Potter Go


PotterGo
 
InícioPortalFAQGaleriaBuscarRegrasMembrosCalendárioGruposRegistrar-seConectar-se
Sejam muito bem vindos ao PotterGo!
Convidado, se dirija primeiramente ao Chapéu Seletor.
Novatos, inscrevam-se no grupo do 4º Ano clicando AQUI
:: Topsites Zonkos -[Zks]::
Novatos, para melhor entender nosso sistema, não deixe de visitar nosso Guia para Novatos
Convidado, não deixe de ver nossos cargos disponíveis
Convidado, não esqueça de fazer o Teste de Varinhas
ATENÇÃO QUARTANISTAS! Para melhor andamento do tempo ON, todas as aulas se encerrarão amanhã!
Convidado, não esqueça de fazer o Teste do Patrono

Compartilhe | 
 

 Quarto do Matth

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Saphira Ritzo
Ex-Administrador
Ex-Administrador
avatar

Mensagens : 52

MensagemAssunto: Quarto do Matth   Sex 7 Abr 2017 - 0:24


Quarto do Matth

 

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nyeere Bianchinni Metzger
Servidores do Ministério
Servidores do Ministério
avatar

Mensagens : 12

Ficha Bruxa
Casa: Wampus
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Videira, 30cm, farfalhante, crina de Abraxan

MensagemAssunto: Re: Quarto do Matth   Ontem à(s) 21:23


Assim que senti meus pés aos chãos novamente, corri em meio a tropeções para o banheiro, ajoelhando-me diante do vaso sanitário e despejando todo o líquido presente e meu estômago. O cheiro não era nada agradável então assim que percebi que não voltaria a vomitar novamente, dei descarga para ver se amenizava o odor repugnante. – Sai daqui, você não precisa ver isso. – Murmurei para Matth sentando no chão e afagando minha cabeça que doía intensamente. Eu queria sair do banheiro, mas não aguentava o peso do meu próprio corpo, então fiquei ali mesmo no chão. – Eu não sei o que houve. Acho que foi a cerveja. – Disse a ele assim que me perguntara o que tinha de errado.

Eu nunca me mostrei intolerante à bebida alguma, ainda mais algo tão fraco como uma simples cerveja. – Minha cabeça está doendo, doendo muito. – Informei-o. Apoiei minhas mãos ao chão, impulsionando meus joelhos no intuito de levantar, mas foi uma tentativa completamente falha. Cada milímetro do meu corpo parecia pesar uma tonelada, por mais que eu tentasse manter minhas pernas sustentando todo o peso do meu corpo ela dava sinais que ia ceder a qualquer minuto e foi exatamente isso o que aconteceu. Imediatamente segurei-me em seu corpo, praticamente enfincando as unhas em seus braços, aquilo certamente poderia tê-lo machucado. – Matth, minha v-visão... Tá sumindo. – Gaguejei sentindo uma tontura forte. O que diabos estava acontecendo comigo? Agilmente ele me levantou nos braços, pondo-me deitada em sua cama. – Chamar o seu irmão? – Indaguei. Ele não demorou para me explicar que seu irmão mais novo era um medibruxo. O mesmo que havia nos salvado no dia do ataque no Harry’s Dolci.  – Ok, tudo bem. – Disse com a voz falha.



I mean no disrespect, I am simply Very perplexed by your ways. And You know i could set fire this day...



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Matth Staminkhov Odegaard
Servidores do Ministério
Servidores do Ministério
avatar

Mensagens : 59
Localização : Qualquer Uma XD

Ficha Bruxa
Casa: Lufa-Lufa
Ano Escolar: Concluído
Varinha:

MensagemAssunto: Re: Quarto do Matth   Hoje à(s) 0:37

Way Too Far
No momento em que nós voltávamos para o quarto, a mulher corria para o banheiro. - Nyee!!.- Acabava por pronunciar seu nome, um pouco preocupado com aquilo, ela ainda não tinha falado o que estava sentindo. Se ajoelhando botava tudo para fora, lentamente entrava no banheiro.... Parado ali apenas esperava a pequena situação parar. - Não vou sair daqui, acha que estou aqui só para momentos bons? Eu também estou aqui para cuidar de você.- Dizia enquanto me aproximava da mulher, que se sentava no chão meio fraca. - O que aconteceu?. Bom, talvez hoje não fosse o dia certo para beber.- Eu nunca tinha visto ela daquele jeito, seria mesmo a cerveja? Se fosse algo com a bebida eu também teria sentido, era difícil de entender.

No momento em que ela falava sobre a dor de cabeça, me sentia meio perdido, não sabia o que ela estava sentindo, então não sabia o que fazer para ajudá-la. Somente uma pessoa vinha a minha cabeça naquele momento ‘’ Tyler’’ Ele já sabia sobre a Nyee, porem eles nunca tinham se falado. Vendo a mulher tentar se levantar mesmo estando fraca, me aproximava rapidamente, me agachando ficava ao seu lado. - Nyee, Nyee... Calma, se você não conseguir ficar de pé, não force nada.- Indaguei. Sua visão estava fraca, sumindo aos poucos, era certo que ela poderia desmaiar. - Tá tudo bem, eu estou aqui.- Afirmava passando seu braço sobre meu ombro. Levando meus braços sobre suas costas e suas pernas, levantava Nyee. Cuidadosamente colocava a mulher sobre a cama, e puxava o travesseiro, colocando ele de baixo de sua cabeça. - Vou chamar meu irmão, ele vai saber o que fazer. Sim, ele e um medibruxo, foi ele quem cuidou de mim e você depois daquele ataque em Harry’s Docil.-

Sem perder tempo seguia para os corredores, olhando em cada um dos quartos. - Tyler!!.- Dizia olhando para os cômodos da mansão, em meio a adrenalina esbarrava com ele no corredor. O fato é, que de todos os irmãos ele era sempre o bem-humorado, mas antes que pudesse soltar uma de suas piadas, eu segurava seus ombros. - Não começa, deixa as piadas para depois. Preciso da sua ajuda, lembra da minha chefe? Que você salvou ela depois daquele ataque.- Suspirava. - Bom, fomos ao Três Vassouras beber algumas cervejas, mas ai ela começou a passar mal, e está muito fraca, com uma forte dor de cabeça... sua visão está sumindo, por favor, veja o que ela tem. Ela está no meu quarto.- Ele concordava sem hesitar. Voltando para o quarto esperava ele examinar ela, observando tudo.
© snap boom pow!



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tyler Staminkhov Odegaard
Hospital Saint Mungus
Hospital Saint Mungus
avatar

Mensagens : 17
Localização : Noruega

Ficha Bruxa
Casa: Thunderbird
Ano Escolar: Concluído
Varinha: Cipreste, 22 cm, Semi-flexível , Lasca de Chifre de Arpéu.

MensagemAssunto: Re: Quarto do Matth   Hoje à(s) 2:25

A minha coruja surgira no momento mais inesperado, planando pela janela do meu quarto que fora aberta por Dayenka e pousando em minha cama. Me admirava o modo que minha filha já parecia ter total controle de sua habilidade mesmo com tão pouca idade. Assim que estiquei a mão para pegar a carta, Sleep me bicava com força. – Sleep! – Repreendi-o recuando a mão e balançando-a em um movimento frenético para aliviar a dor.  Entendi o motivo da bicada assim que Dayenka se pronunciou. Peguei dois galeões do meu bolso e depositei na bolsinha que ela carregava em suas garras. – Posso abrir a carta agora? – Indaguei a Dayenka, vendo-a assentir.

Eu estava prestes a abrir a carta, estava curioso com seu conteúdo, mas parece que isso teria que ficar pra depois. Eu ouvia os gritos de Matth no corredor, não eram gritos comuns, seu tom de voz era diferente. Levantei-me da cama em um pulo, fazendo Sleep voar para longe e então caminhei para fora do quarto com Dayenka em meus calcanhares, esbarrando em Matth assim que pisei no corredor. – Eu sei que você adora meu nome, mas eu não sou surdo. – Disse em um tom bem-humorado. – O que você quer, infeliz? Sabe, eu tenho coisas mais importantes pra fazer. – Murmurei. Com ele segurando meus ombros eu praticamente era obrigado a olhar em seus olhos e seu olhar e expressão facial não estavam nada harmoniosas, ele estava sério. Ouvia suas palavras atentamente de vez em quando trocando olhares com Dayenka que observava calada. Acompanhei-o de volta para seu quarto e Dayenka veio atrás.

Assim que entrei no quarto, vi a mulher estirada na cama. Nunca havia percebido o quão bonita era Nyeere, mesmo em seu estado atual. Olhei para Matth com um sorriso malicioso. Safadão. Sentei-me na cama ao lado de Nyeere e Dayenka, curiosa que só ela, sentou-se do outro lado da cama, observando a mulher. – Nyeere? Consegue me ouvir? Eu sou o Tyler, irmão do Matth. – Apresentei-me. Suas pupilas estavam extremamente dilatadas. – Preciso que diga para mim exatamente o que sente. – Pedi a ela enquanto puxava minha varinha. – Accio estetoscópio. – Conjurei, trazendo o objeto até mim em questão de segundos. Coloquei-o em minha orelha e posicionei-o acima de seus seios por cima da blusa que ela usava, mas aquilo não funcionou, eu não conseguia ouvir seus batimentos cardíacos e muito menos sua respiração. – Eu vou ter que tirar sua blusa, Nyeere. – Disse olhando para ela e logo em seguida para Matth. Pendurei o objeto em meu pescoço e comecei a desabotoar sua blusa devagar, é claro que eu não estava maliciando nada, Dayenka também não via malícia alguma. Matth por outro lado... - Então tira você. – Murmurei revirando os olhos.




You don't know my brain, the way you know my name. You don't know my heart the way you know my face.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Quarto do Matth   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Quarto do Matth
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Quarto de Hiccup
» Teoria-Quarto Haki(tem spoilers)
» Quarto do Orion
» Quarto de Percy
» Quarto de Zeus

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Potter Go :: Mundo Trouxa :: Europa :: Noruega :: Mansão Odegaard :: 2º andar-
Ir para: