão estava boa o suficiente para ver o barman olhando esquisito para si. — O que foi? Nunca viu uma menina encher a cara? - Mostrou a língua para ele e girou o banco até estar de frente para as pessoas que estavam no jardim. Segurou firme o copo entre os dedos e viu uma estranha movimentação perto das escadas, espremeu os olhos e enxergou Aine.

Ponderou se deveria ou não levantar para ir parabenizar a amiga, a parte consciente de seu cérebro dizia que o certo a fazer era levantar a bunda do banco e ir até ela, mas parte não tão consciente assim dizia o oposto, e no momento ela falava mais alto. Deu de ombros e tomou mais um gole da bebida. Bufou quando se deu conta que estava sozinha em uma festa cheia de gente, em todos os cantos que olhava ou via casais formados ou via pessoas aleatórias se beijando, estava começando a ficar irritada com aquilo. — Que droga de vida. - Murmurou para si mesma. Sentiu os olhos encherem de lágrimas e as limpou antes que pudessem escapar. — Por que eu to assim? - Mexeu o corpo resmungando e tomou todo o conteúdo líquido de uma vez só. Sentia a cabeça girar e seu estômago estava embrulhado, se aquela fosse a sensação de se estar bêbada, não queria repetir a dose.


Fitou mais uma vez as pessoas, viu muitas pessoas conhecidas e tentou ignorar com sucesso todas elas, pensou que talvez fosse uma má ideia ficar daquele jeito com tantas pessoas que tinham contato com sua mãe ali. Arregalou os olhos ao lembrar da progenitora, se ela estivesse ali provavelmente estaria berrando em seus ouvidos sobre o quanto aquilo era errado e blá, blá, blá. — Olha, me dá uma água. - Se esforçou para dizer ser se enrolar. Encarou o barman novamente e teve vontade de agredi-lo pelo olhar reprovador que ele lançava. Bufou e levantou, não era obrigada a aturar aquilo. Aos tropeços rumou até o meio da pista de dança e voltou a remexer o corpo, pelo menos enquanto dançava estava em seu próprio mundo.



______________________


ártemis mary lamoreaux metzger
"J'SUIS L'PRÉFÉRÉ MES BELLES VICTIMES VOUDRAIENT SE PENDRE À MES LACETS."
Élève . Ofidioglota . Famille Metzger . 14 ans . Slytherin . Maman est Valentin <3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Eleanor Metzger Odegaard
Slytherin
Slytherin
avatar

Idade : 14
Mensagens : 47
Localização : França

Ficha Bruxa
Casa: Sonserina
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Salgueiro, 18cm, pouco flexível, pelo de Unicórnio banhado em Água-Cristalina.

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qui 14 Set 2017 - 0:45


Festa

Erick começou a falar sobre não dizer nunca isso para outras garotas e eu realmente não acreditava em nada daquilo, embora quisesse. Já havia escuto muitos rumores em Hogwarts sobre ele, coincidentemente logo depois que nos beijamos. E bom, não era como se eu tivesse tido uma boa experiência uma vez que Matth havia ignorado a minha existência e a do Kilieger por anos; pelo menos tivera sempre o meu irmão. Sorri para o corvino, realmente não queria falar nada sobre aquilo naquele momento, eu queria era causar algo grande mas sem prejudicar a festa da minha prima. Talvez eu fizesse cair uma árvore do jardim na cabeça do velhote... Comecei a rir imaginando. - Podemos nos conhecer, devagar é claro... Mas somos amigos por enquanto e talvez aconteça algo mas saiba que posso socar sua fuça a qualquer momento em que achar que devo se fizer algo que eu não goste. Disse como se não fosse nada demais. - E vamos animar mais as coisas por aqui... Eu disse e o deixei sozinho por alguns instantess e segui até o bar preparava os drinks. Menti dizendo que o tio Ryan havia pedido para que ele preparasse apenas bebidas fortes e parece que ele havia acreditado. Voltei dançando até Erick com um novo copo de saquê e a minha varinha em outra mão, a qual eu havia dado um jeito de esconder no vestido q - Vamos homenagear a aniversariante!? Deixei um sorriso surgir em meu rosto assim que Erick me olhou sem entender exatamente o que eu fazia, então apontei a varinha para o céu. - Pericullum! Lancei o feitiço e vi algumas chamas como se fossem foguetes aparecerem no céu animando a noite. - Flagrate! Falei em seguida e escrevi próximo das chamas que brilhavam "Parabéns Aine!" Então sorri olhando a imagem.


Como Eleanor está na festa:
 
 

MRS. HARRISON ? TPO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Erick Saint
Ravenclaw
Ravenclaw
avatar

Idade : 7
Mensagens : 43

Ficha Bruxa
Casa: Corvinal
Ano Escolar: 4º ano
Varinha: Nogueira, 26,5 cm, Inflexível, Plumas de Hipogrifo

MensagemAssunto: Re: Jardins   Qui 14 Set 2017 - 1:03

Erick Saint
 

Até que pelo jeito maluco da sonserina ela tinha boas idéias, tanto para nosso futuro quanto para animar a festa, ela até me fez beber, em instantes ela lançou varios feitiços homenageando a aniversariante, fiquei observando e quando ela terminou estendi a mão para céu e disse:
- Pericullum!
Parecia que finalmente tínhamos chamado a atenção já que todos olhavam em noção direção, sorri e disse:
- Você parece ser boa nisso !

credits for Bea


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Jardins   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Jardins
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 4 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Jardins da Meditação
» Jardins de Hogwarts
» Jardim da Mansão
» Jardins de Durmstrang

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Potter Go :: Mundo Trouxa :: Europa :: Noruega :: Castelo Odegaard :: Área Externa-
Ir para: